Rinji

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rinji

Rinji.jpg

Classificação Ninja ???
Ninja
Origem Vila do Som
Afiliações Vila do Som
Parceiros Time Guren
Técnicas Usar morcegos no Jutsu
Perfil
Família Tumbleweed.gif
Sonho Morto não sonha
Frase Favorita Fiuiiiii!!


Cquote1.png Você quis dizer: Batimã Cquote2.png
Google sobre Rinji
Cquote1.png Eu sou o líder!! Mwahahahaha!! Cquote2.png
Rinji sobre o time Guren
Cquote1.png Disse algo, Rinji? Cquote2.png
Guren sobre citação acima
Cquote1.png Não, não disse nadinha!! Cquote2.png
Rinji respondendo a pergunta de Guren
Cquote1.png Meu aprendiz!! Cquote2.png
Batman sobre Rinji
Cquote1.png AxIm Eu FiCo CoM XiÚmEs!! Cquote2.png
Robin sobre citação acima


Rinji1.jpg

Rinji (麟児 no Japão) é mais um dos intermináveis personagens filler de Naruto. Rinji se destaca (ou não) por ter sido um discípulo do Batimã e saber usar muito bem morcegos. Ele faz parte do Time Guren e acha que é o líder, mas todos os outros acham que ele é apenas um idiota.


Passado[editar]

Rinji em uma disputa de inteligência com um morcego

De acordo com documentos da Universidade Federal do Acre, Rinji é um filho bastardo de Batimã com uma mulher desconhecida da Vila do Som, que era especialista em botar a boca em uma toba tuba. Quando criança, Rinji era um tremendo zé-ninguém, nunca sendo reconhecido por seus amiguinhos e amiguinhas.

Como Rinji queria ter algum reconhecimento, ele começou a treinar para ser um pseudo ninja do mundo de Naruto, pois se conseguisse ser o Otokage, ele conseguiria o reconhecimento de todos (já ouvi isso em algum lugar).

Como Rinji era um tremendo de um fracote, e a Vila do Som era menor que o cérebro de Anônimo, não tendo sequer uma Academia Ninja, Rinji teve muitas dificuldades para realizar seu treinamento, sempre tendo que improvisar os treinos atrás da moita (sei...).

A disputa de inteligência continua acirrada...

Porém, esse tipo de treinamento não dava lá muito resultado, pois Rinji não poderia ser um ninja se não soubesse um único jutsu sequer. Então, Rinji começou a dar um pouco de atenção aos estudos, para ver se conseguia ser menos burro. O tempo foi passando, e Rinji ainda não sabia fazer porra nenhuma, mas pelo menos conseguiu um pouco de inteligência.

Em uma de suas pesquisas, Rinji descobriu um livro interessante, que contava a história de um sujeito meio gay chamado Batimã, que tinha um caso de amor com Robin. Rinji deu muita risada disso, pois nunca tinha visto um cara mais gay em toda a sua vida. Porém, em uma das últimas páginas, havia uma frase estranha, que era: ´´Rinji, I´m your father``. Rinji tomou o maior susto com aquilo, pois aquela bichooooona era na verdade seu verdadeiro pai!!

Morcego comemorando sua vitória na disputa de inteligência

Apesar de não ter gostado nem um pouco de ter o sangue de viado em suas veias, Rinji achou um lado bom nisso: a herança os poderes de morcego. Com isso, Rinji resolveu pedir ajuda para o Otokage, que era um cientista louco que fazia experimentos com humanos, para ajudá-lo. O nome do Otokage era Doutora Júlia Orochimaru, que prontamente concordou em ajudá-lo a despertar seus poderes mais ocultos.

Entretanto, para ajudar Rinji a despertar seus poderes, Orochimaru cobrou seu trabalho escravo voluntário eterno, servindo como uma espécie de James Bond nas suas prisões, se infiltrando no meio dos presos para descobrir os seus planos infalíveis. Rinji, como sabia que se continuasse do jeito que estava iria ser um zé-ninguém para todo o resto de sua vida, ele resolveu aceitar.

Após ter virado cobaia de Orochijackson, Rinji conseguiu a habilidade total do Clã Batimã, que consistia em controlar morcegos do jeito que ele quisesse. Orochimaru, percebendo o entusiasmo do garoto, resolveu deixá-lo testar seus poderes, antes de começar a escravidão. Então, Rinji, após muitas pesquisas, chegou a uma conclusão: ele iria se vingar daquele que havia matado mais de 8000 morcegos de seu clã, que era Ozzy Osbourne.

A destrutiva batalha entre Ozzy Osbourne e o morcego de Rinji

Rinji, então, foi para os United States of Mc Donalds. Encontrar Ozzy Osbourne não foi nem um pouco difícil, pois foi só procurar em uma caverna bem escura cheia de morcegos cheia de figuras satânicas escritas com sangue. Ozzy estava lá, comendo a cabeça de um morcego. Rinji, ao ver um dos seus amiguinhos sendo comido, não aguentou a fúria e entrou no Berserk Mode, mandando todos os morcegos da caverna pra cima de Ozzy.

Porém, como Ozzy não podia ser morto, pois o seu rato empresário, conhecido como Satanás Satanás (opa, é ele mesmo) o tinha feito assinar um contrato de mais de 8000 anos de trabalho. Portanto, Ozzy sumiu como numa obra de bruxaria. Apesar de não ter dado uma lição nele, Rinji já pode sentir o sabor do poder, e sentia que poderia dominar o mundo a qualquer momento (Mwahahaha!!).

Como Rinji era um homem (ou não) de palavra, ele voltou para a caverninha do titio Orochi para dar uma pegadinha na cobra cumprir sua escravidão. O primeiro trabalho que lhe foi dado foi o de se penetrar (Ui!) na prisão para observar os presos e interceptar conversas. Ou seja, Rinji seria apenas mais um prisioneiro, condenado a ficar na prisão como qualquer outro prisioneiro por muito muito tempo, ficando sem tomar banho e sendo forçado a comer as comidas ensinadas pela Ana Maria Braga.


Vida na prisão[editar]

A confortável cela de Rinji
Rinji fez muito sucesso na prisão...

Estando na prisão, Rinji aprendeu a ser uma barbie usar seus morcegos com muita perfeição, podendo ouvir conversas que se passavam a mais de 8000 metros de onde ele estava. Porém, apesar de ser um agente secreto infiltrado, ele não recebia nenhuma atenção especial, nem mesmo uma visitinha dos coleguinhas da sauna gay velhos amigos.

Rinji também começou a reparar nos prisioneiros, entre eles Gozo Gozu, um gigante que dominava com perfeição a técnica de plantar mandioca na terra, uma técnica muito útil para qualquer sadomasoquista ninja, pois poderia ter alimento em qualquer condição. Outro ninja que Rinji deu (e como deu) atenção foi Kigiri, um cara que sabia mais técnicas de fumaça que o Smoker e pelo menos se parecia um pouco com um ninja de verdade, pois só usa preto e usa uma máscara de gás (???) na cara.

Outro que chamou a atenção de Rinji pela fraqueza foi Kiho, que tinha várias Gatling Guns acopladas nas mãos, provavelmente porque ele já foi um atirador de elite. Também havia um sujeito meio estranho, chamado Nurari, que até hoje não se sabe se é homem ou mulher. Bom, talvez seja uma mistura dos dois. Depois de observar muito e muito eles, Rinji resolveu mandar um dossiê para Orochimaru, junto de um presentinho, para agradar o patrãozinho.

Foi aí que Orochimaru resolveu que era hora de jogar os fracos em um buraco sem fundo, e mandou Kabutops ir buscar Guren, uma mulher muito mais macho que os supostos ´´homens`` da série. Rinji ficou esperando a chegada de Guren calmamente, comendo uma banana.


História[editar]

Atenção!! Isso aqui é filler e não serve pra porra nenhuma!!

Cquote1.png Oi, gentii!! Cheguei!! Cquote2.png
Rinji

Após a chegada de Guren, Rinji já estava preparado para a guerra, pois ele já sabia que que Guren iria mandar cabeças rolarem. Como Rinji já estava preparado, ele já deu uma ´´ajudinha`` aos sujeitos que ele tinha observado, pois eles, com certeza, poderiam compôr uma excelente equipe (ou não).

Apesar de Guren estar no comando do time, por ser a mais macho no meio daqueles cinco homens, Rinji sempre dava uma de mandão pelas costas de Guren, apesar que na frente da chefe ele sempre se cagava inteiro. A missão que Rinji e os outros receberam de Orochijackson era de ir capturar o Bijuu de três caudas. Porém, no meio do caminho, Rinji e seus miguxos resolveram parar em uma típica residência acreana, que era um nada no meio do nada.

Rinji usando sua roupa de trabalho, pronto para caçar o bijuu

Após fazerem o Pit Stop, Rinji usou suas técnicas de Batimã e mandou vários morcegos se espalharem pela região, para agirem como uma espécie de GPS, monitorando todo mundo, inclusive as masturbações de Anônimo. Foi aí que Rinji percebeu que uma galerinha da pesada estava vindo aprontar altas confusões do barulho. Apesar do constante prerigo, Rinji resolveu fingir que não sabia de nada e não fez porra nenhuma a respeito.

Porém, Guren de idiota não tinha nada (ou sim) e já sabia da existência de intrusos, mais presisamente do Time 8, e mandou todo mundo aniquilar os pivetes. Após isso, Rinji usou seus morcegos para detectar a presença do inimigo, e foi pra luta. Após encontrar o Time 8, Rinji assumiu o papel de líder, e pensou que tava jogando War, perdendo mais de 8000 minutos só analisando os inimigos. Após isso, ele mandou Kigiri usar seus gases da feijoada de domingo para fazer uma fumaçada e ninguém conseguir enxergar porra nenhuma. Claro que, como ele tinha o sonar dos morcegos, ele sempre sabia onde os inimigos estavam, aplicando um especial de porrada neles.

Guren e Rinji mostrando que são adeptos da Reversal Russa

Porém, Zeca Pimenteira Jr. também tinha os inseptos o ajudando, e também sabia da localização dos inimigos. Percebendo que Shino já sabia onde ele estava, Rinji mostrou que era um verdadeiro bundão, e, mesmo estando em vantagem, mandou todo mundo usar o correr pra caralho para fugir de lá o mais rápido possível.

Depois disso, Rinji reaparece apenas para defender o santuário de Atena de cristal que havia sido criado por Guren para afastar a pivetada do bijuu de três cus. Porém, usando o Kishimoto no Jutsu, Naruto conseguiu quebrar o cristal, com a ajuda de dois sapos com cara de idiotas. Então, Rinji, apesar de ficar morrendo de medo de sair sangue de seu narizinho, foi a luta, pois se ele não conseguisse proteger o bijuu, ele com certeza tomaria um Falcon Punch de Guren.

Então, Rinji foi atrás da mais fraca (ou não) do Time, que era Hinata Hyuuga. Rinji achou que iria ser moleza, mas quando chegou perto, ele tomou um combo de mais de 8000 hits das Palmadas nos seios no Jutsu. Apesar disso, Rinji não se rendeu, mas do nada o bijuu começou a sair da tumba, e os morcegos de Rinji começaram a alertar que viria uma grande tsunami caso ele não saísse de lá. Rinji, então, decidiu usar o correr pra caralho de novo e fugiu da batalha.

Bãããã... Cérebros!!

Após a fuga, Rinji se encontrou com Kabuto Yakushi, que queria saber o que Rinji estava fazendo que ainda não tinha conseguido sequer vencer um pirralhozinho de Konoha, mesmo tendo as poderosas técnicas do Batimã, incluindo o lico de cair pinto. Rinji então resolveu se abrir de cu e alma, e explicar para Kabuto tudo que ele tinha passado naquele fim de mundo de prisão, servindo de bonequinha para os outros presos, tendo que brincar de dominó com dentes de rato, etc, e que a única coisa que ele queria era reconhecimento de Orochimaru e que ele ajudasse sua miguxa doente numa vila localizada na casa do caralho. Porém, Kabuto mostrou que tava andando e cagando para Rinji e, como agradecimento por todos os anos de serviços de Rinji, o premiou com uma maravilhosa viagem só de ida para o meio do inferno.

Depois disso, Kabuto mostrou que é necrófago e comeu toda a carne de Rinji, e deixou apenas a pele, a usando como disfarce (???) e foi conversar com Guren. O pior é que Guren realmente acreditou que aquele era o Rinji de verdade (???) e conversou normalmente com ele. Foi aí que Kaburinji mandou Guren dar um sumiço em Yukimaru. Como Guren se recusou a matar seu mais novo miguxo, Kabuto tirou a carcaça de Rinjin e revelou que ele era o Kabuto (nossa, eu nem desconfiava!!).

Após isso, Kabuto usou a carta ´´O Monstro que Renasce`` e trouxe de volta Rinji, agora mais de 8000 vezes mais forte (ou não). Na forma de zumbi, Rinji superou os poderes do próprio Batimã, e conseguia até quebrar o cristal indestrutível que todo mundo consegue destruir de Guren. Porém, Gurem não tava muito a fim de bater um papo com um cara que nem tem olho, e, como seus cristais não funcionavam contra Rinji, ela usou a mesma tática do Shiryu de Dragão: deu uma encoxada em Rinji e se cristalizou com ele, caindo em um buraco sem fundo. Guren acabou se salvando, mas Rinji não teve uma terceira oportunidade, até porque iria ser muito abuso de Jesus Negão.


Ver também[editar]