Rob Bourdon

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Michael Henry Mc Brain .jpg Rob Bourdon toca bateria

E é o ódio dos vizinhos!

Cquote1.png Bate forte o tambor, eu quero é tic tic tic tic taaa... Cquote2.png
Emblem-sound.svg.png Rob Bourdon
Robbourdon.jpg
Que gatinho...
Nome Robert Gregory House Bourdon
Origem Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Sexo link={{{3}}} Masculino
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Panela
Gênero Cu Metal
Influências Carrapicho
Nível de Habilidade Sei não, rapaiz
Aparência Feia viu? Muito feia...
Plásticas Nem resolvem
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Batucar nos surdos
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
O produtor do Linkin Park

Rob Bourdon é o baterista da banda de rap-new-pop metal (se é que alguém ainda considera metal hoje em dia...) Zelda no Parque. Ele é o único integrante da banda que realmente toca bem e não fica dançando no palco (até porque não tem como né? Rsrsrsrs) pra lá e pra cá como uma forma de camuflar sua incompetência musical. Ele faz parte do grupo seleto de bateristas com mais de 1,90 de altura junto com Stewart Copeland (The Police), Neil Peart (Rush), Danny Carey (Tool), Joey Jordison e Chad Smith (RHCP)

No Limpe o Parque[editar]

Rob é o cara responsável pelas batidas, dando o ritmo da música acelerando-a ou retardando-a conforme é pedido. Embora muitas vezes por causa do som de toque de celular Nokia de muitas músicas pareça que o Joe Hahn seja responsável por esse papel. O jeito de tocar do Rob é uma coisa meio Pixies, Nirvana: ele fica simplesmente batendo lata no começo da música e acelera no refrão, onde ele finalmente usa (e aí abusa) dos pratos. Isso é mais por culpa da banda mesmo, que ficava deixando o DJ Japinha fazer suas remixagens a lá Luciano do Youtube durante 80% da música e colocava Brad Delson pra tocar 5-6 notas de uma guitarra amplificada ao máximo no refrão, só pra que a banda fosse considerada "metal"

Ele usa bastante a bateria eletrônica, e em grande parte das músicas ele se apoia nos pedais de bateria e nos surdos/pads que criam um som metálico, distorcido e que chega a soar algo bem inconveniente, principalmente quando você está na primeira fila de um show com aqueles amplificadores da Marshall ligados no alto, ou quando você está com fones de ouvido no último volume. Isso se você não ficou surdo antes por causa de um grito desesperado de diarreia sanguinolenta do Chester, é claro.

Curiosidades[editar]

  • Ele é o membro mais perfeccionista da banda, e nunca erra suas partes (também batendo lata que nem um retardado como ele faz, até eu não erro)
  • Seu visual muda constantemente, mais sempre estabelece uma linha entre mendigo e Jesus
  • Antigamente ele tocava com um boné na cabeça pra esconder seu cabelo pichaim
  • Não tem artigo na Wikipédia inglesa sobre ele

Ver Também[editar]