Ribeirão dos Índios

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!
264939.jpg ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.
Carroca1.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!


Aldeia dos Indiótass
Entrada da Cidade
Welcome!!
Localização Depois do Inferno, à esquerda
Línguas Oficiais Fofoquês, Tupi Guarani e Inglês Baiano, o restante é gago.
Prefeitos Zé Maria
População 2.560 cabeças de cornos.
Área Total Uns 15 alqueires asfaltados, o resto é sítio.
Gentílico Caipira metido a besta.

Cquote1.png Você quis dizer: Fim do Mundo Cquote2.png
Google sobre Ribeirão dos Índios

Cquote1.png Já sai na revista Línguas! Cquote2.png
Morador de Santo Anastácio que foi vitima das más linguas ribeirindias, sobre ribeirão dos índios.
Cquote1.png Naquela porra só tem fofoqueiro! Cquote2.png
Dercy Golçalves, sobre ribeirão dos índios.
Cquote1.png Só tem louco, meu Cquote2.png
Faustão, sobre ribeirão dos índios.
Cquote1.png Ah Ahee! Quem tem dinheiro? Cquote2.png
Silvio Santos, sobre ribeirão dos índios.
Cquote1.png É ruim, mais pior que tá num fica Cquote2.png
Tiririca, sobre ribeirão dos índios.
Cquote1.png Eu preciiiiiiiiiiiso de um companheiro Cquote2.png
As bichinhas da cidade exclamando.
Cquote1.png Eles participam sempre do Devo não nego, pago se puder Cquote2.png
Gugu, sobre ribeirão dos índios.
Cquote1.png É lógico que o cambio do seu carro quebrou, vc quase não usa a segunda marcha pow Cquote2.png
Mecanico de Riebeirão dizendo para o dono do carro que foi levar o automovel para conserto pois o cambio havia quebrado por falta de uso.
Cquote1.png Pare!! Até quando vc quer mandar e mudar minha vida Cquote2.png
zezé di Camargo e Luciano, sobre o povo de ribeirão dos índios.
Cquote1.png É disso que o povo gosta!! Cquote2.png
Charles Henriquepédia sobre as macoinhas servidas na praça de ribeirão dos indios.
Cquote1.png The End (o fim) Cquote2.png
Americano em excurção pelo mundo ao chegar em ribeirão dos índios.
Cquote1.png Eu acho que eu vi um viadinho Cquote2.png
Piu Piu emo observando os gazelas na praça do velório.
Cquote1.png olha!!!!! Cquote2.png
Gugu Liberato dizendo para a vizinha olhar o ricardão que ta entrando na casa da mais gostosa da rua.
Cquote1.png Isso não " ECXSISTE"!!! Cquote2.png
Padre Quevedo, sobre ribeirão dos índios.


Ribeirão dos Índios é uma subvila da vila de Santo Anastácio com mais ou menos uns 2.300 indígenas que ocupam quase 200 m² (muito pasto pra pouco gado rsrs).


Curiosidades[editar]

  • Ribeirão dos Índios tem uma estrada secreta para Dracena;
  • Ribeirão dos Índios depende de tudo e de todo o mundo para tudo;
  • Ribeirão dos Índios tem só uma linha de ônibus, que leva pra Santo Anastácio;
  • Esse ônibus é amarelo e muito enferrujado, é conhecido por populares como "Banana Móvel";
  • Quem usa crocs é viado metido a moderno;
  • Bebida Local Famosa - "Chifre na Cabeça", quem nunca tomou está loko pra tomar.
  • Em Ribeirão dos Índios ter camionete é sintoma de luxo e riqueza, quem tem pega quem quiser e quem não tem vai pra Santo Anastácio pegar as de lá, dizendo que é de Prudente e nasceu em São Paulo;
  • Na cidade há um posto de gasolina só, onde as bombas são da década de 60, tipo velho oeste, o profissional que trabalha lá teve que ser emprestado de Santo Anastácio, por falta de capacidade dos ribeiríndios que não sabem trabalhar com computador;
  • Tem uma vila do lado, se chama Vila Emilia, chamam aquilo de cidade, mas não acredito, é lá onde os ribeiríndios depositam todos os seus chavecos, dizendo que veio da cidade grande;
  • Lá tem uma praça que, dentro dela, tem um velório, dá pra acreditar? Praça, lugar de diversão para a família de um lado e velando o povo do outro! Eu heim...
  • Morar em Ribeirão é tristeza ao extremo! Lá ao sol se por todo mundo acende suas velas, e põe-se a dormir. (uuuu povo do sítio, pé vermeio).
  • Se vc ver bacias espalhadas no quintal das donas de casa, podes crer q vai chover meu amigo, pq ali não se desperdiça quase nada, tampa de garrafa vira vestido de noiva, casca de ovo vira objeto de decoração, pneu velho serve parprocriação do mosquito da dengue, lá eles criam de kilo, carcaça de carro velho, serve para decorar o pátio da prefeitura, e assim vai, lá nada se perde, tudo se recicla.
  • Alunos só vão na escola para aprender! (WTF!!!!)

Economia[editar]

  • Todo mundo se acha pecuarista, tem traficante e muito maconheiro. Tem pecuaristas que trabalham praticamente 30 anos da vida para comprar uma camionete, e quase sempre é de segunda mão. A economia está gerada em tranpar em Anastácio, cidade que todos de lá sonham morar um dia. Quem não trabalha na roça, é do lar. A rapaziada que não tem trabalho e nem corre atrás disso, e nem sonha com isso, fica o dia inteiro lavando o poçante no único posto da cidade.
  • Por incrivel que pareça a "cidadizinha" vem evoluindo, lentamente mas tá bom, agora eles têm duas opções de mercado: a Mercearia Rocha (mais conhecida como "Juninho") e um armazem na esquina da "avenida";
  • Por incrivel que possa ser lá tem uma farmácia, que abre quando bem ké rsrs. Não se sabe ao certo se isso é falta de condições pra atenter a população ou se é excesso de dinheiro, porque se os donos são muito ricos não precisam mesmo trabalhar né?
  • Hoje em dia se orgulha de ter o cidadão mais feio do estado de São Paulo, Tal de Craudinho,Vulgo traquizumba.

Baladas[editar]

Fim de festa no Balanga Teta
  • Em Ribeirão dos Índios, o que há de melhor é ir para o som automotivo domingo á tarde. Quando não é domigo á tarde, é sábado á noite. O pessoal vai para a praça da igreja, alguns vão fumar um baseado na esquina atrás de lá, onde acaba a cidade. A maior balada lá, e nem dá pra acreditar, é num barzinho, quer dizer, um boteco, chamado "Bar da Luzia", é lá que o povo se encontra pra tomar a gelada (lá serve Prosit, Bavaria e Malta);
  • Existe uma festa muito linda uma vez por ano chamada "Folia de Reis", nesse dia as menininhas da cidade usam a roupa mais bonita e saem pra caça, sete horas da noite as minas já estão todas chapadas e bem preparadas para a balada, que vai comer solta num galpão que fica na avenida da cidade (avenida kkkk, ja vi viela maior que aquilo), ali o bicho pega, e chega mais de 300 machos de Santo Anastácio e da Vila Emilia para pegar essas menininhas;
  • As melhores festas são no som da sanfona num buteco mais conhecido como "Balanga Teta", lá o forró como solto e povo dança até acaba com o salto do tamanco;
  • Os points são os lanches da praça, o coreto, a fonte (que ñ liga), a eskina da lan house e o lanche da Fátima;

Eventos[editar]

  • No ultimo dia 29/10/2010 rolou uma "baita festa" com o super patrocínio de uma certa secretaria aí rsrs. É comun esse tipo de coisa nessa cidade. Se você não pode fazer uma festa, é só pedir patrocínio pra uma "madrinha" que seja meio "influente". Aí a sua festa será manchete da revista "Línguas do Índio" rsrs. Sem contar que não foram poupados "creditos" (r$) pra essa festa, né? Pra q miséria onde só tem fartura ñ é mesmo ?!?! rsrsrs
  • Na maioria das festas a dupla ribeirindia sempre é a atração, literalmente rsrs. Numa versão atualizada de "Dois filhos de Francisco", a dupla é meio que "Dois sobrinhos da Promoter". Agora eles estão indo além da fronteira ribeirindia, realizando shows no botéco em Santo Anastácio.

Diversões[editar]

  • Tacar pedra na casa do vizinho (já fiz muito isso, kkk)
  • Atirar o pau do gado na bunda do colega mais gay da turma.
  • Passar o "ANEL" na perna dos amigos - "hummmmmmmm boiola".
  • Pica esconde - se possivel dentro de alguém, hehe a loka.
  • Jogar biroca - "duas", rsrs duas biroquinhas batendo, rsrs, (a loka 2).
  • Morto e Vivo - Ahhhhhhhhhh isso eles sabem brincar sempre, Morto quando é hora de trabalhar e Vivo quando é pra pedir alguma coisa na prefeitura.
  • Telefone sem fio - Quando começa a frase é "Tico mia embaixo da cama", quando termina a frase é "Te comi em cima da cama sua vadia".
  • Fui a feira - Foi o kralho lá não tem feira.
  • Estátua - essa brincadeira acontece quando um Anastaciano passa com sua camionete, a maioria dos participantes dessa brincadeiras, são mulheres de 15 a 30 anos, pq mais velha que isso nem eu pego né, não virei INSS kkkrsrs
  • Queimada - Ahhhhh, kkkkkkkkkkkkkk, noffffffffffa essa brincadeira, kkkkkk, acontece muitooo, e muitoo, kkk, queimam sim todos os dias, kkkkk.
  • Amarelinha - Já vi eles pularem amarelinha lá, mas o que eles gostam mesmo é de pular cerca.
  • Cabo de Guerra - Ah essa brincadeira não tem graça, toda vez a corda quebra pro lado mais fraco, a tática é chamar um filho de prefeito, de vereador, ou coisa assim pra jogar no seu time, assim o seu lado não vai quebrar nunca, e no final pode até ganhar uma cesta básica de brinde.
  • Pular corda - Dois baianos, um de cada lado balançando a corda, e um Ribeirindio otário no meio, pulando quinem loko.
  • Pular selas - Isso acontece muito no fim do expediente, o dono da fazenda reune a cawboizada toda para brincar, pensa nums bambis.
  • Batata Quente - Ahhhhhh essa brincadeira ai é uma das mais famosas, é só vc cair na lingua do povo q a sua batata já ta assando.