São Lourenço (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Carroca1.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Cquote1.png Você quis dizer: Asilo Cquote2.png
Google sobre São Lourenço (Minas Gerais)

Cquote1.png Que? Cquote2.png
Saci Pererê sobre São Lourenço
Cquote1.png É bão dimais sô! Cquote2.png
Caipira sobre São Lourenço
Cquote1.png Xidadihhh Muituhhh Pikenahhh Cquote2.png
Emo sobre São Lourenço
Cquote1.png Mas que merda de cidade! Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre São Lourenço
Cquote1.png Cidade com muitos Lourenços, olha só o nome! Cquote2.png
Carla Perez sobre São Lourenço
Cquote1.png RONALDO! Cquote2.png
Zina sobre São Lourenço
Cquote1.png Vai pra puta que pariu, seus bando de filhos da puta! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre São Lourenço
Cquote1.png Para com essa viadagem aí porra! Cquote2.png
Ratinho sobre São Lourenço
Cquote1.png Poe na tela Percival. Cquote2.png
Marcelo Rezende sobre São Lourenço
Cquote1.png Miau! Cquote2.png
Algum gato sem rabo sobre São Lourenço

São Lourenço é uma roça uma cidade habitada por velhos aposentados da Segunda Guerra Mundial e uma legião de cidadãos retrógrados. Sua população é composta de cavalos criados por manos que escutam funk nos bairros da Vila Carneiro, Vila dos Cabritos, Vila dos Bodes, Cantão, Cantinho, Santo Cruzeiro e Santo Flamengo, escravos funcionários de hotéis e famílias de homens das cavernas, que por milênios, batalham para que as pedras, símbolo máximo de adoração da cidade, não sejam retiradas para o asfaltamento das ruas. Esses nativos acreditam que se as ruas forem asfaltadas e as pedras retiradas, o deus da água mineral, Carlinhos Brown, jogará uma maldição e o Parque das Águas morrerá.

População[editar]

Além dos cerca de 50 mil infelizes habitantes, deve haver uns 15 mendigos comandados pelo padroeiro Baianinho nos arredores do Mercado Municipal que baixam na Estação pra pedir uns centavos pra tomar uma birita no boteco pé sujo mais próximo. Alem das 150 pessoas que vivem no Cafundo/Barreiro que não contam, e esses não contam. Também tem uns 3 mil pessoas que vivem no Solar que é o ponto das orgias dos São Lourençianos. Tem os 2 mil que moram Porta do Céu que dizem que o nome já diz tudo sobre o bairro. Tem o 2 mil que moram no Vale dos Pinheiro porque só quem pode mora la é rico.

Pontos Turísticos[editar]

  • Bebedouro perto da ponte da Estação, projetado pelo Niemeyer
  • Ponte da Estação, feita para que somente duas carroças pudessem atravessá-la ao mesmo tempo.
  • Restaurante Popular do Nega Véia
  • Parque das Águas que passarinho não bebe
  • As ruas calçadas, sagradas por quebrar os carros dos moradores e dos bacanas que vêm de fora
  • Ericas Bar
  • Rei do Pernil (churrasquinho de cão e gato servimos na hora)
  • Keromais
  • Triangulo do Calçadão
  • Bar do Chinês (pastel de flango né?)
  • Kikão Lanches (conhecido pelo lanche Funkeiro nutritivo e saboroso)

Cultura[editar]

Na cidade não existe cultura. Sua população só ouve breganejo sertanejo, funk ou Lady GaGa. Ou seja, cultura = nada.

A maior cultura da cidade pode ser vista na Festa de Agosto, no dia em que a cidade faz aniversário. Costumam se servir de churrasquinhos de cão e gato muito deliciosos que alimentam os famintos mortos de fome roceiros que moram na cidade, e os turistas pobres e feios do Rio de Janeiro que vem em excursão vindos da Rocinha se alimentar na festa da cidade.
Cantor admirado na cidade

Educação[editar]

  • O Colégio das Irmãs. De lá os alunos saem com 18 anos e vão para a casa, Casa das Primas.
  • Humberto Xanche (só pra os alunos que pagam mensalidades)
  • Poli Valente, só para os V1D4 L0K4. (entra careta, sai traficante)
  • Estadual ("Tudo junto e misturado" )
  • Leisinho (pros piralhos riquinhos)
  • Leisão pros que vivem de bolsa.
  • Faculdade Santa Merda (o nome já diz a fama que tem)
  • Angro (Você quis dizer: Anglo "traduzido com Google Tradutor")
  • Escondidinho (os maiores frequentadores são os professores)
  • Colégio objetivo (só menina feia e professores do hospício )

Moradores Ilustres[editar]

  • Azaghal
  • Chinelo do Chico Buarque
  • Geisy Arruda
  • Chiquinho Scarpa
  • Neguinha da Beija Flor
  • MC Sapão
  • Chico do bar (Curtume)
  • Tilú (Bar do Tilú)
  • Ronaldo (Fenômeno) "Essa cidade só tem viado!"
  • Ronaldinho Gaúcho "Báh tche!"
  • Luan Santana
  • Kadu (Kadu Eventos - Dizem que ele já até saiu com a Gretchen e foram curtir no Escondidinho)
  • Nega Véia (ex-prefeito. "Dizem que me pareço com o Reinaldo Gianecchini", dizia Nega Véia)
  • Maria Quarta-feira (na Casa de Maria)
  • Raimunda
  • Farrapo
  • Zé Neto
  • Tenorinho
  • Mobi
  • Quinzinho (do bar)
  • Mario "que mario?"

Você Sabia?[editar]

  • Que o cão que butô o Jeremias pra beber mora em São Lourenço, mais precisamente na zona?
  • Que o restaurante ChapaDonalds da cidade serve pênis de cavalo e outras iguarias eróticas exóticas?
  • Que Freddie Mercury já parou pra mijar na cidade quando estava a caminho do Acre?
  • Que seu primo gordo cheirador de gatinhos morou nessa cidade em 1728?
  • Que 99% dos turistas da cidade vêm afim de ver jogos do Flamengo no único bar da cidade? O nome do bar inicialmente era "chinelada" mas com o tempo passou a ser Ponto de Encontro dos Bêbados Alienados.
  • Que na Festa de Agosto (aniversário da cidade) se vendem churrasquinhos de cachorro e gato?
  • Que o Prefeito Zé Neto mandou asfaltar a rua do seu Hotel (para que os turistas não quebrem seus carros na frente do hotel dele, pelo menos isso)?
  • Que o Nega Véia é conhecido também como "Hobbin Hood"?
  • Que o Barreiro é um barreiro?
  • Que aonde o Judas perdeu as botas logo adiante fica o Cafundó?
  • Que existe uma passagem secreta na Montanha Sagrada que te leva até o Acre? Obs.: No Acre ainda se criam dinossauros!
  • Que São Lourenço no Google Earth consegue se ver mais viados do que casas e ruas?
  • Que tudo que se faz no Escondidinho vira manchete no Jornal Polêmica?

Ligações[editar]