☭ Fração do Exército Vermelho ☭

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Rote Armee Fraktion)
Ir para: navegação, pesquisa
CUIDADO!!! CONTEÚDO EXPLOSIVO!

Esta página contém elementos bélicos, químicos, atômicos ou bombásticos,
podendo causar um grande estrago no computador (e na mente) do leitor.
Bombaatomica.gif
MarioStalin.jpg Atenção, kamarada!

Este artigo é comunista, portanto, come criancinhas. Ele pode ser
marxista, leninista, stalinista, metido a Che Quer Vara ou oportunista.
Se vandalizar a marcha revolucionária, a China entrará no meio.

BIBA LA REVOLUCIÓN!!!


Facção do Exército Vermelho
Raf.jpg
Logotipo da RAF feito por um artista desciclopediano altamente treinado no paint
Líder Andreas Baader
Fundador Mao Tsé-Tung
Ideologia Rebeldia sem causa
Espectro
político
Extrema-extrema-
extrema-extrema
-extrema-extrema
-extrema-extrema
-extrema-extrema
-extrema-esquerda
Membros notáveis Andreas Baader
Gudrun Ensslin
Ulrike Meinhof
Diego Alemão
Horst Mahler
Afiliação PCR
Site Eles bombardearam o servidor alemão

Cquote1.png Meus garotos! Cquote2.png
Carlos Marighella sobre RAF

Rote Armee Fraktion (babelfish: Fração do Exército Vermelho em referência às habilidades matemáticas do grupo, também conhecida como Grupo de Baderneiros Baader-Meinhof foi um bando de vagabundos subversivos herois da classe trabalhadora aborrecentes rebeldes que tocou o terror na Alemanha Ocidental nos anos 70, metendo a pica do comunismo pela segunda vez num país que já tinha sido fudido o bastante pelos soviéticos e agora tinha que aturar esses vermelhos malditos de novo fazendo terrorismo e explodindo a porra toda. Enfim, basicamente eram tudo que o MR-8 e o PCdoB quiseram ser e não conseguiram.

História[editar]

Na imagem vemos um burguês safado caindo em mais um trote da Fração do Exército Vermelho. As balas encontradas no corpo dele semanas depois eram de brincadeirinha também.

A RAF surgiu no final dos anos 60, uma geração de alemães que foi a primeira a ter crescido depois da Segunda Guerra Mundial e agora devido às cagadas dos pais tinha que viver num país sem mais moral nenhuma internacionalmente, dividido igual pizza entre duas superpotências que só usavam a Alemanha pra medir forças entre si e quem morasse lá que ia pra merda.

As principais vítimas da RAF eram ex-nazistas que depois de se livrarem da farda da SS (se bem que alguns a guardaram pro sadomasoquismo, mas enfim...) tinham virado funcionários públicos da Alemanha Ocidental achando que assim a vida deles ia ser mansa (com certeza aprenderam com o Brasil). E era aí que esses mininus lindus da RAF entravam pra acabar com a festa dos nazi em ações na forma de pegadinhas, essas feitas com biribinhas atômicas, fuzis de paintball e balas de festim extremamente realistas, causando prejuízo de milhões de mangos aos cofres públicos alemães e as vítimas, que achavam tanta graça nas pegadinhas que morriam de rir. O grupo seguia com afinco as filosofias dos teóricos Karl Marx, Lênin e Ivo Holanda.

O grupo teve três gerações diferentes o que explica os seus trinta anos de insistência, a mais famosa foi justamente a primeira, que teve seu fim após os porcos capitalistas filhos da puta alemães perderem a paciência com as gracinhas da RAF e assim eles se suicidaram com 30 tiros nas costas na prisão de Stammhellmans em 1977.

Principais integrantes[editar]

Pensando bem, essa tal de RAF nem é tão ruim assim. Acho que estou sendo persuadido...
  • Andreas Baader - O cara que fundou a porra toda, líder, principal teórico anticapitalista e galã oficial do grupo, nunca concluiu uma faculdade, mas foi um dia num sarau da UFA (Universidade Federal Alemã) pra bater um rango de graça e lá conheceu Gudrun Ensslin por quem se apaixonou. Preso em 1970 por tacar fogo num supermercado que não vendia tortinha de merengue que ele tanto amava, foi libertado em uma ação mirabolante da jornalista Ulrike Meinhof que marcou uma entrevista com ele e fugiu com o assunto. Os comunistas de hoje em dia da Alemanha são todos filhos dele que engravidava as jovens alemãs só de olhar.
  • Ulrike Meinhof - A jornalista referida acima, comparado com Baader e a mina dele não fazia nada importante além de cozinhar e lavar cueca pros preguiçosos do grupo mas devido a ser uma (sub)celebridade que largou a vida mansa pra virar jogadora de CS da vida real, era uma das membras mais famosas e a que distribuía os autógrafos do grupo.
  • Gudrun Ensslin - Referência intelectual da RAF também conhecida como Barbie Marxista-Leninista, era uma dessas professoras hippie que você encontra em cursos de humanas e enfeitiçou o coitado do Baader fazendo ele virar comunista comedor de criancinha. Tinha inveja de Ulrike por esta levar a fama sendo que quem fazia o trabalho pesado era ela.
  • Holger Meins - Um coitado que foi preso junto com Baader enquanto os dois iam numa garagem buscar umas biribinhas atômicas, entrou em greve de fome pra protestar as condições de sua cela que ainda não tinha um Atari 2600 só pra ele, porém acabou falecendo devido ao carcereiro não perceber que ele não estava mesmo falando sério.
  • Jan-Carl Raspe - O austríaco do grupo, foi um azarão que chegou depois e acabou virando um dos principais membros apesar de ser só o motorista insano e rostinho bonito da organização. Morreu suicidado na cadeia com um tiro, por incrível que pareça sem nenhum resquício de pólvora em mãos, com a alegação oficial do governo alemão-ocidental de que ele teria usado poderes mágicos.


Mariguelladead.jpg
Uma torta para Jaiminho.JPG