Södermanland

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Södermanland, do sueco Terra onde vende-se homens é um condado sueco que teve metade de seu território vendido para o Condado de Estocolmo.

História[editar]

Habitantes de Södermanland (a da direita é uma holandesa lésbica, repare na garrafa de Heineken).

Durante a época antiga, Södermanland foi colonizada por gnomos, alguns elfos e dizem, há vestígios de Vikings Neandertal.

Somente após ser descoberta por KRAAAAAKH!, o Garganta Rachada, que Södermanland começou a aparecer em mapas, apesar de muitos no mundo ainda acharem que a região fosse lenda. Porém foi colonizada por pessoas sem objetivo na vida e assim criou-se a vida em Södermanland.

Na Idade Média, por ser uma região terrivelmente ruim, Södermanland conseguiu fama por exportar os melhores navegadores vikings da história. Não a toa, todos queriam é navegar para o mais longe possível daquele condado. Os vikings de Södermanland descobriram o Reino Unido e um iceberg chamado Islândia.

No século XIV, um doidão e tarado, Autointitulado-Rei Magnus Ladulås criou um monte de ducados e tornou a divisão da região que já era confusa em um caos. A intenção de Magnus na verdade era instaurar o caos, e assim foi feito, já que todo mundo acabava no machado para decidir quem ficava com o que daquelas terras.

No início do século XX, enquanto a Europa se explodia, Södermanland criou o Torneio Sueco de Quake III e seu maior campeão até hoje é Karl Frissvalsen.

Originalmente, no projeto inicial da criação do Condado de Estocolmo, toda Södermanland se transformaria em Estocolmo, mas depois que viram que era muito gelo para sustentar, Estocolmo roubou apenas um pedaço discreto de Södermanland.

Depois da Descentralização Loira de Estocolmo quando loiras foram exportadas para Södermanland, é que o condado conseguiu o mínimo de qualidade de vida entre os territórios da Suécia.

Símbolos[editar]

Södermanland não estava com criatividade na hora de criar seu símbolo e plagiaram na cara dura o brasão da Holanda. Apenas mudaram a cor para disfarçar um pouco.