São Miguel do Araguaia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

São Miguel do Araguaia, como diz o próprio nome, é uma colônia de férias às margens do Rio Araguaia. São Miguel do Araguaia é uma cidade tão atrasada que o arco-íris ainda é em preto e branco.

História[editar]

Uma moderna e movimentada rua de São Miguel do Araguaia.

Surgiu em 1952, quando uma caravana de macumbeiros veio passar umas férias no rio Araguaia. O que era para ser uma inesquecível viagem, acabou se tornando uma pedra no sapato desses homens, que acabaram se perdendo no mato. Como já estavam por lá, montaram suas casinhas de palha e passaram a viver como qualquer goiano da época, criando boiada.

O trabalho do pai-de-santo despertou a chegada de milhares de pessoas sem nenhum horizonte, que iam ao oráculo do cara com seus parentes, cunhados e amigos se curar de seus males, já que não havia hospital algum por ali. Já não tinham para onde ir, então ficaram por lá, morando em casas de pau-a-pique, o que originou o povoado São Miguel. Tempos depois, o governo fez a medição das terras, isolando os habitantes locais em um canto e dando todo o resto para os fazendeiros de Minas Gerais, o que explica o fato de São Miguel do Araguaia ser uma cidade mínima.

Quando descobriram que o rio passava a mais de 8000 milhas dali, eles resolveram ser município e com a ajuda do pai-de-santo local, que lançou uma urucubaca da braba sobre o prefeito de Porangatu, São Miguel do Araguaia conseguiu sua independência em 1959.

Atualmente é só mais uma dessas cidades que poluem as "praias" do Araguaia.

Economia[editar]

A economia de São Miguel do Araguaia é baseada na agricultura de sobrevivência e do turismo. Após a temporada do Araguaia, os empregos crescem na cidade devido à quantidade de entulho que depositam no rio.

Geografia[editar]

O maior orgulho de São Miguel do Araguaia se deve ao fato de que lhes pertence o distrito de Luiz Alves, onde eles podem tomar banho de rio. Se não fosse por Luiz Alves, esse município seria apenas mais uma cidade comum do semi-árido goiano.

População[editar]

Segundo o IBGE, São Miguel possui 22.468 habitantes, número que fica reduzido a 3.000 pessoas quando acaba a temporada de férias. Apesar de ter vários acidentes de moto e o que morre uma penca de infelizes todo o mês, o que teoricamente deveria diminuir a população diminui a população, o aumento da quantidade de piriguetes que engravidam contrabalanceia isso e a população se mantém num número estável de habitantes.