Robert Mugabe

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ditaduramilitarbrasil.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg


Robert Mugabe é um glorioso político e ex-presidente do Zimbabwe (ie, ex-ditador do Zimbabwe). Líderou o país desde que nasceu, pois seus pais eram os reis de Zimbongodungobwe (antigo Zimbabwe) e morreram no hospital (não há hospitais no Zimbabwe) aonde houve o parto de Mugabe. Terroristas dos pais de Oogudougudoo, atual presidente de Moçambique (ie, ditador de Moçambique) executaram os pais de Mugabe. De maneira estranha os pais de Oogudougudoo morreram de forma similar, no hospital (não há hospitais em Moçambique) por terroristas.

Já no nascimento Mugabe parecia predestinado a assolar o Zimbabwe.

Biografia[editar]

Um grande aliado político.
As Aventuras de Mugabe. Um filme baseado na vida de Mugabe, mostra como ele consegue eliminar seus adversários.

Mugabe teve uma infância como qualquer outro garoto de Zimbabwe, os sentimentos de fome, sede e ódio eram coisas que ele sentia todos os dias. Em um por do sol ele teve uma inspiração para poder ter uma vida melhor, decidiu ignorar a fome para ser o único zimbabwano a estudar.

Depois de algum tempo, por ser o único cara que estudou no Zimbabwe, Mugabe se sente no direito de hoje mandar naquele país.

O único emprego que conseguiu depois de se formar foi o único disponível a qualquer zimbabwano, o de servir no exército.

Foi então que lutou na Guerrilha de Moçambique, uma das mais marcantes na história da África. Mugabe foi preso depois de explodir o parlamento democrático adversário, mas entregou sua vida para isso. Na prisão perpétua, Mugabe cavou com as unhas o chão de pedra, resistiu a fome e sede por que eram coisas que ele já estava acostumado a sentir e depois de 10 anos conseguiu fugir. Voltou a Rodésia como um herói e a população alienada o amava como líder.

O único cidadão votante nas eleições para presidente do Zimbabwe de 2008. O voto dele talvez tenha sido no candidato único Mugabe.
Uma cédula de votação no Zimbabwe.

Fundou então a União Nacional Africana do Zimbábue - Frente Patriótica (ZANU-PF, em inglês) e venceu as eleições para presidente depois de matar todos os adversários. Posteriormente venceu o exército inglês que estava distraído e instaurou a independência no país e trocou o nome para Zimbabwe, já que Rodésia não parecia nada africano.

Em 1980, ele foi designado primeiro ministro e Canaan Banana como o presidente. No primeiro dia de mandato, convocou uma Assembléia Constituínte formada por ele e alguns mortos. Com 1 voto a favor e vários outros em branco, a nova constituição foi considerada legal.

Ocorre que esse Canaan Banana de fato era um banana, porque durante seu governo ele foi conhecido por não fazer praticamente nada, deixando tudo para Mugabe resolver. Quando Mugabe ordenou o massacre de Matabeleland em 1983, ele nada fez para contornar o problema (quem cala consente, diz o ditado). De tão desconhecido, poucos lembram de seu nome quando procuram sobre a presidência do Zimbabwe.

Um dos grandes feitos de Mugabe foi a Reforma Agrária do Zimbabwe, aonde subdividiu as terras do país em que 98% da poção total ficou com o governo e o restante distribuido para as famílias cadastradas que totalizam seus primos, filhos e amigos de confiança.

Durante a época em que a União Soviética conquistou o mundo, Mugabe se aliou aos vermelhos e espalhou cartazes de propaganda dizendo "No Zimbabwe, o país é que ama VOCÊ!!", a propaganda não deu muito certo pelo simples detalhe de que ninguém sabe ler Mugabe foi re-eleito democraticamente até hoje 25 vezes, o que leva a acreditar que o povo ou é idiota, ou ama muito o Mugabe (idiotas). Outra tese diz que há um inciso na Constituição do Zimbabwe que diz: "É considerado cidadão zimbabwano, e passível de participações nas votações diretas democráticas para presidente do país, aqueles que sejam o presidente do país". Tudo sem contar que partidários da oposição de Mugabe sempre aparecem misteriosamente mortos no dia seguinte.

Uma das grandes ações de Mugabe a frente do executivo zimbabwano foi banir os professores de matemática do país, e essa matéria do currículo escolar. Não precisou banir os cursos como Economia e Ciências Contábeis do ensino superior porque não há universidades no Zimbabwe mesmo.

Dr. Robert Evil Mugabe.
"Ou vai! Ou racha" - Jargão do Mugabe.

Mugabe lida com maestria com os problemas de fome, AIDS e economia arrasada do país, pois construiu um coliseu na capital aonde todos podem assistir espetáculos de lutas até a morte enquanto pães são distribuídos gratuitamente.

Mugabe recebeu um título do governo brasileiro esses dias como sendo um dos homens mais corruptos da história da humanidade e exemplo para o Brasil, as várias negociações unilaterais de diamantes e escravos foram cruciais na entrega desse prêmio. O Brasil não deixou por menos e prestigiou o seu ídolo africano liberando milhões de reais em crédito a este grande humanista.[1]

Em 2017, sofreu um golpe de estado que o forçou a renunciar depois de 37 anos de muita opressão e ter feito seu país regredir na escala de desenvolvimento econômico e humano, sabendo que se não renunciasse teria dois finais: ou seria retirado do poder por um impeachment (como ocorreu com Dilma Rousseff e Park Geun-hye) ou então enfrentaria a multidão revoltada contra o seu governo desastroso nas ruas. Mugabe, então, escolheu a opção que lhe custaria menos.

Um tipo de notícia que não deve se desatualizar[editar]

Precedido por
Canaan Banana
RobertMugabe.jpg
Führer do Bandeira do Zimbabwe Zimbabwe

1987–até enquanto deixarem
Finalmente largou o osso em 2017
Sucedido por
Emmerson Mnangagwa

Referências