República Socialista da Bósnia e Herzegovina

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


●Socijalistička Republika Bosna i Hercegovina/Социјалистичка Pепублика Босна и Херцеговина
●República Socialista Soviética da Bósnia e Herzegovina
●Bósnia e Herzegovina Sob Supervisão de Tito

Bandeira da República Socialista da Bósnia e Herzegovina (1943-1992).png Brasão da República Socialista da Bósnia e Herzegovina (1943-1992).png
Bandeira Brasão
SFRY Bosnia and Herzegovina.png
Uma bóstia
Capital Sarajevo
Língua língua bósnia
Tipo de Governo Totalitarismo comunista
Chefão Tito
Moeda Rublo
População 4.000.000



República Socialista da Bósnia e Herzegovina foi uma entidade regida pelo ginecologista, jogador de futebol e professor de lambada Mrkonjić Grad que colocou em prática suas ideias anti-fascistas na forma de um território onde todos deveriam comer apenas feijões enlatados para que o dinheiro da nação fosse gasto em armamento pesado. Todavia, como se sabe, o fascismo ganhou a guerra em 1992 e o destino da República Socialista da Bósnia e Herzegovina foi ser divida em dois país independentes, a Bósnia e a Herzegovina.

História[editar]

A história da República Socialista da Bósnia e Herzegovina é de meio século de socialismo, ou seja, o país foi mandado para um buraco se tornando mais pobre que Mali. Entre 1943 e 1990 os bósnios produziam apenas vasos sanitários como fonte de renda.

A impaciência da população acabou quando os fabricantes de boinas foram taxados pelos sérvios, o que desencadeou a Guerra da Bósnia, onde croatas, bósnios, herzegovinos e albaneses-das-astúrias lutaram pelo monopólio das tortinhas de salsa e merengue que até então estavam no controle dos herzegovinos. Os sérvios na ocasião ainda fizeram questão de financiaram também alguns badernistas chamados de Exército Popular Iugoslavo apenas para criar mais intriga ainda.

A independência da Bósnia veio em 1992 e foi reconhecida por toda a ONU. Já a Herzegovina é reconhecida oficialmente apenas por Trinidad e Tobago e Tuvalu.

População[editar]

A República Socialista da Bósnia e Herzegovina era um caldeirão cultural-etno-religioso balcânico que foi habitada por sérvios, croatas, bósnios, eslovenos, albaneses, liechteinstenianos, fuzileiros navais e turistas japoneses. Ninguém jamais avistou algum herzegovino, mas lendas balcânicas afirmam que estes serem vivem como druidas nas florestas onde praticam levitação, por isso Tito manteve o sobrenome "Herzegovina" nesta sua república soviética por precaução.

Lazer[editar]

Como não havia muita coisa para se fazer e nenhuma praia, os bósnios e herzegovinos tinham como opção de lazer apenas queimar prédios parlamentares em plena capital.