Rublo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Rublo é o dinheirinho da Mãe Rússia cujo símbolo é o Р, o que demonstra que os ocidentais são burros e traduziram o nome errado, que pelo visto deveria ser Publo então. A única função desta moeda é servir para corroborar a teoria de que a União Soviética nunca colapsou, pois a moeda continua lá com o brasão da águia comunista nas moedas, o idioma comunista nas frases e figuras comunistas nas ilustrações das cédulas, tudo parte de uma grande conspiração da KGB de dominação mundial do pensamento soviético.

História[editar]

Cédula de rublo sendo utilizada para o que melhor serve, de fósforo para acender algum cigarro.

O rublo é uma das moedas mais antigas do mundo ainda em atividade, inventada por Vlad, o Empalador, o rublo surgiu junto com a invenção da máquina de cortar aço, pois antigamente a moeda no leste europeu era um mero pedaço de cano de aço qualquer que era cortado e oferecido como garantia de alguma coisa que jamais seria paga, pois foi na Rússia que o cheque sem fundo foi inventado, e no idioma russo pedaço quer dizer grívnia (гривня), que acabou se tornando a moeda da Ucrânia. Como todos russos desprezam a pobreza ucraniana e por várias vezes na história tentaram ajudar seus vizinhos anexando-os, os russos fizeram o rublo (que quer dizer "inteiro"), cujo única regra econômica era sempre ser mais valorizado que a moedinha ucraniana.

O rublo por diversas vezes teve seu lastro diretamente atrelado ao valor de metais encontrados na natureza, já foi atrelado ao prata, as vezes ao ouro, as vezes à platina e muitas vezes ao latão, sempre dependendo da situação econômica, tanto que em 1897 o rublo era equivalente a 0,774235 gramas de ouro, com tantas casas decimais porque o máximo que um russo comum das ruas de Moscou que passa o dia se embriagando com vodka poderia conseguir de ouro, em média, era de 0,00000001 gramas, portanto o valor do rublo sempre teve que ter essa cotação bem detalhada.

Foi em 1919 que lançaram as primeiras cédulas do rublo, porque após a Revolução de 1917, um bando de camponeses pederastas comedores de criancinha que tomaram o poder enriqueceram ilicitamente de modo abrupto, e as moedas já não eram o bastante para esbanjarem na compra de caviar, portanto surgiam os primeiros papéis de rublo.

Após quase um século inteiro do governo soviético jogando rublos na privada e dando descarga, pois era essa a doutrina adotada, para que a moeda não perdesse o valor, foi criada a Perestroika, que foi o segundo álbum de estúdio do artista comediante Mikhail Gorbachev, lançado em 1987. O álbum prometeu reformar a indústria da música soviética e ressuscitar o rublo, mas a única alternativa para que o rublo não fosse extinto ao se tornar menos valorizado que a rúpia tuvaluana, foi vender p Quirguistão, o Cazaquistão, a Ucrânia e mais uma dúzia de países sem importância além de algumas bombas atômicas, e então o rublo pode continuar como moeda da Federação Russa.

Mesmo assim o rublo não teve vida fácil, pois precisou enfrentar a Crise financeira na Rússia em 1998 porque após meia década valendo uma latinha de feijão, ninguém sabia direito como funcionava esse capitalismo para medir o câmbio.

Valor[editar]

Normalmente o rublo é atrelado ao valor de uma latinha de Coca-Cola amassada e condensada até o tamanho de uma moeda de prata de tolo, todavia, como a Rússia tem o poder da barganha denominada de ‘Eu tenho bombas atômicas e o monopólio do gás natural que serve a Europa’ todas as bolsas de valores do mundo dão um valor surreal e incondizente ao rublo.

O 1 rublo é dividido em 100 kopeks, os centavos tem esse nome porque em russo kopek significa "lança", e na moedinha de 1 centavo ela é tão pequena que parece que há uma lança ali desenhada.

Há moedas de 10 rublos, estas são chamadas de chervonets, porque são capazes de comprar aqueles carros Chevrolets, já que o Lada usado pode ser comprado por 3 rublos.