Reginaldo Rossi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rossi.jpg Este artigo trata de coisas muito bregas, bicho!

Se você acha que a moda é coisa só pra gente chique, esqueça isso aqui e tome seu rumo, mas se você é um mal-amado fã de Wando, pegue a cadeira porque o bingo já começou.

Falcao.jpg
Bernardinho nervoso jpg.jpg Please STOP the music!

Este artigo se trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.

Passarinho.jpg

Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.
Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!

Emblem-sound.svg.png Reginaldo Rossi
Reginaldorossi-cmg-2430.jpg
Cquote1.png O quente! Cquote2.png
Reginaldo Rossi sobre ele mesmo
Nome Reginaldo Rossi
Origem Bandeira do Brasil Brasil
Sexo Masculino
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Só no gogó
Gênero Brega Broxante
Influências Falcão e Banda Calypso
Nível de Habilidade Baixo, ruim, pobre... Péssimo
Aparência Galã de novela
Plásticas Ainda não resolveu fazer (apesar de precisar e muito)
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Cerveja e mulher feia
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Qualquer um

Cquote1.png Você quis dizer: Padre Reginaldo Rossi Cquote2.png
Google sobre Reginaldo Rossi
Cquote1.png Experimente também: Tecnobrega Cquote2.png
Sugestão do Google para Reginaldo Rossi
Cquote1.png O meu charme é imortal e inerente com a minha pessoa! Cquote2.png
Reginaldo Rossi sobre sua Humildade
Cquote1.png Garçom, aqui, nessa mesa de bar... Cquote2.png
Reginaldo Rossi sobre o seu único maior sucesso
Cquote1.png Na minha época em vez de cheirar gatinhos a gente cheirava a xereca das meninas! Cquote2.png
Reginaldo Rossi sobre os costumes do passado
Cquote1.png ElIx fOix uM GrAndE MigUxUuUu, Mi AjUdOu MuItU. Cquote2.png
Emo sobre Reginaldo Rossi
Cquote1.png Ele foi uma grande raposa dos alemães.. Cquote2.png
Mussolini antes de ser executado.
Cquote1.png ELE ERA DO CARALHO! PORRA!. Cquote2.png
Dercy Gonçalves a miseros 500 anos atrás
Cquote1.png Ele era o Cão Que botô pa nóis beber!. Cquote2.png
Jeremias sobre Reginaldo Rossi
Cquote1.png Hoje é o dia do corno, foi bom te encontrar... Cquote2.png
Reginaldo Rossi sobre Você
Cquote1.png Parem essa música! Cquote2.png
Qualquer um sobre as músicas de Reginaldo Rossi

A Origem do Terror.[editar]

Pode não parecer, mas esse era Reginaldo Rossi
Rossi.jpg

Reginaldo Pereira dos Santos Créscio Pinto Vás Queiroz Aquino Barros Fernandes Pereira Góes da Anunciação Rossi, mais conhecido como Reginaldo Rossi (deu pra entender o porquê disso, não?) nasceu em 1900 e guaraná com rolha, em Berlim, Alemanha (Sim, Alemanha, ou você acreditou no papo de que ele é brasileiro?).

Na época de seu nascimento, o movimento emozista/jazzista de Adolf Hitler começara a se espalhar por toda a localidade alemã, espalhando as suas doutrinas homofóbicas e racistas de amor e paz. Mas após o golpe fracassado de Adolfinho e sua trupe, Rossi crescia aos poucos e sempre mantinha sua cabeleira em ordem, que era o seu xodó (até hoje ele a mantém no mesmo estado – Ou não).

Teve uma infância humilde (apesar de hoje não possuir nenhuma humildade) e bem pobre, tendo as mechas de suas belas (?) madeichas de Bombril muitas vezes usadas para ariar panelas (o que, sinceramente, era muito útil e já contribuía no corte de alguns gastos). Também cansou de vê-las sendo utilizadas para limpar vasos sanitários. Muitas vezes ele foi obrigado a mergulhar a cabeça no vaso sanitário cheio de bosta, o seu pai sádico adorava vê-lo todo melado de merda.

A vinda para o Brasil[editar]

John Travolta? Não! É Reginaldo Rossi quando chegou ao Brasil, esbanjando estilo e simpatia!

Com medo de que o nazismo pudesse retornar. Reginaldo Rossi se viu obrigado a sair de seu querido país (acompanhado de sua família, claro) e se abrigar em um território mais hospitaleiro para refugiados. Como Israel não era uma opção muito inteligente para um alemão, eles optaram por atravessar o atlântico e se instalar em terras brasilis, que era o único país mais neutro nessa guerra toda (ou não).

Ao se instalar aqui, Reginaldo se depara com um local que nada tem haver, se comparado com oseu antigo planeta. Sol, praia e (principalmente) muitas mulheres gostosas, estavam nos quesitos principais que ele logo percebeu ao bater punheta os olhos por aqui. O que mais o assustou, foi o fato delas tomarem banhos frequentemente, coisa que europeu dificilmente faz (como nos casos dos franceses, que são os mais conhecidos), serem perfumadas e bastante bronzeadas.

Vendo que essa terra era muito melhor que o seu país derrotado, decidiu juntar os seus panos de bunda e lutar para conseguir um “green card” daqui, mas depois que soube que pra ficar aqui não havia toda esse burocracia (que nem nos Estados Unidos), bastava somente (tentar, pelo menos) pagar os seus impostos em dia, aí que o seu amor pelas “terras de Cabral” aumentou e Reginaldo se considerou um brasileiro.

Carreira Musical[editar]

Cquote1.png Lembro com muitas saudades, daquele bailinho, onde a gente dançava bem agarradinho, onde a gente ia mesmo é pra se abraçar! Cquote2.png
Sucessão de Reginaldo Rossi

Reginaldo Rossi não era o rei dos estudos, sendo que o seu QI de 0,01 não era dos mais altos para entrar na Academia Brasileira de Letras. Vendo que assim não poderia ser tornar um “dotor”, muito menos um “Adevogado” (a não ser que tentasse ser um padre), ele resolveu tentar carreira em um outro ramo, que dava (ui!) bem mais sucesso do que o conseguido com estudos sendo profissional do séquiço cantor de música brega.

O Brega ainda era um ramo muito pouco explorado pelos cantores de nossa terra naquele tempo, pois muitos se concentravam/prendiam-se à músicas mais românticas, rock, emocore, de roda e as que realmente prestavam algumas outras. Assumindo esse compromisso com o estilo, Reginaldo então tentou inovar, mostrando ao mundo (mas que na verdade não passava do Brasil) os seus novos “grandes sucessos”.

Quando começou a ser escutado (principalmente pelo público feminino), acabou se tornando o maior ícone da história “teen” da história, sendo que o país a muito não tinha uma revelação assim, desde 1900 e guaraná com rolha, com a subida da carreira do seu querido rei Roberto Carlos (sendo que Reginaldo Rossi não passava de um plágio dele, em estilo mais brega e com cabelo crespo).

As Mulheres[editar]

Cquote1.png Eu era a raposa, você era as uvas, e eu sempre querendo o teu beijo roubar... Cquote2.png
Hit Reginaldiano, que inspirou Esopo a escrever uma fábula

A oposição pode até falar mal (já que são uns invejosos mesmo), mas Reginaldo Rossi foi um grande pegador de garotas de seu tempo, tendo casos com mais de oito mil os mais variados tipos de mulheres (acredita-se até que Dercy Gonçalves já tenha passado pelas mãos desse cobiçado homem). Como um grande “sex symbol” de seu tempo (faltava muito homem, pelo visto, nessa época), Reginaldo fazia de gato e sapato todas as mulheres com quem saia e comia, as fazendo delirar com as suas músicas à la Valdick Soriano. Até um exato dia, em que ele (finalmente) se apaixonou.

O primeiro amor de Reginaldo, gostosa não?

Houve somente uma mulher que ele amou mais do que todas nessa sua vida de libertinagem exacerbada, porém, o nome dela, ainda permanece um grande mistério até hoje, guardado a sete chaves, no coração dele. Foi somente após conhecê-la que Reginaldo começou a escrever e tocar as suas mais maravilhosas (?) canções, de cunho totalmente romântico (e mais brega ainda, se é que pode), que estão até hoje marcadas (e para sempre ficarão) nos ouvidos e na mente do povo brasileiro.

Ele a amava de nas quatro estações, como se ele tivesse trezentos corações e todos transbordando de amor para ela. Era a raposa e ela as uvas de sua canção, e ele sempre queria o beijo dela roubar. O pai dela dormia cedo, ela fugia para encontrá-lo e quando (mais tarde) eles retornavam, na lambreta dele, ela o agarrava e, depois que ele a deixava em casa, ela tinha que subir devagar, para que o velho não acordasse (além de que, nos encontros, pouca coisa rolava, já que a mãe dela dizia que isso, só depois de casar).

Mas tudo que é bom um dia acaba, e Reginaldo acabou perdendo a sua gostosa para um outro sujeito. Isso totalmente acabou com ele, e também mudou completamente o seu modo de escrever e cantar. Depois da partida dela, Reginaldo começou um novo rumo musical, agora, voltado exatamente para um conteúdo emo, com letras demonstrando o lado sofrótico de viver e, enfim, entregando-se a bebida.

Garçom[editar]

Uma prova de que Reginaldo nunca mais largou o bar (e agora deu pra fumar uns "cigatinhos" também)

A perda do amor, temáticas de corno e outros mais, começaram a se tornar os principais assuntos tratados nas músicas “Reginaldianas”. Porém, nada, nenhuma de suas canções, recebeu o maior expoente de destaque na carreira musical de Reginaldo do que a sua mais famosa canção Garçom, (se não cantada por qualquer um) com certeza conhecida por todos os brasileiros e hino nacional dos que levaram uma bela galhada. O fato foi mais ou menos assim:

"Desesperado pela perda da mulher amada, Rossi se viu obrigado a recorrer ao álcool para aliviar a cabeça pois, se você não sabe, chifre pesa e muito. Chegando em um bar (que é o melhor lugar para um homem frequentar nesses momentos), pede uma dose de qualquer bebida (o importante mesmo é beber). Depois das mais variadas bebidas e dos mais diversos goles, não conseguindo mais nem ficar me pé, ele resolve desabafar para o atendende do bar (o Garçom) sobre o que o aflinge, apesar do garçom já ter escutado centenas desses casos.

Cquote1.png Um beijo para você que leu isso até o final! Cquote2.png
Reginaldo Rossi para você, querido leitor

Como no bar todo mundo é igual, o caso dele não seria diferente, mas ele só quer ser escutado naquele momento (a conta ele vai pagar, não há problema), mesmo que ele fique furioso de repente (como todo o porre que adora dar uma de valente e que quer ter toda a razão). Então ele diz que o grande amor dele estaria se casando naquele dia, e, só para avacalhar ainda mais, mandou uma carta para contar o fato com toda a alegria do mundo, deixando em pedaços o seu pobre coração. Para acabar com esse sofrimento, ele só viu o bar como solução, querendo tomar todas, se embriagar, tudo para esquecer o ocorrido. E faz uma súplica no final, que, se acabar dormindo alí, que o garçom, humildemente, o deite no chão."

Após acordar no dia seguinte (com uma ressaca dos diabos), Reginaldo tem em mente a cagada o que acabou fazendo. E não é que ele aproveitou a situação para compor uma música? O que ele não sabia é que esse seria o seu maior hit, que o eternizaria para sempre como o pior melhor cantor de Brega do mundo, servindo de referencia para todos os cornos e emos que sofrem com esse mal, que é a traição.

Alguns sucessos de Reginaldo Rossi (pura poesia)[editar]

Reginaldo Rossi já tentou até sertanejo (vai que o brega não colava)!
Disco do Reginaldo Rossi no Lado Rosa da Força, mas que não vendeu muito (ainda bem)
Existem coisas que o dinheiro não compra, e outras que é melhor ele nem tentar comprar!
  • A Raposa e as Uvas - Inspirou Esopo a escrever sua fábula que leva o mesmo nome:

Cquote1.png Eu era a raposa e você era as uvas, e eu sempre querendo o teu beijo roubar! E por mais que você se esquivace, eu tinha certeza, que no fim do baile, na minha lambreta, aquele corpo bonito ia me abraçar! Cquote2.png
A Raposa e as Uvas

  • Amor, amor, amor - Música em que ele implora por carinho:

Cquote1.png Amor, amor, amor, me abrace mais forte, amor, amor. Amor, amor, amor, me beije, me sufoque, de amor, amor! Cquote2.png
Amor, amor, amor

  • De Que Vale Ter Tudo na Vida - Uma de suas músicas de cunho emo:

Cquote1.png De que vale ter tudo na vida? De que vale a beleza da flor? Se eu não tenho mais teu carinho, se eu tenho mais teu amor? Cquote2.png
De que vale ter tudo na vida

  • Em Plena Lua De Mel - Música que fala a história de uma puta:

Cquote1.png Toda vez que o seu namorado sai, você vai ver outro rapaz. Olha todo mundo está comentando, seu cartaz tá aumentando... Cquote2.png
Em plena Lua de Mel

  • Garçom - A sua música ganha-pão e conhecida mundialmente no Brasil todo:

Cquote1.png Garçom, aqui, nessa mesa de bar, você já cançou de escutar, centenas de casos de amor... Cquote2.png
Garçom

  • Leviana - Conta a história de uma mulher boa de cama, mas que não passava de uma vaca!:

Cquote1.png Fazendo mil loucuras comigo na cama, queria acreditar que você ainda me ama, que, apesar de tudo, eu sinto a sua falta. Leviana! Cquote2.png
Leviana

  • Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme - Sua música Pseudo-francesa (ele é metido a troglodita poliglota)

Cquote1.png E nada existe em você que eu não ame. Sou metade sem você. Mon Amour! Meu Bem! Ma Femme!... Cquote2.png
Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme

  • O Dia do Corno - Para homenagear todos os homens que já passaram por isso:

Cquote1.png Hoje é o dia do corno, foi bom te encontrar. Vamos tomar um bom porre prá comemorar. A mulher que você ama eu amo também. Pelo que eu sei, ela já enganou mais de cem... Cquote2.png
O dia do corno

  • Quando Você Foi Embora - Mais uma música emo, essa foi logo quando a tua mãe mulher que ele amava o deixou:

Cquote1.png Quando você foi embora os dias pra mim, foram tristes demais. Nunca pensei que você fizesse a falta que agora me faz. Espero que você decida e qua volte logo pra mim! Cquote2.png
Quando você foi embora

  • Sai De Mim - Uma música para mostrar que ele já superou a separação e virou gay:

Cquote1.png Sai de mim, por favor, que eu não quero teu amor. Eu não quero sofrer mais e, por favor, me deixe em paz! Cquote2.png
Sai de mim
Predefinição:Ministerio


Ver também[editar]

PoR-Death.gif
Reginaldo Rossi já morreu!

Chaves:"Eu gosto de Sanduíche de Reginaldo Rossi!"

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno