Relógio de Sol

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
40967074 nikita.jpg
Início do Brasil.png
<p></p>
Este artigo é relacionado à história.

<p font style="font-size:1px; color:black; border:11px solid #F4F2F6"></p>

E foi feito na imprensa de Gutemberg.

<p font style="font-size:1px; color:black; border:5px solid #F4F2F6"></p> Não entre na Cortina de Ferro!

T-rex.jpg
Este artigo ou seção de artigo trata do passado. Tudo que for escrito a partir daqui só os dinossauros, o Dom Quixote e outros
fanfarrões da idade média ou da pré-história estavam presentes.

Exemplo de relógio de sol na Noruega, onde o sol não bate.
O Relógio de Sol (também conhecido como Gnômon) foi uma das poucas coisas antigas que não foi inventada, mas era muito usada pelas mulheres que desejavam saber se já estava na hora dos maridos voltarem, e também era amplamente usado usado pelos destemidos exploradores). No entanto, como naquele país raramente faz sol, o invento ficou arquivado por muito tempo.
Exemplo de um Relógio de Sol

Tabela de conteúdo

[editar] Funcionamento

Não confunda relógio de sol com relógio do sol. Olha o artigo, porra!
Os relógios de sol, como o próprio nome diz, precisam do sol para funcionar. No entanto, não como a fonte de energia limpa que os ecologistas engajados desejam implantar no lugar de combustíveis (gás natural).

Eles são baseados no movimento de rotação do sol ao redor da Terra, que faz com que, a cada hora, ele esteja numa posição diferente no céu. Assim, a cada hora a sombra feita pelo pauzinho (não o seu, mas o que está no relógio) indica com precisão absoluta o horário.

[editar] Quando o invento começou a ser realmente usado

Grupo de excursão de Vikings
Séculos mais tarde, com as mudanças na legislação trabalhista introduzidas (opa!) pelo imperador romano Getulius Vargas, os trabalhadores passaram a ter férias anuais e podiam viajar para outros países.

Foi lá que o relógio de sol começou efetivamente a ser utilizado, já que o sol brilhava por mais tempo lá que na Noruega. A partir de então, começou a ser exportado para outros países e foi um grande sucesso comercial até o surgimento do Pogobol, que passou a ser o principal produto comercializado na Europa Medieval.

[editar] A primeira modificação

Os relógios de sol, por precisarem do sol para funcionar, tinham a limitação de não funcionar à noite. O relojoeiro português Afons' T'vares, no entanto, criou o primeiro relógio de sol que funcionava também à noite, que recebeu o nome pouco original de (no original) R'lój d'sol q' t'mbáim funciona à noit'. Para funcionar, ele necessitava de uma lanterna (vendida separadamente), que deveria ser utilizada na posição em que o sol estaria naquela hora.

Exemplo do relógio de sol que também funciona à noite, que pode ser bastante cansativo
A primeira versão do invento incluía um escravo, cuja função era permanecer em pé junto ao relógio enquanto estivesse escuro, reproduzindo o caminho do sol. Como isso encarecia demais o produto (já que os escravos deviam ser alimentados pelo menos uma vez por semana), uma edição mais moderna passou a incluir uma ampulheta: de acordo com o horário marcado por ela, o usuário saberia em que posição ficar para iluminar o relógio corretamente.

Depois de algum tempo, no entanto, os proprietários de relógios de sol começaram a perceber que poderiam usar somente a ampulheta, o que gerou nova crise nas vendas do produto. Foi então que os fabricantes passaram à segunda modernização:

Esse sim é um relógio de sol.

[editar] Os relógios de sol de pulso

Na época, começavam as grandes navegações. Assim, os trabalhadores não tinham mais tempo para ir até o jardim para conferir o horário. Daí foram inventados os relógios de sol de pulso, que podiam ser transportados para onde seu feliz proprietário fosse. Entretanto, como os relógios de sol eram muito pesados (eram feitos de preda pedra para uma durabilidade maior), muitas pessoas sofreram lesões de pulso e o produto teve sua produção interrompida sob determinação da Organização Mundial de Saúde.

Sua mulher vai adorar um desses, já que o jardineiro vai ter que ir na sua casa com bem mais freqüência!
Atualmente, a única função dos relógios de sol é servir de enfeite de gosto duvidoso em jardins e para mostrar às crianças que existia alguma coisa que marcava as horas antes do celular. No entanto, normalmente elas não dão muita atenção a nada mais velho que os Pokémons, preferindo ampliar sua noção de mundo por meio de artigos da Desciclopédia.

[editar] Veja também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas