Sódio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Metal 2.jpg Este artigo é metálico!

Ele é revestido ou banhado a algum metal ou liga que se encontra na tabela periódica. Se você corroer este artigo, Mordekaiser vai exterminá-lo!

Sódio
Sódio puro.jpg
Pessoa cortando fatias de manteiga de sódio puro
Símbolo, número Sd Na, 11
Série gás ignóbil
Principal isótopo Cloreto de sódio
Propriedades atômicas
Massa atômica 22,98976928(2) u (bem preciso esse número heim)
Dureza mole
Nível de radioatividade Não possui
Nível de toxicidade Altíssima (causa obesidade)
Propriedades físicas
Comestível? Vem até em sachês
Inalável? Aí não
Posso passar na pele? Que tipo de fetiche é esse?
Onde encontrar sal
ponto de fudição 97,8ºC
ponto de rebuliço 882,85ºC
Coisas de quadrinhos
Probabilidade de te transformar num super-herói Média (te transforma no Super-Obeso)



Sódio é o 11º elemento químico da tabela periódica, honrando seu número sendo um dos elementos mais bixas que se tem conhecimento, pois não aguenta ficar sozinho, se surgir algum bofe, de preferência um cloro bem bombado de elétrons, o sódio já vai logo se acoplar nele de ré. Trata-se de um metal alcalino salgado.

História[editar]

O sódio sempre foi utilizado por humanos devido às suas características quânticas de distorcer o tecido o espaço-tempo. Sempre em conjunto com o cloro, desde a Idade do Bronze carnes eram cobertas em sódio para que o tempo passasse mais devagar para elas do que para quem não estivesse revestido em sódio. O motivo desse evento só seria explicado por Einstein muitos anos depois, com o postulado da equivalência massa-energia na relatividade especial, que diz que quanto mais perto do sódio está um corpo, mais devagar o tempo passa para ele, o que explica a obesidade para quem consome muito sódio, pois está ligado ao sedentarismo.

Como elemento isolado, foi obtido apenas em 1807 por Humphry Davy, um dono de uma lanchonete falida chamada Truc's Burger, que observando seu negócio indo à falência decidiu tomar uma atitude drástica, adicionar soda cáustica aos seus refrigerantes, achando que "soda" significava algo bebível. Após a morte de 30 clientes, a lanchonete precisou fechar, mas a mistura de soda cáustica com Coca-Cola e limão gerou uma explosão, pois era a primeira vez que o sódio era isolado, e uma vez isolado, o átomo de sódio fica carente e se explode, se auto-suicidando de solidão.

Características[editar]

O sódio nunca é encontrado sozinho na natureza, é o elemento químico mais carente da natureza, e tem um fogo no cu danado. Não importa se é oxigênio, cloro, hidrogênio, carbono ou o que mais vier, o sódio quer ser sempre enrabado e ser acoplado por todos.

Como sólido é geralmente encontrado em forma de pó com um característico sabor salgado de sal, mas muito cuidado para não confundir sódio com açúcar, farinha ou cocaína. Para executar essa diferenciação coloque o pó na boca, se o gosto for salgado e você passar mal é sódio com cloro, se o gosto for adocicado é açúcar, se o gosto for de nada é farinha, e se for um boliviano que lhe ofereceu "sódio", na verdade aquilo se trata de cocaína. Há quem diga que a cor do sódio verdadeiro seja cinza, mas seja lá o que for aquela manteiga cinza, aparentemente é só um queijo estragado que foi excessivamente salgado e que é explosivo.

O sódio é abundante no Planeta Terra, na CNTP é sólido, oxida no ar e derrete na água. Mas embora abundante, o sódio não é encontrado isolado na natureza, sendo altamente corrosivo, venenoso, destruidor e explosivo, podendo causar o derretimento dos olhos e causar cegueira.

Compostos[editar]

Tudo graças ao sódio e seu amigo cloro.

O sódio misturado com o cloro forma o cloreto de sódio, essencial para a manutenção da vida humana, o que seriam das batatas fritas sem o cloreto de sódio? Tudo em prol de aumentar a pressão arterial e impor o ciclo da vida aos humanos, afinal, sem o sódio, ninguém morreria ao sucumbir aos prazeres de uma alimentação desbalanceada. Modelos, todavia, não consomem sódio, pois de acordo com o Dr. Dráuzio Varella, este elemento retém líquidos.

Já combinado com oxigênio e carbono, o sódio forma o bicarbonato de sódio, um remédio milagroso que serve para curar qualquer ferida, sendo o único tratamento efetivo contra aftas.

Combinado com um hidróxido, aí o sódio forma a temida soda cáustica, um refrigerante altamente corrosivo que além de alegrar aniversários de crianças, também tem como principal função a de desentupir pias nojentas.

Aplicações[editar]

O sódio não possui função biologia, sendo um elemento altamente venenoso para o organismo humano, causando apenas hipertensão, obesidade e problemas renais. Como o ser humano é um animal semi-irracional, parece não ligar para os perigos do sódio e o consome mesmo assim, e aos excessos. Do Ruffles à tilápia grelhada, sempre consome sódio aos montes.

Mas fora da alimentação, uma aplicação do sódio puro é entreter alunos numa aula chata de química, despejando pedaços de sódio puro na água e vendo-a explodir, para numa melhor das hipóteses ferir algum aluno, tornando a aula mais emocionante.

Outra utilização do sódio é na fabricação de detergentes, o que garante o sabor salgado do produto.