Rompimento de barragem em Brumadinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg De novo? Cquote2.svg
Povo sobre o Rompimento de barragem em Brumadinho

O rompimento de barragem em Brumadinho, ou Marina 2.0, foi a prova definitiva de que a Vale está mesmo cagando e andando pras vidas humanas e pro ecossistema brasileiro e que, contanto que entre dinheiro no rabo dos chefes da Vale, podem morrer quantas pessoas forem necessárias. Fato ocorrido em janeiro de 2019, serviu também para comprovar que sempre é possível matar mais gente e destruir Minas Gerais mais ainda com um novo desastre ambiental causado por essa empresa e suas subsidiárias.

Diferente do rompimento de barragem em Mariana, causado por uma empresa chamada Samarco (que na verdade era a própria Vale usando máscara), o rompimento da barragem de Brumadinho foi causado pela própria Vale. E o pior é que matou muito mais gente do que em Mariana, como se estivesse tentando aparecer, quebrar algum tipo de recorde ou coisa parecida.

A barragem[editar]

As aventuras do engenheiro formado na federal.

Construída para receber literalmente todo tipo de merda que a Vale encontrava nas mineradoras, a barragem do Córrego do Feijão servia como um grande lixão de lama tóxica. Os engenheiros que construíram a barragem foram formados pela Wikipédia, assim como vários outros engenheiros contratados pela Vale, o que explica o motivo pelo qual tantos desastres ambientais envolvendo tal empresa acontecem.

Para economizar dinheiro, a barragem recebeu laudo positivo para que fosse construída inteiramente de merda solidificada (ou, no popular, de tolete duro). Engenheiros renomados formados pela UFMG também fizeram questão de que a sede e o refeitório da Vale ficassem imediatamente logo abaixo da barragem, de modo que um eventual desastre causasse o máximo de vítimas possíveis, para chamar bem a atenção. Sirenes de alerta também foram instaladas em pontos estratégicos para que fossem engolidas todas pela lama e nenhum alarme soasse no momento em que a barragem se rompesse. E tudo isso para simplesmente não cavar um buraco no chão.

Desastre[editar]

Segundo informações da Vale, a barragem se rompeu no dia 25 de janeiro de 2019 porque um grupo de Raiders saíram da Wasteland, atacaram o local a fim de saquear e não sabiam que aquilo era um lixão gigante, causando o rompimento da barragem e transformando a cidade de Brumadinho na própria Wasteland. O judeu dono da Vale gravou um vídeo pedindo desculpas, igualzinho o Tony Hayward, CEO da DP - Oil Company do South Park.

Consequências[editar]

E a vaca foi literalmente pro brejo dessa vez.

O que aconteceu foi pior que em Mariana, uma vez que mais de 100 pessoas morreram, o rio Paraopeba foi para o saco, todos os peixes dormiram um sono eterno, os índios choraram... E a Vale, como sempre, conseguiu se safar de toda essa palhaçada, uma vez que os funcionários que foram presos acabaram sendo soltos, indicando que a prisão ocorreu só para inglês ver[1].

A principal consequência desse desastre, todavia, não foram as vítimas da tragédia; afinal, 100 mineiros a mais ou a menos aparentemente não fazem falta para ninguém. A verdadeira principal consequência foi ver youtubers usando esse desastre para falar de política. Quem era de esquerda podia finalmente culpar privatizações pelo desastre, e quem era de direita podia, mais uma vez, culpar o governo Dilma pela merda feita. Que se foda o rio cheio de merda tóxica; o desastre deu munição para mais treta política na internet.

Reação internacional[editar]

Bada Bing Netanyahu, que já estava cansado de mandar seu exército para matar palestinos na faixa de Gaza, resolveu mostrar que seu namoro com Jair Bolsonaro era algo sério e enviou uma equipe de soldados sionistas para ajudar a localizar o lado nazista desaparecido de Bolsonaro, que aparentemente foi levado pela lama. Pelo menos fez algo melhor que os outros líderes mundiais, que só ficaram falando o quanto estavam tristes com a situação, ao invés de ajudar. Os israelenses, que não tinham a menor experiência com isso, foram pra lá apenas para fazer número, sem ajudar em grandes coisas.

Investigações[editar]

E mais uma vez, tudo terminou em feijoada, com a justiça falando que ninguém tem culpa de nada, que todo mundo "já está por aqui com isso", e que a barragem se rompeu porque Deus quis, ou por causa dos Raiders da Wasteland.

Referências