Rocinha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira rj.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.

Irracionais.jpg Essi artigu é faveladu!

Nem por isso tá involvida cum droga, putaria ou ladruagi!

Juvenal Antena pode estar sendo citado neste artigo.

60px-Bouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Rocinha.
Esta foto foi tirada depois que o morador perguntou que horas são para o policial.

Cquote1.png Em que bairro fica a Rocinha? Claro que eu sei! Fica em Santa Cruz Cquote2.png
Governador do Rio sobre Rocinha.
Cquote1.png It looks a nice place! Rocinha I'm coming to you! Cquote2.png
Turista estrangeiro sobre Rocinha
Cquote1.png Someone stole my wallet! Cquote2.png
Mesmo turista cinco segundos depois de entrar na Rocinha
Cquote1.png O Anticristo nascerá ali. Cquote2.png
Nostradamus sobre Rocinha
Cquote1.png Rapaz... se quer namorar minha filha diga primeiro onde mora. Cquote2.png
Seu sogro sobre onde você mora.
Cquote1.png Rocinha?! Chega aqui, vamos conversar... Cquote2.png
Seu sogro sobre conversar
Cquote1.png É a maior aldeia indígena do País. Cquote2.png
Carla Perez sobre Rocinha
Cquote1.png O lugar onde eu faço compras. Cquote2.png
Maria Alice Vergueiro sobre Rocinha
Cquote1.png Eu nem sei por quê vim morar aqui... Cquote2.png
Morador sobre Rocinha
Cquote1.png Na União Soviética, a Rocinha mora em VOCÊ!!. Cquote2.png
Reversal Russa sobre Rocinha
Cquote1.png Aqui o bagulho é doido. Cquote2.png
Traficante sobre Rocinha
Cquote1.png Pizzaria e CIA, fazemos entregas sim.. qual é o endereço? ROCINHAAA?! desculpe senhor é que no momento nós estamos sem entregadores, mas o senhor pode vim buscar?. Cquote2.png
Gerente de Pizzaria sobre fazer entregas na Rocinha

O governo do Rio, sempre muito preocupado com seu povo, já implantou na comunidade o saneamento básico

Rocinha é mais uma das milhares de favelas comunidades do Rio de Janeiro onde "a bala come". Localizada no bairro de São Conrado ela é também o maior esgoto á céu aberto bairro-favela da América Latina, ganhando muito prestígio por causa disso. Atualmente a favela é uma área famosa no Rio de Janeiro e atraí milhares de acéfalos turistas por mês.

História[editar]

Como todo morro carioca a Rocinha era uma grande área de mata imprópria para se morar nos anos onde tudo era tão simples e que do nada começou a ser habitada pelos trabalhadores de vários lugares do Rio. Nos anos seguintes mais trabalhadores foram chegando e ocupando a favela pouco a pouco, com o governo olhando de cara feia essa movimentação da pobretada, ainda mais perto dos prédios luxuosos de São Conrado. Quando o pessoal viu a Rocinha já tinha se tornado um lugar grande para cacete, o que proliferou ratos, baratas e nerds pragas em geral na região da comunidade. Na década de 90 a Rocinha teve a maioria de suas ruas asfaltadas (para que os bandidos não atolassem seus carros roubados na lama) e a criação da Associação de Moradores (para que o governo visse que a Rocinha era um lugar desorganizado).

Esse é um lugar bom pra se morar.

População[editar]

A população da Rocinha é bem variada: há nordestinos, orientais, sulistas, norte-americanos, paulistas e até fãs de Justin Bieber lá. Por algum motivo especial (pessoas têm tesão em irem para favelas) uma grande onda de pessoas começou a se mudar para a Rocinha fazendo a população alcançar cinquenta mil moradores em um pouco mais de trinta mil anos dez anos. A população da Rocinha se caracteriza por ser honesta, trabalhadora e, é claro, os manos que vendem as paradas para os outros manos ficarem doidão. A população idosa fica nas praças jogando conversa fora e jogando alguns jogos; a população adulta vai trabalhar ou fica na vadiagem observando a movimentação da polícia rua; a população jovem estuda (ou finge que estuda) e realiza atividades típicas de favela (jogar bola, baile funk, lan house orgias et cetera) e a criançada fica assistindo os DVDs da Galinha Pintadinha esperando seus pais voltarem da farra do trabalho.

Economia[editar]

A economia da Rocinha tem a participação de 0,00157% no PIB da cidade do Rio de Janeiro sendo uma das favelas mais importantes do estado. Eduardo Paes disse que os moradores são os mais trabalhadores do Rio e que por isso eles não receberão aumento receberam a "chave" da cidade.

Agropecuária[editar]

No alto da Rocinha há várias plantações de mandioca, feijão e espinafre para abastecer os mercados da comunidade, mas o que rende mais para os agricultores é o amendoim arroz plantado na área da Roupa Suja e Rua Dois. A pecuária é feita pelos cavalos que andam soltos pela rua e cagam em tudo. Muitas crianças se alimentam da bosta dos cavalos e por isso é considerado um alimento de "origem animal".

Indústria[editar]

A Rocinha tem cinco fábricas da produtora de papél higiênico "Nurego™" e várias outras fábricas do Guaraná Dolly que fazem muito sucesso entre os favelados moradores. Existem outras indústrias, porém elas não tem tanta importância como essas duas.

Comércio e serviços[editar]

A comunidade conta com 666 mercadinhos, 69 sex shops, 24 borracharias mecânicas, 3 bancos, 42 padarias e mais de oito mil bocas de fumo restaurantes, lanchonetes e afins.

Turismo[editar]

Devido a sua vista privilegiada e cultura favelada única a Rocinha movimenta um grande mercado turístico que está sempre crescendo. Os turistas gostam muito de visitar a área de mata e a região da Roupa Suja, pois nesses locais estão as coisas mais bonitas da comunidade (as cobras da mata e os manos "cria" da comunidade).

Prostituição [editar]

Inexistente.

Tráfico de drogas [editar]

Inexistente. (Segundo a UPP)

Educação[editar]

A Rocinha possuí diversas escolas públicas para dar educação gratuita aos seus moradores. Dessas escolas saem os futuros pedreiros e catadores de latinha profissionais de renome que terão grande influência na sociedade carioca. Um projeto para uma universidade na Rocinha já foi apresentado ao Governo Federal, só que a coisa não saiu do papél porque o tráfico não deixou faltou verbas para comprar um terreno e contratar professores.

Segurança[editar]

Considerada uma das comunidades mais seguras do Rio de Janeiro a Rocinha tem baixos índices de balas perdidas, homicídios e crimes em geral. Basta você visitar a área da Roupa Suja e Rua Dois de madrugada para saber do que estou falando.

A pacificação[editar]

Em novembro de 2011 a polícia prendeu o vendedor de balas Nem da Rocinha e logo em seguida ocupou a comunidade. Tempos depois a Rocinha ganhou uma UPP (pacificar o quê se é o lugar mais seguro do Rio?) o que resolveu os problemas de cachaceiros andando pela rua e as brigas de gato que deixavam os moradores com madrugadas sem dormir.

Mulheres[editar]

As maiores beldades do Rio de Janeiro vêm da Rocinha. Várias mulheres de lá foram chamadas por bordéis da Vila Mimosa agências de modelo e famosas grifes internacionais de roupas. Para namorar uma mulher da Rocinha basta dizer que você mora na Zona Sul do Rio e tem pais empresários que ela irá querer ficar contigo. Nota: 0,00171% das atrizes da Globo vieram da Rocinha.

Você pode não ver, mas a Rocinha está lá atrás.

Ver também[editar]