Revista Seleções

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Capa da polemica edição de um mundo "100 mais Brasil"
100 mais Brasil. Não voltará a disputar a Copa???

Cquote1.png Você quis dizer: Spam Cquote2.png
Google sobre Revista Seleções

Cquote1.png É uma cilada Bino! Cquote2.png
Pedro sobre Carta da Revista Seleções

Cquote1.png Galvão,esse prêmio não existe. Cquote2.png
Paulo Roberto Falcão sobre Revista Seleções

Cquote1.png Seleções é uma revista boa pra cagário. Cquote2.png
Eu sobre Revista Seleções

Cquote1.png Onde está minha revista? Cquote2.png
Tua avó sobre Revista Seleções

Cquote1.png Minda essi livru? Cquote2.png
mendigo sobre Revista Seleções

Cquote1.png Ai que leitura gostosa Cquote2.png
Tua tia sobre Revista Seleções

Cquote1.png Esta eu tenho aqui, edição de 1995 Cquote2.png
Seu dentista sobre Revista Seleções


A Revista Seleções é uma revista vagabunda, feita de papel fuleiro higiênico criada pela Sociedade Viva Cazuza! Reader's Digest (Leitores Digestivos) no intuíto de que ela fosse a publicação predileta de 11 entre 10 cagões que fossem ao banheiro soltar um barroso.

Características básicas[editar]

Todo o projeto da Sociedade Readers Digest para a Revista foi pensado para levar os incautos a associarem o ato de cagar com a leitura da revista programar seus leitores a automatizarem suas idas ao banheiro com a leitura da revista:

Pra você ler, sem fazer força!
* O nome foi escolhido propositalmente devido as ultimas escalações da Seleção do Dunga (que é uma merda!);
  • Suas matérias são propositalmente mal feitas, para ficarem uma merda e fazer com que você associe melhor sua cagada com a qualidade da publicação;
  • Seu papel rugoso foi feito propositalmente para lembrar os papéis higiênicos da sua casa, aquelas lixas de cor roxa, que arrancam as pregas do seu cu quando você o utiliza.


Por final a publicação acabou sendo um grande fiasco, pois serviu apenas pra duas coisas: limpar a bunda e permitir que a tua avó leia, em especial pelo fato de as letras serem tão pequenas a ponto de a velha só fingir que está lendo para mais adiante inventar o resto nas histórias que ela conta para idiotas como você.

Numa tentativa de desmascarar a tua avó, os cientistas tentaram pegar a revista dela para provar que ela não estava mais lendo porra nenhuma e estava inventando as matérias, mas tua avó falou que precisava cagar e se trancou com a revista dentro do banheiro até eles irem embora.

Depois precisaram chamar um bombeiro para desmontar a privada pra pegar a revista que tua avó deixou cair na descarga.

Tua tia é pobre e roubou a revista do dentista só teve dinheiro pra comprar uma edição da Revista Seleções e por isso fica lendo as mesmas coisas desde 1994

Você nem imagina onde isso vai dar!
Atualmente é a revista oficial do movimento secreto [[Reader's Digest]] Torre da Vigia que pretende dominar o mundo através de sua maravilhosa publicação. A Seleções é publicada em 19 línguas e distribuida em 60 países. Foi criada nos [[|Estados Unidos|Estados Fudidos]] em 1900 e guaraná de rolha e começou a circular no Brasil em 1900 e sua vó de saia. Os portugueses que são mais burros lentos, só começaram a ler a publicação ano passado, com o lançamento da edição Luso-Portuguesa.

A revista ficou famosa por publicar matérias sobre o fim do Brasil e "distribuir prêmios" aos que colaborassem com o fim do país.

Páginas desbeiçadas[editar]

Todas as Revista Seleções tem as páginas desbeiçadas porque tua avó faz muita força para cagar por causa da idade e acaba tendo que segurar a revista com muita firmeza.

As páginas também estão caindo porque tua tia é retardada e folheia a revista igual a cara dela.

Loucas Promoções da Reader's Digest[editar]

Um prêmio de consolação...
Na ânsia de aumentar o número de assinantes de sua malfadada publicação, a Reader's Digest passou a se utilizar de expedientes nada éticos. Promoções mirabolantes prometiam a quem assinasse prêmios incríveis como: Lanternas, Rádio FM, "Edsons" Celulares, carros 0 km, etc. Tudo isso através de um sofisticado sistema de SPAM Mala direta comercial. Entulhando as caixas correio dos futuros otários leitores. Num desses inúmeros papéis, podia se ler:
Tua avó, após ganhar o prêmio (em sonhos)
“Menos de 3 em cada 100 moradores da sua Cidade foram selecionados para receber a chance de ganhar o Grande Prêmio no valor de R$ 1.000.000,00″ E não é só isso! na assinatura da sua Revista Seleções, você leva inteiramente de graça um prêmio de Antecipação por Resposta Rápida no valor de R$ 30 mil se responder em até 7 dias. E tem mais, respondendo rápido você concorre a mais 1.005 prêmios de 700 mil reais em barras de ouro que valem mais do que dinheiro!. Sim, são mil e cinco prêmios.

Para isso basta que você preencha e envie o rodapé do certificado!"

Assina vai...
Na verdade tudo se tratava de uma estratégia mirabolante para fazer os assinantes venderem sua alma. Ao assinar o rodapé do contrato tratado pacto certificado, o idiota Leitor Incauto estava automaticamente assinando a revista, e de quebra vendendo sua alma ao Satã Reader's Digest. Era impossível a qualquer ser humano comum descobrir isso, pois as alíneas que tratavam disso estavam perdidas no meio de tanta papelada inútil.

Aquisição/Fusão com a Torre da Vigia[editar]

Com o inicio da Crise Internacional em 2008, a Reader's Digest foi obrigada a passar por uma grande reestruturação, com isso perdeu o único leitor que possuia (sua avó). Isto Levou a Reader's Digest a quase decretar falência, o que não ocorreu devido a 'salvação' proporcionada pela fusão com a Torre da Vigia de propriedade das Testemunhas de Jeová.

A Reader's Digest enxergou na Torre da Vigia a possibilidade de ampliar suas vendas com a farta mão-de-obra escrava que a Torre dispõe para venda de suas revistas. A estratégia de venda também foi um ponto positivo: acreditavam que a estratégia adotada pela 'Torre' de pertubar indivíduos as 8 horas da manhã de domingo, com o pretexto de conversar por 5 minutinhos que se prolongam por horas, seria positiva para alavancar as vendas da Seleções.

A princípio a Sociedade da Torre da Vigia não foi muito favorável por considerar 'transfusão' uma prática contra Jeová. Mas o mal entendido logo foi desfeito e eles compreenderam que se tratava apenas de uma fusão corporativa. Perceberam na marca Seleções a possibilidade de superar sua rival Folha Universal através da estratégia de venda casada: O leitor pode ficar com a revista de graça, desde que doe uma quantia a Sociedade Torre da Vigia.

No entanto poucos sabem desse fato, já que ninguém lê as revistas "gratuitas" da Torre da Vigia e a Seleções mesmo...


Fatos[editar]

  • Se você ganhar algo do que ela oferece, ou você está bêbado ou é doente mental
  • Está sempre na mesa do seu dentista (sim, ele é sadomasoquista, e gosta de fazer você sofrer aos poucos, já na sala de espera!)
  • Seleções é uma revista anticomunista e não curte a Reversal-Russa.
  • Seleções é o prercursor da Wikipédia. Nas suas primeiras décadas publicava nenhum poucos artigos originais: quase tudo era copiado e recolhido de outras revistas e jornais.
  • É uma revista de TV, de variedades, de Cinema, de Teatro, de Video Games, de Sacanagem, de universo Feminino, Policial, de Esportes, de opinião, de humor, de utilidades, de conselhos práticos, de pílulas de autoajuda, de ficção e de não-ficção misturados. Ou seja, tenta ser a porra toda e acaba não sendo porra nenhuma.
  • Enfim, é uma merda!