Richard M. Stallman

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Richard M. Stallman não é Unix. Cquote2.png
Unix sobre Richard M. Stallman


Richard Malodorous Stallman (também conhecido por rms, GNU/Stallman, ou Karl Marx) é o autor e o proponente mais proeminente da Grande Unificada Teoria da Franca e Acessível Tecnologia (GUTFAT), e o fundador da GNU. GNU é um acrônimo inteligente e descritivo, mas definitivamente não-recursivo, e significa Geralmente Não Usado.

Essencialmente, a teoria de rms afirma que é mais importante que softwares sejam livres do que usáveis. Recentemente ele se tornou o porta-voz de outros movimentos pela liberdade, incluindo amor livre, drogas livres e gratuitas (maconha e GNU/Android), Tibet livre e Whopper® livre com a compra de um Whopper Ultra Value Meal® — por tempo limitado, preços e participação podem variar.

"Eu fumei um baseado deste tamanho!"

Tabela de conteúdo

[editar] Primeiros anos

Embora o próprio rms esteja em dúvidas quanto a detalhes exatos sobre sua origem, de acordo com "O Dicionário do Hacker" ele foi inadvertidamente criado em uma fábrica de polímeros em 1953.

Um empregado desinteressado estava procurando por um depósito de lixo para um excedente de cera, borracha liquida e resina sintética. Quando ele descobriu que todo o lixo estava cheio e toda fundição estava em uso, ele jogou a mistura no chão, com a intenção de talvez limpar mais tarde (talvez próxima semana, se ele não tiver nada melhor pra fazer, e seu chefe ameaçar demitir ele outra vez).

O empregado mais tarde percebeu que tal pilha havia se locomovido para outro lugar, deixando apenas um rastro de poliuretano como uma pista de que chegou a existir.

[editar] Feitos acadêmicos

Uma feliz reunião: O trabalhador da fábrica de polímeros visita rms em seu primeiro aniversário.

Algum tempo depois, rms entrou na prestigiosa Universidade de Harvard, aparentemente se posicionando perto a entrada dos fundos, disfarçado como uma gosma de cera, borracha líquida e poliepóxido... e então entrando sorrateiramente quando os seguranças não estavam olhando.

Apesar de não pegar ninguém ("Rancid muddy stain! Rancid muddy stain!"), rms era um exímio datilógrafo, e pôde se formar em Harvard no ano de 1974 com um bacharelado em física, em grande parte graças a cursos intensivos de computação onde nenhum contato real precisaria ser feito com os professores.

Durante o mesmo período, ele conseguiu passar por debaixo das portas e pelas caixas de correio do Laboratório de Inteligência Artificial do MIT, onde gozou de um relacionamento frutífero (se não-consensual de alguma forma) com o computador PDP-10 do complexo.

[editar] GNU e a FSF

Imagens de RMS estão pixadas por toda a propriedade da FSF

Em Janeiro de 1984, rms sofreu queimaduras químicas severas devido ao uso de um spray de desinfetante, portado por um porteiro perplexo que acreditara ele ser um fungo crescendo a partir de uma xícara de café que algum professor esqueceu. Ele fugiu do MIT com disquetes debaixo de seus braços e atochados em todos os orifícios possíveis, para iniciar o projeto GNU.

Um de seus primeiros trabalhos não relacionados a programação, o Manifesto GNU, foi comprovadamente um festival de pessoas pegando no sono, e mais tarde foi adotado por um empreendimento comercial, reembalado e vendido no mercado farmacêutico industrial como sedativo para cirurgias invasivas.

O manifesto detalhava as duras realidades políticas ao encarar o lixo industrial na sua luta classe vs. classe contra a burguesia bípede carbônica. Também houve menções sobre o design e a criação de um sistema operacional livre e compatível com o Unix, mas ninguém conseguiu lê-lo até tal ponto até a disponibilidade popular de No-Doz.

Quando se tornou óbvio que sua aparência globular constituía uma barreira insuperável para o sucesso do seu empreendimento de software, rms incorporou a ONG Free Sockpuppet Foundation (FSF) para prover oportunidades a entidades com o mesmo problema (slogan: "Novas identidades, novos começos, novos horizontes.")

[editar] Sistema Operacional

Na busca por algum tipo de inclusão, rms foi afiliado por pouco tempo de um perigoso grupo de explosivos plásticos durante o fim da adolescência.

Com seu novo empreendimento dormente, rms se viu derrotado, incapaz de criar um kernel funcional para complementar sua gama de utilitários e finalizar o GNU Operating System. Ele criou uma equipe de programadores de sua rede de poli-simpatizantes, e então deu-lhes a missão e seu slogan: "Máxima União para Rapidamente Desenvolver Algo"

Assim, o Projeto MURDA se iniciou pra valer no início dos anos 90, mas logo ficou claro que o esforço enorme para produzir um pacote revolucionário foi, de fato, para nada, graças a péssimas decisões de design. O público, que estava ansiosamente esperando atrás da porta por algum tempo, eventualmente foi para os campos férteis do Linux, e o projeto da GNU foi para o lixo.

[editar] Críticas

Enquanto ele pode ter começado a ter uma vida como um objeto flexível, quase como uma entidade maleável, rms é agora descrito por quase todos como um ser extremamente dificil de se trabalhar junto. A equipe Emacs|XEmacs, por exemplo, catalogou uma lista com 10,000 denuncias especificas sobre o assunto, em que "rms" disse a eles para dividirem seus projetos.

O primeiro perito no campo da química do polímero tem especulado que o material base de "rms" são lentamente endurecidas com o tempo , mas não se sabe por que, ou se essa condição é reversivel. Historicamente, rms esta extremamente conservado e é veementemente contr prover qualquer tecido (de seu corpo) como prova, então a verdade pode nunca ser conhecida. De qualquer modo, é postulado que após o tempo de sua morte, os próprios restos de rms vão servir como uma estátua de tributo no quartel general GNU em Boston, Massachusetts.

[editar] Fatos

  • rms é o compositor da Free Sockpuppet Song, e se tornou conhecido por tocá-la sempre, ou correr para onde outros estiverem ouvindo.
  • Não pode nadar, mas flutua majestosamente.
  • Uma vez recebeu uma vela sob medida de Bill Gates, mas veementemente se recusou a usá-la, mesmo sabendo que era "free".
  • Já foi confundido com Charles Mansion várias vezes.
  • Linus Torvalds disse: “rms será para sempre lembrado como o cara cuja MURDA não flutuaria de jeito nenhum.”
  • Em sua propaganda pessoas, rms declara que é bem arredondado, não tão denso quanto as pessoas pensam e orgulhoso de suas reaçozaões, apesar de seu péssimo início de carreira no chão de fábrica.
  • Na sua religião (Cientologia), proíbe banhos e depilação para não-atores, por ser um insulto aos deuses.
  • Embora seu nome possa ser pronunciado como Richard M's tall, man! (Richard M. é alto, cara!), ele na verdade tem menos de um metro de altura.

[editar] Mitos

1. Richard Stallman não usa navegadores da web, ele envia um link para um demon que usa o wget para buscar a página e envia-la de volta para ele.

2. Richard Stallman é o único homem vivo que pode pronunciar GNU da maneira que deve ser pronunciada.

3. Richard Stallman não lê páginas da web. Eles escrevem para ele.

4. Algumas pessoas verificam seus computadores em busca de vírus. Vírus verificam seus computadores em busca de Richard Stallman.

5. A barba de Richard Stallman é feita de parêntesis.

6. O sistema nervoso de Richard Stallman é completamente wireless.

7. Richard Stallman escreveu o compilador Deus. O Big Bang do Universo foi a primeiro segfault.

8. Algumas pessoas usam pijamas Linus Torvalds’s para dormir, Linus Torvalds usa pijamas Richard Stallman’s.

9. Richard Stallman uma vez comeu três bifes de 2Kg em uma hora. Ele passou os primeiros 45 minutos codificando uma nova extensão do Emacs elisp.

10. Richard Stallman não tem mãe, ele se codificou sozinho.

11. Richard Stallman criou a singularidade, mas, uma vez que ela geralmente funciona sem conexão à internet, não será visível por mais duas semanas.

12. Richard Stallman não faz wget, Richard Stallman faz wdemands!

13. Richard Stallman não tem nenhum problema usando o emacs. Ele escreveu-o o seu usando suas 4 mãos.

14. Richard Stallman nunca usa chuveiros: ele executa um ‘make clean’.

15. Richard Stallman lançou seu próprio DNA sob a GNU FDL.

[editar] Ver também


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas