Renata Molinaro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rioband.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


Renata Molinaro Corrêa
Renata Molinaro Corrêa
Renata Molinaro ao ler seu artigo
Nascimento 19 de março de 1989
Bandeira do Brasil Brasil - Rio de Janeiro
Ocupação modelo ficha rosa

Renata Molinaro é uma subcelebridade e puta paga que ganhou fama nacional após participar do vasto elenco de pseudodançarinas do Pânico na Band. Porém, ao contrário da maioria esmagadora das panicats, ela destaca-se por ter realmente uma carreira sólida como modelo antes de entrar para o programa, chegando inclusive a trabalhar anteriormente como assistente de palco. Também se diferencia do resto por nunca ter posado inteiramente nua, apenas sensualizando com lingerie ou traje de banho, para o azar dos punheteiros.

Juventude[editar]

Nascida em alguma casa de parteira do Rio de Janeiro, Renata Molinaro teve uma infância normal para alguém daquele lugar, convivendo desde sempre com traficantes armados, balas perdidas e todas as outras bostas que ocorrem por lá. Como toda guria retardada que é burra demais para estudar, mas pelo menos possui uma considerável beleza, ela começou a trabalhar como modelo aos 14 anos de idade, a fim de juntar uma quantidade significativa em folhinha verde para fugir da escola definitivamente. Ainda na adolescência, aos 16 anos, assinou contrato com uma renomada agência de prostituição infantojuvenil e passou a rodar bolsinha mundo afora, viajando para diversos países diferentes enquanto fazia a ficha rosa. Participou de inúmeras sessões de fotos para as mais conceituadas revistas internacionais, até que virou maior de idade e foi deportada para o Brasil de volta, pois os gringos preferem as ninfetas.

Carreira[editar]

Primeiros anos[editar]

Mais uma vítima possuída pelo demônio.

Conforme já foi mencionado, quando ainda era adolescente deu início à sua carreira de modelo profissional, que logo expandiu-se internacionalmente. Porém, como não era anoréxica e sim gostosa, sabia que jamais conseguiria obter o sucesso desejado nas passarelas e logo acabaria sendo apenas uma glamour model desconhecida ofuscada por outros peitos e bundas maiores que os dela. Assim, decidiu que tentaria cursar uma faculdade, apenas para encher linguiça mesmo, enquanto não aparecia nenhum trabalho melhor. Utilizando uma boa parte do que já havia juntado com o salário, comprou uma vaga no curso de comunicação social da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, já visando aumentar sua notoriedade pela mídia e, quem sabe, aparecer futuramente na televisão brasileira.

Obviamente, devido à sua notável falta de inteligência, Renata Molinaro não chegou a concluir o ensino superior, até porque ela nem sequer chegou a concluir o primário, mas pelo menos fez alguns conchavos interessantes durante o tempo que passou na universidade.

Musa do Brasileirão[editar]

Em 2006, Renata Molinaro tentou dar uma guinada na carreira investindo como maria chuteira. Para tanto, ela decidiu participar do concurso Musa do Brasileirão, mas infelizmente todos os times futebolísticos cariocas já tinham sua musa oficial para representá-los. Como não gosta e tampouco entende porra nenhuma sobre futebol, ela acabou concorrendo como representante do Goiás Esporte Clube, que apesar do nome mais do que óbvio, Molinaro até hoje ainda não sabe de qual estado é. Acabou perdendo a competição para Robertha Portella, a musa do Flamengo, mas não se deu por vencida! Em 2011, novamente tentou conquistar o tão almejado título, concorrendo outra vez pelo Goiás, mas voltou a perder, desta vez para Bianca Leão, musa do Fluminense.

Miss Rio de Janeiro[editar]

Renata Molinaro esperando seus clientes.

Ainda durante o ano de 2011, Renata Molinaro mais uma vez tentou reerguer sua cada vez mais falida carreira de modelo, desta vez participando de um concurso de beleza um pouco mais, digamos assim, respeitável. A ideia agora era ser eleita Miss Rio de Janeiro, e para tanto, escolheu representar a cidade de Petrópolis, embora nem sequer tenha nascido lá. Já era previsível que ia perder, pois toda Miss que se preze deve ser magrela e sem graça, e Molinaro desde aquela época já tinha coxas que mais pareciam ser de cavalo do que de mulher.

Caldeirão do Huck[editar]

2011 foi definitivamente o ano em que Renata Molinaro provou ser brasileira e não desistir nunca, já que continuou tentando se dar bem em sua tão medíocre vida. E não é que ela finalmente conseguiu?

Após fazer amizade com as coleguinhas Dany Bananinha e Mary Silvestre, ela conseguiu invadir o camarim do Luciano Huck no Projac e o embebedou, aproveitando para tirar uma série de fotos comprometedoras ao lado (e também em cima, embaixo...) do apresentador enquanto mantinha o mesmo desacordado. Quando recuperou os sentidos, o narigudo então foi prontamente chantageado pela dita cuja, que ameaçou mostrar as imagens para Angélica e acusá-lo de tê-la assediado sexualmente. Com medo de perder seu casamento arranjado, ele contratou então Molinaro para ser uma das putas rebolantes do Caldeirão do Huck, ao lado das safadas que ajudaram-na com o golpe.

Pânico na Band[editar]

Mesmo tendo participado de todas as merdas que foram citadas acima, Renata Molinaro continuava sendo uma desconhecida para o público. Esta parecia ser a eterna sina da moça, até que o Pânico na TV cansou de ser caloteado pela RedeTV! e mudou-se para a Band, onde decidiram fazer uma faxina no elenco de panicats e contratar novas meliantes que fossem mais anônimas, pois aquelas que integravam o programa já haviam se convertido em putas de luxo e custavam muito caro para serem mantidas na atração.

Em 2012, Molinaro foi então contratada para ser panicat do novo Pânico na Band, ao lado das igualmente desconhecidas Carol Belli, Carol Narizinho e Thaís Bianca, além da veterana Babi Rossi. Como todas as demais eram loiras, Molinaro obtinha destaque por ser a única morena e, portanto, a única diferencíavel entre aquele bando de piriguetes genéricas. Se bem que as pessoas reparavam mais em outras partes do corpo do que no cabelo delas...

Após passar três anos incentivando jovens a baterem punheta enquanto assistiam o Pânico, Molinaro decidiu sair daquela joça em 2015, após ter comprado a briga de Nicole Bahls com a novata Mari Gonzalez, que arranjou treta com as duas por se considerar mais talentosa (leia-se gostosa) que elas.

Atualmente[editar]

Desde que saiu do Pânico, Renata Molinaro anunciou que pretende lançar um blog com dicas para as gurias retardadas que desejam ser tão putas quanto ela, mas como precisa antes aprender a ler e escrever, o projeto acabou ficando engavetado. Atualmente, ela segue trabalhando como modelo, atuando em comerciais para marcas irrelevantes. É provável que futuramente vá parar em algum reality show tosco, vulgo A Fazenda.


v d e h
Pânico na TV Band
Papaifugiu.jpg