São Brás do Suaçuí

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

São Brás do Suaçuí é uma cidadela de uma região de Minas Gerais tão conturbada que faz com que os habitantes pensem que já nasceram no inferno. Além disso, a cidade é conhecida pela sua "música" que consiste em batuques desordenados em panelas de pressão e dos nomes das bandas que lembram muito o efeito da pobreza no Brasil.

Se bem que, a cidade em si é uma das únicas que tem um estilo próprio na música.

História[editar]

WE ARE WATCHING YOU!

Na época dos bandeirantes, era muito comum fazer vila no meio do nada para auxiliar nas viagens e saquear viajantes desavisados que tivessem o azar de pôr os pés em uma vilazinha de nada.

Os bandeirantes fizeram uma vila no alto de uma montanha e ainda trouxeram um padre, como era de costume para fundar uma igreja que serviria de churrascaria nos sábados às tardes. A cidade teve uns 50 anos de paz, só curtindo churrascos e dentre avistamentos de extraterrestres. Porém, foi lá que surgiu a lenda do homem do pênis de garrafa.

Lendas[editar]

A lenda conta que naquela mesma região, em uma vila chamada São Brás do Suaçuí, em que um homem que não queria ter filhos precisava de um substituto da camisinha. Como esse tipo de produto não chegava a ser transportado para São Brás do Suaçuí, ele improvisou com uma garrafa de cerveja.

Colocando ela lá naquele lugar, ele partia para a ação com alguma mulher paga que faz aquilo por não ter opção. Porém, ela achou que o homem era uma aberração.

Em poucas semanas, a história teria se espalhado por toda a vila e ninguém mai queria chegar perto dele que estava desesperado. Ele berrava pelas luas, enlouquecido, talvez pela falta de circulação naquele lugar, pedindo para dar uma puxadinha (ui!).

Reza a lenda que até hoje, ele anda pela vila, pedindo para viajantes pegarem em sua garrafa.

OBSERVAÇÃO : Pergunte a quem já passou por lá, a cidade tem mais quebra-molas do que habitantes.

Emancipação[editar]

Ninguém queria que uma cidade como aquela surgisse no meio do mapa. Já tinha outras trocentas. Os moradores de São Brás do Suaçuí conseguiram arranjar uma boa maneira de fazer com que deixassem aquilo virar um município e abrissem logo as pernas (hmmmmm). Contaram a história do homem com o pênis de garrafa, e implorando para que parassem a história e nunca a divulgassem, deixaram a cidade surgir.

Mas ela está sendo divulgada agora... Bem, amanhã talvez a cidade não exista mais. MWAHAHAHAHAHA!