Roberto Carlos (cantor)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Rei Roberto Carlos)
Ir para: navegação, pesquisa
Polo norte puteiro.jpg Ho Ho Ho, Desciclopédia!

Este artigo contém conteúdo natalino e está recheando o peru. Seja um bom menino e não vandalize, ou Papai Noel vai obrigar-lhe a assistir ao show do Rei Roberto Carlos. Não se esqueça de deixar leite e biscoitos!

Arband.jpg

Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.
Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!

Emblem-sound.svg.png Roberto Carlos (cantor)
Robertochaplin.jpg
Roberto Carlos fez sucesso no cinema mudo pois ninguém sabia que sua voz era fanha
Nome Roberto & Erasmo Carlos Braga Calhambeque Saci da Jovem Guarda
Origem link={{{3}}} Espírito Santo
Sexo Com uma perna só, o saci-pererê anda, corre, brinca e pula muito mais do que você
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Piano e bateria
Gênero Rock
Influências Tim Maia
Nível de Habilidade Zero
Aparência Múmia deprimida
Plásticas Enxerto de perna
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Morfina
Fantasias sexuais
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Rede Globo
O cachorro do Roberto, Gay. Precisa dizer como o rei o chama?

Cquote1.png Você quis dizer: Roberto Calo Cquote2.png
Google sobre Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Você quis dizer: Roberto Carlos Brega Cquote2.png
Google sobre Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Esse cara sou eu! Cquote2.png
Roberto Carlos sobre Roberto Carlos
Cquote1.png ...é Friboi! Cquote2.png
Roberto Carlos sorrindo amareladamente com nojo da carne
Cquote1.png São tantas emoções, ha ha ha! Cquote2.png
Rei Roberto Carlos sobre este artigo
Cquote1.png Não tenho que votar, hahaha! Cquote2.png
Rei Roberto Carlos sobre o fato de que ele tem mais de 500 anos
Cquote1.png Garoto mimado... Cquote2.png
Rita Lee sobre Roberto Carlos
Cquote1.png Ela é a rainha do rock...hehehe Cquote2.png
Roberto Carlos sobre Rita Lee
Cquote1.png Eu vô matá o Roberto Carlos!!! Eu vô matá o Roberto Carlos!!! Cquote2.png
Tim Maia sobre Roberto Carlos no filme nacional Por Toda Minha VIda.
Cquote1.png O meu show na Band é melhor! Cquote2.png
Andrea Bocelli
Cquote1.png O próximo disco vai ser dedicado para a Maria Rita e terá uma música religiosa. Cquote2.png
Mãe Dinah sobre o tão esperado disco do Roberto Carlos
Cquote1.png O Robertão é papo firme, bicho! Cquote2.png
Teu pai sobre RC
Cquote1.png Cortei a minha perna só pra ficar parecido com ele. Cquote2.png
Wagner Montes sobre o Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Arranquei a perna dele a dentadas! Cquote2.png
Jebediah Springfield sobre o Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Quando éramos casados, ele só dava mancada. Cquote2.png
Myrian Rios sobre o Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Eu nunca o vi. Cquote2.png
Segundinho sobre o Roberto Carlos (cantor), seu pai
Cquote1.png Graças a ele, aprendi qual é a diferença entre o côncavo e o convexo. Cquote2.png
Dona de Casa sobre o Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Sou fã do Roberto Carlos. Cquote2.png
Eu sobre RC
Cquote1.png O cantor ou o jogador de futebol? Cquote2.png
Qualquer um sobre o meu comentário
Cquote1.png Se ela dança, eu danço, se ela dança, eu danço, falei com o DJ... Cquote2.png
o Roberto Carlos (cantor) sobre Fãs Idosas
Cquote1.png Eu sempre sonhei em fazer um dueto com ele. Cquote2.png
Alcione sobre Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Nada que um pó-de-arroz não resolva. Cquote2.png
o Roberto Carlos (cantor) sobre cantar com Alcione, a "Marrom"
Cquote1.png Eu sempre achei a música dele brega, mas a vovó adorava! Cquote2.png
Dom Pedro I sobre o Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Pernas, pra quê te quero? Cquote2.png
o Roberto Carlos (cantor) em loja tipo bota-fora
Cquote1.png Eu sooou o pirata da perna de pau, do olho de vidro, da perna de paaau! Cquote2.png
Lobão, num acesso de loucura, sobre o Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Pois é, bicho, não converso com decapitados, seria uma conversa sem pé nem cabeça! Cquote2.png
o Roberto Carlos (cantor) fazendo uma piada sem graça sobre deficientes físicos
Cquote1.png Agora é minha vez,fica de três Robertão! Cquote2.png
O amigo de fé,irmão camarada,Erasmo Carlos sobre o Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png O ministério da saúde adverte: casar com Roberto Carlos pode causar câncer! Cquote2.png
Frase de porta de igreja sobre o Roberto Carlos (cantor)
Cquote1.png Aff,denovo??? Cquote2.png
Eu,você,e Aquele carinha alí sobre Show do Roberto Carlos.

Desentrevistasminibox.PNG
O Desentrevistas
possui uma entrevista com
Roberto Carlos (cantor)

Roberto & Erasmo Carlos Braga Calhambeque Saci da Jovem Guarda (Cachoeiro de Itapemirim, Espírito Santo, 19 de abril de 1545) é um cantor, compositor, perneta, canhoto, e viuvo brasileiro. Roberto Carlos "O Rei do nada" é o típico conquistador barato de butequim que vendeu meia duzia de músicas no primeiro cd. Ficou famoso pelas músicas pseudo-românticas e conquistou corações de mulheres mal amadas que não sabem diferenciar amor de uma boa cantada. Após participar do programa do ratinho no quadro DNA,foi descoberto que Roberto Carlos é pai de Chitãozinho e Xororó

O Brasil inteiro parou para acompanhar o show de Roberto Carlos no Maracanã, com narração de Galvão Bueno e comentários de Júnior, Falcão e Arnaldo César Coelho. O Rei está completando 500 anos de sucesso ininterrupto, e seu megashow no sábado já superou as apresentações históricas de Frank Sinatra, Ivete Sangalo e do Bispo Edir Macedo, o Tremendão. Roberto Carlos chegou até aqui porque sempre foi um romântico incorrigível e irrecuperável. Suas canções de amor, qual uma bala perdida, vão direto ao coração das pessoas. Qual o casal que não fez amor ouvindo as antológicas canções do Roberto? Principalmente ao som de “Ereções”, música visionária composta muito antes do advento do Viagra. Roberto Carlos começou sua carreira vitoriosa tocando com um grupo de amigos na Tijuca: Erasmo, Jorge Benjor e Tim Maia, que, sempre doidão, queria batizar a banda de Jackson Five. Influenciado por Carlos Imperial, Roberto ficou obcecado em virar Rei e acabou instaurando a Monarquia na MPB, Música Plebeia Brasileira. Além de grande compositor e intérprete incomparável, Roberto Carlos também é um rigoroso crítico literário. Injuriado com a sua autobiografia não autorizada, pediu para o Marcelo D2 apertar e acender todos os exemplares da obra.

Infância[editar]

O Rei!!! Roberto Carlos, sem cabelos, devido ao tratamento para a cura do câncer de próstata.

Nascido à beira da Estrada de Santos (existem rumores de que tenha nascido no meio do mato e que essa história de estrada é pura mentira pra que a sua tataratataratataratataratataravó pense que ele é chique), Roberto Carlos foi o mais jovem desbravador da Capitania de São Vicente, filho de um almirante português, com uma retirante nordestina, aos oito meses de vida, em 19 de dezembro de 1545, fundou a cidade de Santos, durante uma das muitas batalhas entre os índios Tupis e alguns membros de sua família, que devido à escassez de mulheres naquela região, pulavam a cerca da tribo vizinha para comer do bom e do melhor.

Porém durante a peleja, o Rei do ?, que até então não falava, proferiu suas primeiras palavras: "Gugu dada, são tantas emoções..."; palavras que fizeram brotar um temor inexplicável no íntimo dos índios, um medo que fez com que os mesmos abandonassem o campo de batalha, fato que o tornou patrono da já citada cidade e dos caiçaras, povo que vive no litoral paulista e que tem o poder de se multiplicar quando entra em contato com a areia da praia, quase como Gremlins quando tomam chuva, ou comem após a meia-noite (isto pede um outro artigo).

Adolescência Difícil[editar]

O irmão, Erasmo Carlos, em uma de suas apresentações secretas.

Prosseguindo, alguns anos após a fundação da cidade de Santos(onde foi criado após seu nascimento no meio do mato), aos 18 anos, o ainda plebeu Roberto Carlos, resolveu começar um plano audacioso, asfaltar a Estrada de Santos, que naquele momento ainda era uma trilhazinha.

Criada pelos padres jesuítas, único meio de ligação entre a cidade de São Paulo e a Praia do Gonzaga, para isso, pediu ajuda financeira à coroa portuguesa e à já rica e coroa Hebe Camargo, que resolveu ajudá-lo, em troca de uma tórrida noite de amor. O Rei, que desde aquela época já era comprovadamente um guerreiro, topou consolar a múmia, mas na hora da verdade, Roberto Carlos, no auge da sua potência, ao ver Hebe Camargo de lingerie e meias transparentes vermelhas, presas a uma cinta-liga da mesma cor, vestimenta que deixava aparente todas as suas varizes e estrias, broxou, nenhum Viagra o salvaria das mãos de Hebe Camargo.

Furiosa, pediu para que seu mais fiel jagunço, Nelson Ned, cortasse o membro fálico, falho e flácido do Rei, porém o pobre capanga, apesar de qualificado, não conseguiu cumprir tal tarefa por ser verticalmente subdesenvolvido, sem eufemismos, por ser anão, pintor de roda-pé, salva-vidas de aquário...

Desesperado com aquela situação, Nelson Ned resolveu cortar só aquilo que ele alcançasse, ou seja, qualquer coisa abaixo dos joelhos. Mesmo aliviado com a possibilidade de ainda poder ter filhos, Roberto Carlos não queria ser mutilado.

Restou ao Rei gemer enquanto Nelson Ned serrava uma de suas pernas. Por incrível que pareça, neste momento doloroso, seu carrasco revelou ser uma boa pessoa, consolando-o com uma canção medieval: "...mas tudo passa, tudo paaassarááááá e nada fica, nada fiiicarááááá...". Há quem jure de pés juntos (coisa que o Rei não pode fazer) que quem cortou-lhe a perna foi Erasmo Carlos o TREMendão.


Os Primeiros Passos no Rio de Janeiro[editar]

Já nas bancas a enciclopédia em fascículos "Meu Roberto Carlos de Montar". No primeiro número, grátis: A Perna.

Após esta experiência chocante, desolado pela amputação da sua perna, Roberto Carlos resolveu deixar tudo para trás, chutou o balde (não me perguntem como) e foi morar no Rio de Janeiro, cidade maravilhosa, conhecida pela famosa festa de Cosme e Damião, que dura 365 dias por ano (366 nos anos bissextos), onde são distribuídas balas pelos quatro cantos da capital fluminense. Estas festas são organizadas por grupos católicos carismáticos, sendo o CV (Carismáticos de Vigário), o mais conhecido.

Voltando ao assunto anterior, em 1808 o Rei desembarcou no Rio de Janeiro... Não seu imbecil! não é o Roberto Carlos ainda! Era Dom João VI e a família real portuguesa, mas nessa mesma época Roberto Carlos pôs seu primeiro pé no Rio de Janeiro (o outro ficou em Santos). Antes disso enfrentou uma longa viagem de mais de 200 anos pela Via Dutra, montado no lombo de uma jumenta chamada Wanderléa, com quem perdeu a virgindade durante o trajeto, aliás, ao barranquear Wanderléa, Roberto Carlos desenvolveu a famosa posição do Kama Sutra conhecida como "O Canguru Perneta".

Chegando em terras cariocas, após visitar o Cristo Redentor e o Pão de Açucar, conheceu seu amigo e parceiro Erasmo Carlos. Irmão mais velho de Roberto Carlos, Erasmo Carlos fugiu de casa quando o Rei era apenas um bebê recém-nascido e desde então canta nas noites cariocas, utilizando uma ridícula máscara preta com um X branco desenhado na testa, sendo ainda hoje conhecido como Cantor X. Roberto Carlos nunca descobriu que Erasmo Carlos na verdade era seu irmão desaparecido, porém Erasmo sempre soube da verdade, mas prometeu ao seu pai que iria guardar este segredo para sempre.

Por ser irmão de Roberto, o Tremendão deu abrigo e um violão velho para que o pobre, perneta e solitário rapaz pudesse acompanhá-lo durante as suas apresentações, numa zona de meretrício, que ficava próxima a sua casa.


Enfim Rei[editar]

Conhecido popularmente como rei, as pessoas não conhecem muito bem a verdade por trás da fama, sendo que na verdade o Rei Roberto Carlos se chama Capitão Roberto Carlos, um famoso pirata.

A biografia Roberto Carlos em Detalhes esta sendo retirada de todas as livrarias do país.

RC mandou confiscar a sua biografia, que deverá ser publicada e uma série de 100 capítulos como encarte especial da revista da Tv.

Na primeira edição o leitor reberá junto um guia de como garantir seus direitos como doméstica.

Parte da sua biografia será re-escrita, inclusive com inclusão de partes para colorir e modelos para montagem ( no 1º número uma perna mecânica).

Nessa nova edição saberemos como o Rei foi abduzido, e por que o ET não ligou no outro dia.

Porque ele confiscou a própria Biografia[editar]

Entre detalhes como o tamanho de seu pinto, a verruga em local inapropriado, e outras coisas, ocorreu que, numa das passagens do livro (pág. 35), seu autor narra o seguinte episódio:

Música de Roberto Carlos em que ele expõe seu lado de monarca absolutista.
"Durante a jovem guarda, depois de várias tentativas Roberto consegue convencer a cantora Wanderléia, ainda virgem, a acompanhá-lo a um Motel. Já na cama e após retirar a perna mecânica, ao partir para o ataque o cantor foi surpreendido por um pedido.
-Beto, pode me pegar um copo de água, tô morrendo de sede.
-Ok! Broto. Respondeu o Rei.
E lá foi ele, numa perna só TOC, TOC, TOC... até o frigobar pegar a água e voltar TOC, TOC, TOC... até a cama.
Wanderléia bebeu a água e quando Roberto ia consumar o coito, outro pedido.
-Amor, pode fechar a cortina, tá muito claro, tô morrendo de vergonha.
E lá se foi o Rei, já meio invocado, TOC,TOC,TOC... até a janela e TOC, TOC, TOC... até a cama.
Já partindo para o ataque, novo pedido:
-Pode desligar o ar. Tô morrendo de frio!
E o nosso Rei, já puto da vida, TOC, TOC, TOC... até o ar condicionado e voltando a jato TOC, TOC, TOC...
Achando que finalmente estaria livre, alguém bate na porta. Não acreditando no que estava acontecendo, lá se foi o Rei, TOC, TOC, TOC... até a porta.
Ao abrir a porta uma surpresa, era o cara do apartamento de baixo:
-Porra bicho! Me responde uma coisa; tu veio aqui pra trepar ou pra pular amarelinha?"

Cquote1.png Pô, eu nem coloquei a vez que ele brochou, e ele me censura por causa dessa porra? Cquote2.png
O autor da Biografia sobre ter sua obra censurada.

Discografia[editar]

  • Louco por Você (1961)
  • Splish Splash (1963)
  • É Proibido Fumar (1964)
  • Roberto Carlos Canta para a Juventude (1965)
  • Jovem Guarda (1965)
  • Roberto Carlos (1966)
  • Roberto Carlos Em Ritmo de Aventura (1967)
  • O Inimitável (1968)
  • Nem precisa continuar e ocupar espaço; daqui em diante são mais de trinta discos sem nome. Criatividade, cade você? Como se diferencia os discos do rei?!

Ver Também[editar]

Links[editar]