Roberta Close

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sexchange.gif IT'S A TRAP!!!

Este artigo pode levar-lhe para muitos lados da Força. Se você não está feliz com seu corpo ou já mandou cortar o pirulito, leia o artigo até o fim, caso contrário, cuidado com as armadilhas e não vandalize!

60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Roberta Close.
E ainda tem gente que nem desconfia...

Cquote1.png Você quis dizer: Ninel Conde Cquote2.png
Google sobre Roberta Close
Cquote1.png As aparências enganam! Cquote2.png
Papa Bento XVI sobre Roberta Close
Cquote1.png Voce Traiu o Movimento Macho Veio Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Roberta Close
Cquote1.png Simplesmente um luxo! Cquote2.png
Clóvis Bornay sobre Roberta Close
Cquote1.png Isso é uma bichoooona!! Cquote2.png
Severino sobre Roberta Close
Cquote1.png Senta na minha piroca! Cquote2.png
Roberta Close sobre você
Cquote1.png É uma cilada Bino! Cquote2.png
Pedro sobre Roberta Close
Cquote1.png Vixi já foi Pedro Cquote2.png
Bino sobre alerta acima
Cquote1.png Ela é uma diva!! Um exemplo de vida para mim! Cquote2.png
São Paulino sobre Roberta Close
Cquote1.png Eu gosto é de 3 desses!!!!!! Cquote2.png
Ronaldinho sobre Roberta Close
Cquote1.png Eu odeio essa plagiadooora!!!! Cquote2.png
Rogéria sobre Roberta Close
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Alexandre Frota sobre Roberta Close
Cquote1.png Pode ser perigoso,por causa do trabalho que pode ter em cima. Cquote2.png
Desenrugamento de pele sobre o assunto

Roberta Close na Revista Veja.

Cláudio Luiz Roberto da Silva Fonseca Peixoto, conhecido por Roberta Close, é um transexual brasileiro.

Um dos pioneiros no Brasil a cortar o pênis fora e trocar de nome na justiça.


História[editar]

Roberta Close - "A Dama de Paus" - em seu melhor ângulo. Ou não.

Em 1984, Cláudio Luiz, ou "A Dama de Paus", para os mais próximos, foi eleito(a) a bichona do carnaval.

Foi a partir desta época que sucederam-se inúmeras aparições na imprensa, pode-se dizer que o auge do sucesso aconteceu quando a revista Playboy estampou-a na capa da edição de Maio de 1984. Pela primeira vez na história da revista masculina, a principal atração não era uma belíssima mulher, mas um transsexual. A chamada da capa da revista era: "Incrível. As fotos revelam por que Roberta Close DÁ pra tanta gente". Entretanto, a moça não mostrou fotografias da sua "vagina" até porque, na época, não tinha uma.

Em 1989, na Inglaterra, fez uma cirugia de remoção biláustca. Logo após a intervenção começou sua luta pelo direito de trocar de nome. Em 1992, conseguiu na 8ª vara do Rio autorização para trocar de "documentos", mas foi negada em 1ª instância pelo Supremo Tribunal Federal em 1997. A defesa então entrou com outra ação, pedindo o reconhecimento de suas características físicas "femininas".

Roberta subornou nove especialistas médicos e os laudos mostraram que "ela" possuia aspectos hormonais femininos. A defesa também argumentou que Roberta não poderia viver psicologicamente bem com um nome que não desejasse e que era direito íntimo dela mudar de nome. Também mostrou cópias de casos de bichonas que conseguiram mudar de nome na justiça. Ao todo eram 37 casos, sendo que 15 eram da cidade de Campinas, 15 eram de São Paulo, e os outros 7 de torcedores do São Paulo.

Muitos famosos tiveram o privilégio de conhecer Roberta Close: Chuck Norris, Fernando Henrique Cardoso, Diogo Mainardi, Carlos Latuff, Luciana Gimenez, ...

O Pelé foi um dos que já provou, mas precisou do remedinho azul.

Veja o que ela (ou ele) viu[editar]

"Este esboço é uma Silmaril. Faça ele mais forte
antes que Morgoth o conquiste."