Tomás de Aquino

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de São Tomás de Aquino)
Ir para: navegação, pesquisa
Santaceia.jpg E nomine patris et filii et spiritus sancti!

Este artigo foi criado por um cristão devoto. Ele vai à igreja todos os domingos com o intuito maior de tomar vinho louvar o SENHOR. Se você vandalizar, Javé Deus te mandará sem hesitar para o inferno!

Tomás de Aquino um velhinho gente boa... Peraí ele morreu com 49 anos!

Cquote1.png Você quis dizer: Filósofo Olavette Cquote2.png
Google sobre Tomás de Aquino
Cquote1.png Você quis dizer: Tomás de Equino Cquote2.png
Google sobre Tomás de Aquino
Cquote1.png Você quis dizer: Santo Agostinho Cquote2.png
Google sobre Tomás de Aquino
Cquote1.png Experimente também: Santo Anselmo Cquote2.png
Sugestão do Google para Tomás de Aquino
Cquote1.png Quem disse que esse arrombado podia copiar minhas ideias? Vai pagar royalties sim! Cquote2.png
Aristóteles sobre Tomás.
Cquote1.png Nosso ídolo... Cquote2.png
Pessoal da escolástica sobre Tomás de Aquino.
Cquote1.png Como ele conseguiu cristianizar o pensamento do Aristóteles? Cquote2.png
Qualquer um com um mínimo de cultura sobre o pensamento aristotélico.
Cquote1.png Quando este boi mugir, o mundo ouvirá seu mugido. Cquote2.png
Santo Alberto Magno sobre seu discípulo Tomás, apelidado de boi mudo por sua timidez.

São Tomás de Aquino é mais um dos inúmeros seres humanos que se dedicaram ao ápice do ócio conhecido como "filosofia". Tomás passou sua vida inteira apenas pensando em maneiras de adequar a filosofia à teologia enquanto segurava uma pena na mão. Seu único feito foi traduzir o pensamento do grego Aristóteles para a rígida moral católica, cristianizando as ideias do pobre grego após ele ter morrido há mais de oito mil verões fazendo com que se revirasse no túmulo.

Biografia[editar]

Tomás na juventude, ele tinha um aspecto meio petrificado.

Tomás nasceu em algum lugar da Itália, mas precisamente em Aquino, perto de Nápoles, daí Tomás de Aquino, pegou? Ele nasceu numa família com muitas posses. Nada de pobreza. Se bem que riqueza na idade média significava nenhuma higiene ou qualquer um dos confortos da vida contemporânea. Mas com o azar de ter nascido caçula, logo foi chutado por seus pais para viver num monastério, onde eles sonhavam que o filho seria o abade manda-chuva.

No monastério ele aprendeu várias coisas com os monges, desde rezar o pai-nosso até o jeito certo de plantar batatas. Tomás adorou a vida simples, mas sua família queria que ele fosse da elite do clero, um padre gordo e comilão, provavelmente pedófilo, mas que impusesse medo, ameaçando excomungar geral, no entanto Tomás não quis isso e decidiu fugir com outros frades que fizeram voto de pobreza.

Assim Tomás foi estudar teologia, filosofia e técnicas de tortura inquisitoriais em outros pontos do mundo, estudou filosofia em Nápoles, teologia em Colônia, Direito em Harvard e torturologia em Guantánamo. Após anos e anos de estudos junto com seu mestre, Santo Alberto Magno, que o apelidou de boi mudo Tomás conseguiu passar por essa etapa de sua vida.

Resto da vida[editar]

Tomás, considerado o santo mais sábio e o mais santo dos sábios, num trocadilho totalmente excelente, dedicou sua vida ao ócio, mas ao ócio que os gregos chamavam de produtivo, se é que ócio pode ser produtivo, Tomás passou a vida filosofando, e estudando, ele era um baita nerd, mesmo que o termo ainda não existisse, isso aliado a uma profunda fé, o que só poderia dar em problemas, e deu. O objetivo da filosofia tomista é a cristianização do ideário de Aristóteles, filósofo grego morto há muito tempo.

Tomás viveu bastante para a época em que morria-se aos 40 anos, viveu até os 49, quase 25% a mais que o esperado. Ele morreu na Abadia de Fossanova, enquanto ia ao Concílio de Lião a pedido do papa que queria um parceiro de truco inteligente para poder manter-se com o título de campeão dominicano de truco, título, até hoje, dispiutado por monges e abades de todo o mundo.

Filosofia[editar]

São Tomás malhava tanto que conseguia erguer uma catedral inteira no muque.

Se você é ateu e acha que ninguém nunca tentou somar razão e fé, e fica dizendo isso aos quatro cantos, qualquer dia desses um católico faz você engolir a Summa Theologiae a obra prima de Tomás, um livro no qual o filósofo pode expor toda sua conclusão acerca da cristianização do materialismo aristotélico, sendo que dessa última oração seu cérebro não processou nem 10% do conteúdo total. Esse livro, Summa Theologiae, junto com Summa Contra Gentiles retificam solidamente toda a ideia da escolástica, escola filosófica medieval. O objetivo dos livros é mostrar que a Igreja também conseguia plagiar filosofar.

Toda a obra de Tomás é baseada na religião, aí entra aquela história do crer para entender e entender para crer mas mesmo assim quase nenhum católico a leu, preferindo eles um romance psicografado ou as pseudo-histórias místicas do Paulo Coelho, já que católico é só no nome e justifica dizendo que é não-praticante e mente aberta. Já os outros ramos do cristianismo, a.k.a. Protestantismo, já que ninguém liga para os ortodoxos, também não são de ler a obra tomista, ficando vendo apenas programas de administração empresarial, já que Cquote1.png Pequenas igrejas, grandes negócios Cquote2.png

Verdade[editar]

Aquino, revoluciona a ideia de verdade dentro da filosofia, os anteriores diziam que verdade é o que se vê, mas Aquino após anos de estudo deduz que verdade não é só isso, pois se há uma pedra no fundo do oceano ela é real, verdadeira, seus antecessores não haviam pensado em algo tão complexo como a exemplificação de Tomás. Chegando a seguinte conclusão:

Cquote1.png A verdade é o meio pelo qual se manifesta aquilo que é. Cquote2.png

Cquote1.png Meu sucessor! Cquote2.png
Santo Agostinho sobre o único filósofo medieval que emplacou depois dele, Tomás de Aquino.

Isso significa algo que ao mesmo tempo não significa porra nenhuma, sendo fiel a sua origem, a filosofia, ciência que tenta chegar a algum lugar, mas que dá tanta volta que para onde estava.

Deus[editar]

O cara é monge, mas ele justifica a existência divina buscando um mínimo de razão, para desespero dos ateus que não poupam os pensadores cristãos da alcunha de fundamentalistas religiosos. Ele afirma que Deus é a ação não oriunda de uma reação, entendeu? A primeira causa. Não fique triste senão tiver entendido, mais de três quartos da população terrestre não tem neurônios suficiente para entender.

Ética[editar]

Platão foi tirar satisfações com Tomás do porquê dele gostar só do Aristóteles.

Para Tomás, ética é agir racionalmente, em sua visão religiosa isso significa perserverar nos Dez mandamentos, desde que você não mate, estupre, roube ou singue seus pais você é uma pessoa ética, uma pessoa boa, ele não se aprofundou muito nessa questão pois o tema não estava muito em pauta, não haviam políticos tão desonestos quanto os de século XXI andando por aí.

Ser humano[editar]

Ele apela a metafísica nesse caso, afirmando quesó existe ser humano na totalidade entre corpo e alma, a alma não sai do corpo voando após a morte como sua avó contava para você na sua tenra infância, isso é papo de espírita que acha que ficar indo e voltando, nascendo e morrendo faz algum sentido, mas espíritas não leem tomás também, eles são a religião poser, são super mente aberta, preferindo fingir que leem algo mais cult como Nietzsche ou Sartre, mas escondem no bolso um livrinho de psicologia barato vendido nas bancas por R$3,99.

Galeria[editar]

Ver também[editar]

150px-Nietzcheasayoungwoman.jpg
Filósofos, ateus e outros maconheiros pensadores
v d e h

Adam Smith | Agostinho | Albert Camus | Anaxágoras | Anthony Giddens | Aristóteles | Arquimedes | Arthur Schopenhauer | Averróis | Avicena | Ayn Rand | Blaise Pascal | Chanakya | Confúcio | Demócrito | Descartes | Diógenes | Doge | Émile Durkheim | Empédocles | Epicuro | Francis Bacon | Friedrich Engels | Galeno | Giordano Bruno | György Lukács | Goethe | Hegel | Heráclito | Horácio | Immanuel Kant | Jean-Paul Sartre | John Locke | Jürgen Habermas | Karl Jaspers | Karl Marx | Karl Popper | Lao Zi | Leonardo Boff | Louis Althusser | Ludwig Feuerbach | Luiz Felipe Pondé | Maquiavel | Marco Aurélio | Marilena Chauí | Martin Heidegger | Max Stirner | Michel Foucault | Montesquieu | Nessahan Alita | Nietzsche | Noam Chomsky | Olavo de Carvalho | Pitágoras | Platão | Roger Bacon | Rosseau | Sartre | Sêneca | Seu Madruga | Simone de Beauvoir | Sócrates | Sólon | Søren Kierkegaard | Sun Tzu | Tales de Mileto | Theodor Adorno | Thomas Hobbes | Thomas Kuhn | Tomás de Aquino | Voltaire | Walter Benjamin | Wilhelm Dilthey | Zenão de Eleia