Ruínas de Khar Balgas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ezde ardigo é Durco!
15716.jpg
Bandeira do Império Otomano (1299–1923).png

Ele come kebab, louva Atatürk e jura que é europeu.
Não confunda com um árabe e muito menos com um grego
.

Lembre-se, o Genocidio Armênio nunca aconteceu!
Mongol warrior.jpg
Khan Khan Khan Khan!!! Este artigo é da Mongólia!!!

Ele mora em um Yurta, é pobre, vive no meio do nada, escreve com
alfabeto cirílico e nunca quer ser confundido com chineses!!!

Se você traiu Genghis Khan, CAIA FORA DAQUI!!!

Mongolia.jpg

As Ruínas de Khar Balgas, conhecidas também como Kara Balga, Khara Balgan, Karabaga, Kharabalghasun ou coisa parecida, são os pedaços que sobraram da grande cidade de Ordu Balik, que era conhecida também como Ordu Baliq, Ordu Baluk, Ordu Balig ou coisa parecida. As ruínas ficam na Mongólia mas o povo responsável pela construção era meio turco.

História[editar]

As muretas da cidade de Ordu Balik

Khar Balgas significa Pedras Quebradas, no idioma uigure. Este nome foi dado pelos uigures rebeldes para os destroços de sua cidade, Ordu Balik. Esta cidade era a capital do Império Uigure (que não receberá um link porque ninguém fará um artigo sobre tal império), que era uma turma meio turco-mongolóide.

O império foi devastado pelas tropas de Genghis Khan e foi reduzido a uma pilha de pedras. É um patrimônio cultural da humanidade devido à sua importância para o povo uigure, povo sem uma nação, mas ao menos possuem um patrimônio.

As ruínas[editar]

Depois da destruição de Genghis Khan sobre a pequena capital do Império Uigure, as ruínas da cidade passaram a ser apenas um ponto turístico para os ermitões. A cidade era cercada por um pequeno muro que hoje está quase intacto. O exército de Genghis, ao invés de perder o precioso tempo destruindo este muro de meio metro, preferiu pular o muro e destruir apenas a cidade. Assim, o tempo foi passando e o muro ficou de pé e a cidade virou história.

As ruínas da cidade de Ordu Balik foram tombadas pelo patrimônio histórico e passaram a ser parte integrante da Paisagem Cultural do Vale de Orkhon. Nada mudou na vida dos mongóis e dos uigures.

Ver também[editar]

Veja o Artigo Principal[editar]