Roupa social

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Dani daniels anikka albrite and karlie montana.jpg Este artigo é queeeente!

Se quiser editar este artigo, entre numa geladeira, ligue o ar condicionado no máximo e beba uma coca-cola gelada. E não lute contra Cure Sunny!


Cquote1.png Essa merda é muito quente! AAAAAA Cquote2.png
Você sobre roupa social
Cquote1.png E você tá muito escroto! MWAHAHAHAHAHA! Cquote2.png
Seu irmão mais novo tirando uma com a sua cara
Cquote1.png Tá bonitão em queridinho?! Cquote2.png
Sua mãe se utilizando de diminutivos e aumentativos pra te humilhar
Cquote1.png Quen nada! Cê tá é escroto! MWAHAHAHAHAHA! Cquote2.png
Seu irmão te pentelhando de novo
Cquote1.png Eu te achei muito sexy! Cquote2.png
Sua namorada sobre roupa social
Cquote1.png Sexy é o meu pau de óculos! Você tá é ridiculo! MWAHAHAHAHAHA! Cquote2.png
Seu irmão continuando a te pentelhar

Roupa social é aquela bosta cavalenta que você é obrigado a usar em ocasiões especiais e em certas datas comemorativas como o dia do Didi Mocó que fazem você suar mais que suvaco de aleijado, além de serem demodè, caracterizando-as como roupas de velhos e de empresários figurões que não aprenderam que se pode usar ao menos uma camisa pólo no escritório que tem o mesmo efeito! Além do mais é muito melhor um funcionário cheirando a candida da roupa limpa do que um funcionário cheirando a suvaco de pedreiro logo pela manhã.

História[editar]

O rapaz já é preto! Ainda vai me querer usar terno? ¬¬

Dizem que a roupa social foi criada nos primórdios tempos da távola redonda, quando ainda não existia marcenaria, logo ela era quadrada mesmo. A invenção é dos ingleses da Inglaterra que naquela época habitavam terras britânicas e hoje em dia também, criando o terno. Todos pensam que o terno é aquele paletó pesado pra caralea, mas não é não! O terno é o conjunto de três peças de roupa agora o mundo faz sentido pra mim que é o paletó, o baguio pesado pra caralho; a calça social, uma calça que esquenta mais que aranha de puta e outrora pra completar a palhaçada se usava também um colete que só servia pra te fazer morrer de calor e pdei arrego, ou como se diz no mundo do MMA, água. Bem auspicioso não?

Outra roupa social bastante requintada que todo bom empresário usa por debaixo do seu smoking é um cinto de castidade que foi inventado na Idade Média, porque os cavaleiros que iam para as Cruzadas não queriam receber um par de chifres das suas honradas esposas enquanto estivessem matando homens árabes, estuprando mulheres árabes e escravizando crianças árabes, em nome de Deus, do Amor e da Piedade.

Ocasiões para utilizar roupa social[editar]

  • Em um velório: Você na verdade não precisaria usar roupa social em um velório, por que quem devia usar a roupa social mesmo já tá tão empacotado que já até enfiaram um algodão no nariz do presunto pra não estragar o vácuo da embalagem, pra falar a verdade você só usa roupa social em velório por que o padre quer te sacanear enquanto ele usa aquela batina arejada os infelizes dos convidados tem que se matar por uma posição próxima ao ventilador que o padre fez questão de deixar na velocidade um só pra sacanear denovo.
  • Em um casamento: Se você for a um casamento na Igreja os caras ainda podem te dar uma colher de chá de se casar em uma igreja grande com aquelas janelas com aqueles vidros caprichados made in Taubaté. Agora se for no civil meu jovem, se prepare para um replay do velório mais aumentado umas 24 saunas gays de temperatura.
  • Em uma reunião de negócios: Esta reunião pode ser para qualquer fim. Pode ser uma reunião entre acionistas, para uma entrevista de emprego, ou mesmo para a televisão, pode também ser uma partida de truco entre CEO's onde ralé como você não entra! Só os magnatas e o James Bond. O importante é que se você estiver de social e for querer tirar o terno, vai ficar uma rodela de pizza do tamanho de um urso australiano do circo da Republica Federativa do Congo debaixo de sua suvaqueira, fedendo mais que muro de casa por onde passou micareta.
  • Em uma escola: em uma escola, se você for aluno e estiver de roupa social, vão te bater até você ficar suado ou sujar o seu Terninho de marinheiro terno de sangue... O seu próprio sangue!
  • Em uma selva da Amazônia: Camarada! Na selva tem árvores, tem folhas, tem a puta que pariu de coisas que podem fazer sombra. Pra que ir a um velório, ou um casamento, ou uma reunião de negócios, ou pra escola de roupa social quando você pode ir pro meio do mato! E lá ainda tem água natural cheia de bosta de peixe pra você se refrescar!

Veja também[editar]