Relativismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Richarlyson.jpg Ai amiga, esse artigo ficaria um loosho se tivesse uma imagem!
Bem que o bofe que criou essa coisa linda podia colocar uma imagemzinha somente pra esse artigo ficar um ar-ra-so!!!
Cquote1.png Mais uma filosofia contraditório as outras, grande coisa! Cquote2.png
Você sobre relativismo

O relativismo é uma doutrina que prega que algo é relativo, contrário de uma ideia absoluta, categórica, para não dizer louca e doentia.

Sobre o relativismo[editar]

Atitude ou doutrina que afirma que as verdades (morais, religiosas, políticas, científicas, sexologia, etc.) variam conforme a época, o lugar, o grupo social e os indivíduos de cada lugar e de quem tem saco de aprender tudo isso.

Na filosofia, e na antropologia, Ian Jarvie diz que o relativismo é a "Postura segundo qual toda avaliação é relativa a algum padrão, seja qual for, e os padrões derivam de culturas." Ao menos é o que esse cara tenta nos explicar, mesmo não entendendo porra nenhuma sobre este assunto.

O seu desenvolvimento[editar]

O relativismo, dessa forma, leva em consideração diversos tipos de análise, mesmo sendo análises aparentemente contraditórias, incluindo o da tua avó. As diversas culturas humanas geram diferentes padrões segundo os quais as avaliações são geradas. Max Weber, em suas obras sobre epistemologia, abre espaço para o relativismo nas ciências da cultura quando diz que a ciência é verdade para todos que querem a verdade, ou seja, por mais diferentes que sejam as análises geradas por pontos de vista culturais diferentes, elas sempre serão cientificamente verdadeiras, enquanto não refutadas.

Ou seja, não adianta fazer a hipótise da ciencia ser verdadeira sem ter provas e ser doutrinado a esse papel, onde após muita explicação é onde se chega a uma conclusão final de tudo, ou ao nada.

O Putnam reiventou as teorias do relativismo, mas não mudou em quase nada ficando o mesmo blablablá se sempre, onde apenas os nerd nesse assunto é que entenderiam. Se você não é, nem adiantaria tentar entender. Sim, isso é um exemplo sobre relativismo, ou não.