Rosa Choque

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Dalto.jpg
Este artigo é coisa de artista de um hit só!

Se você conhece outra música desse artista, você deve ser um fã muito doente ou alguém da família dele. Se você vandalizar, vai começar o Rebolation tion.

Conheça outros esquecidos aqui.


Dart01.png Este artigo pode te levar para o lado rosa da Força!

E já viajou num Fucker 100.

Não o leia, exceto se você for macho, mulher ou está pintando as unhas de glitter.

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Rosa & Rosinha versão rapper Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Rosa Choque

Melhor banda dos anos 1990 depois dos Mamonas Assassinas.

A banda Rosa Choque (sim, tinha nome daquela cor que ninguém sabe se é rosa, vermelho ou sei lá o que) é a única banda da história do rap e do pagode que representa o movimento LGBTSRETZHDBAKFDENSODMAUIDSHAGCBAI+-¹²³1/2§ºª£¢¬°? sei lá das contas, e a única que não tinha medo de falar a verdade: TU É GAY, TU É GAY QUE EU SEI!

História[editar]

Cinco machos virgens que por algum motivo tinham medo de sair do armário começaram a relatar suas experiências de relação sexual duvidosa, e assim eles decidiram fazer vários pagodes incríveis, que ninguém fez questão nenhuma de dar atenção a toda essa viadagem, mas misteriosamente um dia decidiram fazer algo muito além, um rap, sobre um amigo deles de infância, o Marcelinho. Assim nasceu o "Rap do Marcelhinho", também conhecido como "Tu é Gay que Eu Sei". Com esse único e mísero sucesso se tornaram uma das bandas mais cantadas nos anos 1990, em especial pra todos os amigos Marcelos que houvessem na vizinhança ou no colégio, pra desespero eterno destes (que com certeza depois acabariam enfim se assumindo...).

Cantem comigo[editar]

É a bicha é a bicha
É a bicha é a bicha
Ta legal ta legal

Libera Marcelinho não tente esconder
O que todo mundo sabe o que todo mundo vê

Que tu é gay
Tu é gay que eu sei (bis)

Liberta a fantasia não viva disfarçado
Assuma a cada dia vem jogar do nosso lado
É ruim ser minoria viver discriminado
Tem que ser muito macho
Pra mostrar que do babado

Que tu é gay... (bis)

Falam do Marcelo coisa bem profunda
Casou pra disfarçar
Só pra descansar a bunda
Solta essa franga Marcelo
Solta essa bicha menino
Que bom ser do babado
Ser bicha é divino
Sambando, ai que lindo
Rebola como adé
Parece um bailarino
Parece uma mulher

Que tu é gay... (bis)

(É hoje que eu tomo processo por homofobia!)