Rodeiro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Rodeiro é uma cidade chata pra cacete e que não sabe o que é asfalto localizada em Minas Gerais. A cidade é tão honrosa que a prefeitura se localiza em um banheiro público e a câmara dos deputados no banheiro ao lado. Se bem que não há provas de que exista banheiros públicos em Rodeiro, assim como a existência de pessoas por lá.

História[editar]

Desculpe, mas é a única imagem que se tem de Rodeiro, para ter uma ideia de quão pobre a prefeitura é.

Simples, direta: foi originada a partir de um povoado.

A prefeitura, se questionada (já que ninguém nunca perguntou coisas para a prefeitura, quem se importa mesmo?) na parte da história da cidade, não saberá explicar o motivo de pessoas terem largado a Europa ou algo assim para vir morar em um buraco como Rodeiro, em que as pessoas vivem de cara fechada e desejando ao máximo ir embora dali.

Seja como for, provavelmente seria um bando de presidiários bichinhas que se estabeleceram lá para fugir da lei, mais tarde isso deve ter aumentado a população por causa de desertores da Guerra do Paraguai que se esconderam nesse fim de mundo para poderem desertar em paz, eles não achavam que o Brasil ia perder a guerra do paraguai não é mesmo?

Enfim, por causa dessa mania de ficar se escondendo do mundo e por ser difícil de achar mesmo a cidade ficou com status de inexistente até que apareceu um idiota e fundou a cidade para ser prefeito. Apesar de tudo, o governo de Minas Gerais já disse que não vai gastar dinheiro fazendo uma rodovia estadual na região.

É óbvio que ia ser uma nova forma de torrar dinheiro.

Filhos Ilustres[editar]

A maior piada de Rodeiro.

Como não se tem porra nenhuma para falar da cidade, que é uma merda, convenhamos, é melhor morar no meio do Deserto do Saara do que morar em Rodeiro, temos que ficar falando dos filhos ilustres (ou nem tanto) do município que são duas sub-sub-sub-sub-sub-sub-sub-sub-celebridades. Quero saber qual é a merda do critério que esse pessoal usa?

  • Um modelo: O nome do modelo? Quem se importa. Para se ter uma ideia de até onde chegou essa babaquice do "filho ilustre" pegaram um modelo anônimo. Só existem modelos mulheres! Provavelmente esse aí tá em uma das suas edições da G-Magazine, sua bichona!
  • Zé Geraldo: Um compositor que tem uma estátua em uma cidade empoeirada e cheia de mato em volta. Apesar de tudo, ninguém nunca ouviu uma música dele.

Comércio Externo[editar]

A única ligação "com o mundo lá de fora" é a plantação de maconha que a cidade exporta. Com muito mato ao redor, é uma zona propícia para a plantação e o crescimento de ervas, o que faz a cidade ter dinheiro. Os mesmos não são usados já que a cidade não possui estudo e ninguém sabe contar. Eles usam o dinheiro para comer, pensando se tratar de uma troca de alimentos.

Ver também[editar]