Rezendeevil Resende

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Deus.png Importante! A Igreja Universal quer sua atenção!

Deus quer que este artigo seja ampliado.
Aqueles que o fizerem, serão ajudados pelos seus tentáculos. Os que ignorarem, irão para o inferno pra sempre.
Não seja herege e obedeça a verdade única e divina!

Jesse.JPG Doe um prato com comida! Seja solidário com Jessé!

Este artigo é mais maltrapilho que o nosso amigo aqui. Faça alguma coisa, mate a fome de Jessé porque a coisa tá feia...

Gilbrother.jpg


Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Resende.
Sim, Resende tem um aeroporto!

Cquote1.png O problema é a educação! Cquote2.png
Cristóvão Buarque sobre Resende
Cquote1.png Não tem ferrovia, mas tem um bruta Rio no meio! Cquote2.png
Barra-mansenses sobre Resende
Cquote1.png É uma cilada, Bino! Cquote2.png
Pedro (Carga Pesada) sobre travecos na Rodoviária
Cquote1.png Se fudeu! Cquote2.png
Eleitores anti-Silvinho sobre eleição 2008
Cquote1.png Deu até pra ir de salto! Cquote2.png
Mulheres e viados resendenses sobre novo asfalto na Exapicor
Cquote1.png Ah, conheço, é aquela marca de frios, concorrente da Sadia Cquote2.png
Carla Perez sobre Resende
Cquote1.png O maior sonho de quem mora em Resende é sair desta cidade um dia! Cquote2.png
Grande Filósofo Contemporâneo

Resende é um município americano localizado no sul do grande estado do Rio de Janeiro. Também é chamada de Resenville, Resend Evil, Hell's End, ou Ralo do Sul Fluminense.

Para localizar Resende no mapa, basta observar que o estado do Rio de Janeiro tem um formato que lembra um cachorrinho. Resende é o cu do cachorro.

Os habitantes de Resende são chamados de Acomodatus resendensis, pois para eles se deu para fazer um churrasco, comprar um carro (velho), ir na Exapicor (feira de gado), pegar uma "gostosa" no Lapônia e pagar a hora dos travecos para queimar a rosca; então o objetivo de vida deles foi atingido.

História[editar]

Entrada da Academia Militar de Guerra do Papagaio Verde

A região era habitada originalmente pelos índios masoquistas comedores de gente. A cidade foi fundada em 29 de setembro de 1801, por Alexandre, o Médio, que a chamou de Gritkonukascovikus, literalmente, "buraco-entre-dois-morros-grandes-pra-caralho" em grego. Também denominada, por Aristóteles Resendeusus, de perto da puta que pariu, beirando a casa do caralho.

Em 1944, no auge da Segunda Guerra Mundial, construíram na cidade uma base nazi-alienígena comandada por militares abduzidos com o pseudônimo de Academia Militar de Guerra do Papagaio Verde, para fins de desperdício de dinheiro público testes biológicos em humanóides da região. Temendo serem descobertos, abandonaram o local que passou a ter o comando de Marechais preguiçosos de guerra em um país fora da Guerra, em plena Segunda Grande Guerra, vindos da capital fluminense. O nome é mudado para AMAN (não gostaram do Papagaio Verde). Especula-se que até hoje, esses alienígenas habitam um subsolo secreto da Academia e sequestram cadetes, possuindo seus corpos, sexual e mentalmente. Lá planejam às escondidas um Golpe de Estado para a criação do Poder Miliconígena. Esses seres de outro planeta acreditam que Resende seria uma extensão da cratera lunar, visto a quantidade de buracos na cidade, motivo pelo qual ainda não evadiram-se.

Na década de 1990 os municípios de Itatiaia e Porto Real se emanciparam, melhorando um pouco o nível da cidade, sendo o que sobrou o atual município de Resende.

Geografia[editar]

O município (que na verdade pertence ao estado de Minas Gerais mas ninguém percebeu isto até hoje) é cortado pelo Rio Parabosta do Sul, que deu o nome à região em que ele se situa: Vale da Bosta. Na verdade, é uma falha que ocorreu no meio desse vale. Essa província parece mais um galinheiro tamanho o grau de sujeira do lugar.

Transporte[editar]

Motoristas altamente capacitados garantem a qualidade do transporte

Tudo é maravilhoso, há apenas uma empresa de ônibus; caindo aos pedaços porque os resendenses são uns suínos que não sabem conservar o transporte público (e porque as ruas são esburacadas).

Os buracos são totalmente asfaltados e sem nenhuma rua. É muito fácil dirigir em Resende. Os ciclistas são educados e têm muito senso de direção. Além disso, o trânsito é o inferno na Terra agradabilíssimo devido ao grande número de vias de entrada e saída que a cidade possui.

Alguns dizem que não há acidentes em Resende pelo simples fato de a cidade ser desprovida de mulheres (as que tem são barangas cadetinas ou travecos com uma rola maior que a sua), sendo assim não há distrações para os motoristas.

No ano de 2007, foi decretado em Resende, estado de calamidade pública, por causa das crateras que andam surgindo nas ruas da cidade. O governo do Irã já enviou alguns especialistas para ajudarem na terrível missão de consertar tal fator.

Religião[editar]

Algo definitivamente interessante na cidade é a fraternidade dos Resendeses; hospedam refugiados islâmicos do Iraque em suas celas hospedagens confortáveis com televisões de LED, home theater e internet bosta banda larga. A prisão dos islâmicos é defendida pelos militares como uma política de proteção cultural religiosa. Resendenses também são amigáveis como Hitler era com os judeus na Alemanha Nazista em 1940 na Idade Média com os Espíritas e Ateus, sempre em suas festas de confraternização há churrascos em praça pública. Também temos vários pais-de-santo que fazem macumba pelo seu time do coração todos os domingos na frente do Máximo por apenas 1,50 + uma jujuba. Algo que impressiona é a quantidade de igrejas (uma em cada esquina) e o barulho que elas fazem (até um baile funk consegue ser mais silencioso).

Comércio[editar]

Estão instalados no município um camelô shopping (cujo teto costuma cair nas pessoas), uma galeria com algumas lojas de roupas caras, Lojas Americanas e uma filial do Bob's, além de um pseudo cinema.
O prefeito da cidade: Isso é uma barrrbaridadeee

O comércio é intensamente desenvolvido no subterrâneo da cidade, apesar de ninguém ainda ter visto. Tem muitos shoppings centers e enormes supermercados. Nos fins de semana os habitantes podem ir ao Bob's e às salas de projeção usadas para exibir os filmes do Mazzaropi, que até hoje são sucessos de bilheteria na cidade.

Após a última grande façanha dos Resendenses, que foi conseguir levar o seu time de peladeiros jogadores profissionais à primeira divisão do futebol carioca, um ramo comercial que há muito andava meio decadente voltou a gerar lucros para a cidade: o de materiais esportivos. Segundo estatísticas, a cada derrota do time para um dos 4 grandes do Rio de Janeiro, a venda de camisas aumenta 120%.

Outra coisa realmente surpreendente em Resende é a internet banda larga. Por módicos R$1000 mensais, você têm internet de 56kbps (menos no horário de pico). As Lan Houses vivem infestadas de vírus gente e usam sistemas operacionais originais das Organizações Tabajara.

Entretenimento[editar]

Os mineiros incubados resendenses normalmente, como todo mundo que quer passear, mas não tem carro e/ou o pai não deixa ir em Volta Redonda por ser outro estado vão para a galeria de lojas. Devido à abundância de locais para curtir há, nas sextas e sábados à noite, uma grande concentração na galeria de:

  • Pobres tirando onda
  • Prostitutas (travecos e/ou cadetinas)
  • Patys que te batem, xingam e chamam de idiota se você ao menos disser boa noite a elas.
  • Filhinhos de papai tomando açaí e se fazendo de fortinhos. Eles, muitas vezes, insistem em conversar com 37 amigos enquanto dão as mãos para suas "namoradas" deixando as garotas totalmente de lado, demonstrando a necessidade de exibi-las, mas zero habilidade em agradá-las.
  • Cadetes que fazem uma mesa no barzinho com 11 homens que se veem todos os dias e nenhuma mulher. Após beberem cerveja, falarem e rirem muito alto, eles vão embora para dormirem todos juntos e não pegar mulher.

Até 2007 o Resende Shopping era frequentado por pseudo-roqueiros (não existe rockeiro de verdade em Resende, aqui é só funk e sertanejo) em geral, de pseudo-grunges a pseudo-góticos, que ficavam até altas horas da noite na frente do (pseudo)shopping. Hoje em dia os emos atacam, e há uma concentração maior desses seres de franjinhas tão nojentas e gays quanto uma lata de cerveja sem álcool ou um frango cozido no vapor. Esses fãs do Simple Plan, N'Sync e Xuxa, não são melhores que os seus primos de São Paulo, embora passem impunes pelos metaleiros e não apanhem. Para eles a galeria de lojas é local de encontro pra chorar, lamentar-se e principalmente poder mostrar para alguém que são diferentes e usam as mencionadas franjas viadas.

Sem contar que as diversões de Resende incluem:

  • Cadetinas e travecos dando o cu para os militares da AMAN.
  • Fofocar sobre a vida dos outros.
  • Sair de carro e achar uma rua que não tenha buraco.
  • Beber e usar drogas.
  • Andar com carro com som alto pelos bairros.
  • Queimar a rosca
  • Andar pela "cidade" sem rumo, pela falta do que fazer.
  • Beber uma litrão de "cerveja" no Lapônia e arrumar uma "gata"(Que provavelmente tem uma rola maior que a sua).
  • Dormir.

Educação[editar]

A educação dos resendenses é definitivamente fora de série. Escolas públicas que mais parecem presídios com estudantes que saíram do esgoto. Tendo o principal centro de ensino publico, o colegio Souza Dantas , onde são reunidos pobres + bandidos da Cidade Alegria (que só tem tristeza) e demais favelinhas ao redor. SOUZAO é conhecido por suas brigas (sendo que a ultima saiu no portal G1). 98% dos estudantes dali sao chamados TUPIS GUARANIS ,por sua delicadeza estrema. Mas, entretanto, contudo, todavia, existem instituições de ensino , bem piores, mas vamos deixar a faculdade Dombosta dora dessa. Resendense que é resendense deve odiar ler e escrever, fugir da escola e terminar somente o ensino médio. O dialeto resendense é ridículo, por terem inveja de pessoas de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro tentam imita-los, mas não tem competencia para isso; prova são as "palavras" que fazem parte de um idioma que só eles conseguem entender, aqui vão elas e suas traduções:

1- SUPONHAR (refere-se a supor algo). 2- ABAFADO (refere-se a estar atrasado) "Perdi a hora, estou abafadão". 3- ASSUSTAR O CHEQUE (refere-se a sustar o mesmo; suspender). 4- Fui em ANGRAS (refere-se a Angra dos Reis). 5- DIPOIS (DEPOIS). 6- CÁ FULANA (que seria COM A fulana). 7- SÓCO (sai fora, tô fora). 8- Eae MENOR (Oi fulano). 9- DESPIROQUEI ( ri muito; depende do contexto genial da frase )

Apesar de poucos saberem, o fundador da Universidade de Harvard era resendense! Super Fantástico! Mas, como ele não gostava de assumir sua origem, fingiu ser americano até sua morte.

No entanto, esse pequeno incidente com o fundador de Harvard não abalou os resendenses. Outras universidades tercerizadas se hospedaram na cidade. O Estado Carioca solidariamente implantou - por achar que Resende pertence ao Rio - faculdades (ou um supletivo reforçado). É o caso da Super Estácio, que forma super-heróis! Para ingressar nesse superfaculdade, basta responder uma série de questões UB-êmicas e pimba! Você entra! Super fantástico!

E lógico... se você conseguir algum emprego em Resende ou em outro lugar com o diploma da Dombosco ou Estafacíl... por favor... me avise! Será um milagre (ou cegueira do seu chefe!).

Turismo[editar]

Na cidade há diversas atrações turísticas. Os museus sempre têm alguma exposição internacional. A cidade em si já é uma atração para os olhos de quem a vê. A AMAN é a principal atração turística da cidade, já que tudo na cidade fica em volta dela. Resende foi escolhida para ser a sede da academia por ser a cidade com a maior concentração de "canhões" da região.

A cidade conta ainda com a inigualável presença de uma espécie rara em todo mundo: A cadetina, termo usado na região para definir mulheres que vagam nas proximidades da AMAN para esperarem as suas presas, os cadetes. E claro não podemos esquecer da festa do Ciman que também acontece uma vez por ano. Hoje a mencionada espécie encontra-se em extinção, ou pelo menos ficou manjada demais para executar sua caçada de maneira explanada. Há também a figura das Ponto-Cinquenta(.50). Meninas resendenses que procuram soldados da Companhia de Guardas e da PE que moram em outras cidades e fazem sexo no Portão Lateral da AMAN, passando gonorréia pra periquitada.

Dentre as milhares de atrações turísticas da cidade, temos o Parque das Águas (que por sinal quase não tem água), e a Exapicor Feira de Gado, que é a única coisa a se fazer em Resende no período de um ano. Com "shows?" batidos e gente vomitando por causa do fedor de bosta de cavalo/vaca/lama/lixo. Isso mesmo, não perca a Exapicor, senão só ano que vem pra sair novamente de casa para um lugar que preste. No carnaval tem o Bloco das Piranhas (que dura o ano todo), onde cadetinas e travecos saem do armário e assumem sua identidade.

Visconde de Mauá, boca de fumo distrito de Resende, é uma região de drogas belezas naturais, cachoeiras e rios cristalinos (principalmente o Rio Preto), o clima ameno e a natureza viva (ela fica viva especialmente após você comer cogumelos) são um convite a vagabundagem hippie descanso, uso de cogumelos alucinogenos e à plantação de maconha em larga escala para abastecer as bocas de Resende. Com a colonização hippie nos anos 70, a população de Mauá recebe nomes muito comuns, como "sereia do rio" e outras viagens. Local esplêndido para a venda de entorpecentes prática de artesanato, a localidade conta ainda com uma rede hoteleira atuante (pousadinhas), com restaurantes que variam da comida caseira à tradicional, com destaque para os pratos preparados com o pinhão (pinhão com maconha e pinhão com cogumelo). Nos últimos anos ficou famosa a Festa do Pinhão (segunda maior festa de Resende depois da Exapicor) que reúne o maior consumo e venda de drogas pinhão do ano. Distante 3688848488,77 km do centro urbano de Resende, felizmente já conta com estrada asfaltada (que talvez não dure muito devido ao asfalto de quinta categoria e ao alto índice de desmoronamento das encostas).

Urbanismo[editar]

Principal avenida de Resende.

Podemos observar a criatividade do Urbanismo da cidade, pois próximo do pseudo-shopping, temos o conhecido POMBAL, uma favela um conjunto habitacional de 5 blocões com um monte de gente metida a classe média, que anda de Fusca e Uno e se aperta nos imundos, destruidos e minusculos apertamentos, sem falar que está caindo aos pedaços (cuidado ao passar na rua dele, pois caem coisas dele). O 2º ponto mais conhecido é a famosa Cidade Alegria, que sempre, sempre mesmo figura nas páginas policiais da região, do estado e até do país. É um lugar super perigoso devido às balas perdidas e aos assaltos. Sem falar que todos os prédios, tanto os do Pombal quanto da Happy City tem a mesma horrível cor, um amarelo cor de bosta ovo.

Resende é desprovida de boas calçadas. As que existem são verdadeiras pistas de obstáculos, onde é necessário grande capacidade de se locomover, saltar, correr, ótima visão, apetrechada com pisantes com características específicas para montanhismo, antiburacos e se possível propulsores, para se transitar sem maiores problemas. Você vai saber o que sente um foguete quando é lançado nas bases interplanetárias do Cabo Canaveral.

Árvores nas calçadas. Esse aspecto da urbanização em Resende é singular, suigêneris e particular no sentido da coisa. É que cada qual, no seu jeito de ser, gosta de plantar suas árvores no lugar que melhor lhe aprás (ou seja, bem no centro da calçada), obrigando os pedestres a cederem lugar do mal conservado espaço a eles destinado. Ainda tem as lixeiras que disputam espaço ombro-a-ombro com os pedestres, chegando a surpreender os distraídos que batem com suas cabeças naquelas lixeiras estrategicamente colocadas como que, para empurrar os transeuntes para longe do muro que divide o aconchego do lar do resto do mundo.

Em Resende, calçada é feita para árvores (o pedestre que se foda). As autoridades públicas fingem que desconhecem o caso. É uma área sensível mexer com os interesses do eleitorado.

Recentemente a cidade ganhou uma nova passarela, <plagiada</s> construida sem sentido por algum idiota arquiteto renomado.