Rubéola

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Asclepius.png A Desciclopédia não é um consultório de medicuzinho.
Por isso, tome vergonha e vá procurar um para fazer seu check-up.
Para combater o vírus da rubéola, procure o antivírus mais próximo!


A Rubéola é o nome de uma doença infecciosa, causada por um vírus primo da catapora, logo da família das pintinhas sacaneas. Sua transmissão ocorre por vias aéreas, o que quer dizer que só pode ser transmitida através de secreções respiratórias, como o espirro, a baba, o cuspe, o peido e outras nojeiras afins. Portanto, se você estava pensando que nunca se infectaria com a rubéola por não freqüentar aeroportos ou shows da esquadrilha da fumaça, pode tirar o cavalinho da chuva.

Transmissão[editar]

A transmissão só pode ocorrer de ser humano para ser humano, porque somos os únicos hospedeiros dessa praga, que, de perua que é, não aceita se estabelecer em outras hospedarias, menos limpas, como no corpo de um vira-latas por exemplo. Como já dito, a transmissão ocorre por vias aéreas, ou seja, através do contato de um ser humano com porcarias expelidas por, em tese, outro ser humano.

O risco de contaminação é maior quando a criatura pessoa transmissora já se encontra recoberta de bolinhas avermelhadas. Felizmente, porém, a doença só pode ocorrer uma vez durante a vida de uma pessoa, pois os anticorpos, guarda-costas do nosso corpo, tratam de barrar a rubéola já na porta, conhecedores do vírus arruaceiro.

Sintomas[editar]

Os sintomas mais comuns da rubéola são a aparição das famigeradas manchas vermelhas pelo corpo. Mas se você for branco pra cacete e tiver tomado sol pra cacete, parecendo um camarão, pode identificar a doença prestando atenção em outros sintomas, como a disseminação do vírus através da corrente sanguínea; basta cortar o braço, pegar uma lupa e ficar de olho nos glóbulos vermelhos e nos brancos, caso apareça um corpo estranho, deve ser esse aí mesmo o vírus transmissor da rubéola (ou a Dercy Gonçalves, o vírus da imortalidade).

A rubéola também pode ser transmitida hereditariamente. Portanto, se não quer que bebezinhos também sofram dessa doença tão-logo venham ao mundo, trate de fazer voto de castidade para a vida toda, mudando-se para o Tibet como monge -mas, caso isso não o agrade, não se preocupe: ainda existe a alternativa de se castrar, muito menos custosa e, convenhamos, mais limpa do que se mudar para o continente asiático (onde neguinho é tão porco que caga no próprio rio onde lava a própria roupa mais adiante). Se nenhuma dessas opções for, ainda, viável, resta recorrer ao posto de vacinação mais próximo, onde terá que enfrentar um dos maiores, mais temíveis, mais terríveis horrores dos cagões seres humanos em todos os tempos: o medo de agulha.São comuns

Prevenção[editar]

  • Se observar a chegada de alguém que pareça doente, não fique por perto.
  • Não absorva cuspes nem fique na frente de gente espirrando. Pode se dar mal.
  • Evite consumir fezes humanas. Se for um hábito inveterado, opte por comer chocolates. Muita gente acha mais aprazível.
  • Se uma dieta a base de esperma é a sua praia, é bom inventar outra. Além de correr o risco de rubéola, ainda pode pegar uma DST.
  • Quando sentir cheiro de peido muito fedido, saia fora. Ou faça uma máscara com a blusa, para evitar que o vírus (e o cheiro) penetre nas suas vias nasais.
  • Tome um remédio contra resfriado. É uma medida prática, já que pode evitar que você contraia uma gripe caso não seja rubéola.
  • Se não funcionar, tome uma vacina contra a rubéola.
  • Se o período de vacinação contra a rubéola tiver terminado, não se preocupe: felizmente você pode fazer sua própria vacina! Capture um doente, extraia o vírus dele e depois o esfaqueie (o vírus, veja lá!). Injete o vírus morto na corrente sanguínea. Pronto, você está imunizado.

Mas, caso você JÁ tenha contraído a RUBÉOLA...

  • Pinte o corpo. A cor pode ser da sua preferência, desde que a pintura seja uniforme (lê-se "de uma cor apenas", imbecil caro ignorante). O vírus, frustrado, irá procurar outrem para pintar com manchas vermelhas.
  • Procure o doutor Charles Xavier e faça parte dos X-Men.