Refia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Christie-falcoon-badass.jpg Este artigo trata de uma Hentai Girl

Ela é gostosa, mas nón ecziste. Ela participa de algum desenho, jogo ou quadrinhos e sempre tenta ser notada pelo senpai.

Refia, sabe-se lá qual o sobrenome, é uma hentai girl que aparece no jogo Final Fantasy III, sendo mais uma das inúmeras gostosas da série.

Características[editar]

Refia em um momento furry.

Obviamente, a característica de maior destaque em Refia é sua beleza. De acordo com a wiki oficial sobre Final Fantasy, ela tem cabelos ruivos e olhos vermelhos, sendo uma provável usuária de maconha, até porque só mesmo estando muito chapada para conseguir aguentar sobreviver naquele universo sem noção do game. No entanto, a maioria das ilustrações da personagem, sejam elas oficiais ou meros fanarts, mostram-na retratada como se fosse loira de olhos castanhos, mas provavelmente é apenas para combinar com sua burrice, já que ela preenche todos os requisitos básicos para ser uma típica loira burra.

Sua roupa original é uma blusa de manga comprida branca com um colete azul, calças pretas e botas altas que vão até a coxa. Porém, como toda guria retardada e patricinha fútil igual a ela, Refia possui um extenso figurino com mais de 8000 trajes diferentes, que permitem variar o visual dela como se fosse uma Barbie, com a qual inclusive chega a guardar algumas semelhanças. Ou não, depende o ponto de vista.

É a única fêmea no grupo dos Warriors of Light (Guerreiros da Luz) em Final Fantasy III, o que faz dela a queridinha de seus companheiros, embora também sofra um pouco com o preconceito machista dos mesmos.

História[editar]

Refia fazendo pose de gostosa.

Criada pelo ferreiro de sua aldeia, Refia fugiu de casa durante uma crise emo na qual estava de TPM, pois não queria aceitar seu destino cruel de seguir os passos de seu tutor e tornar-se a sucessora dele na profissão de forjar equipamentos de metal. Desesperada para escapar logo de uma vez, ela pede carona a Cid Haze e imediatamente embarca em seu navio aéreo, porque ele não é bobo de recusar o pedido de uma cocota dessas. Mas sua alegria dura pouco, já que logo em seguida Arc e Luneth encontram-na e pedem sua ajuda para acabar com a terrível maldição de Djinn.

Após a batalha contra Djinn, Refia é oficialmente escolhida como uma Warrior of Light e condecorada recebendo seus poderes, tornando-se uma maga branca. Seu padrasto Takka, o ferreiro, bem que tenta convencê-la a ficar com ele na aldeia, mas agora que está poderosa ela não quer nem saber e vai embora de vez junto de Cid em seu dirigível. Aproveitando que já estão à bordo e não há como voltar atrás na viagem, o cara revela a ela que tanto seus pais como os de seus amigos morreram enquanto viajavam naquele mesmo veículo, e que a garota sobreviveu por milagre (ou por mera sorte, na opinião dos ateus).

Em Canaã, Refia conhece e faz amizade com uma tal de Salina, cujo namorado Desch fugiu para as montanhas para escapar de um possível futuro compromisso de casamento. Indignada, ela vai atrás do amado da amiga, mas então ambos coincidentemente acabam se apaixonando perdidamente um pelo outro. Na verdade somente ela se apaixonou, porque ele só queria mesmo era transar e tirar seu cabaço.

Após descobrir as reais intenções sacanas que Desch tinha para com ela, Refia dá um baita pé na bunda do infeliz, e acaba retornando a seu vilarejo, onde pede desculpas a Takka e diz que aceita tornar-se sua aprendiz. Não que ela realmente tenha mudado de ideia e agora goste de ser uma ferreira, mas pelo menos foi uma maneira prática de evitar o castigo de ajoelhar no milho por ter sido tão mal comportada.