São Paulo (cidade)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

SPAM, Paulo?



Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Salve, truta! Este artigo foi escrito por um paulista, que não gosta de Gaúcho e Carioca e se acha um puta trabalhador né, meu! E não tá completo pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Poluicaoatmosferica01.jpg
Image27.gif
Este artigo está poluído!

Portanto pegue sua Máscara de Oxigênio e uma Garrafa vazia, para carregar ar COF COF COF... ARGHH!!!


RIO DE JANEIRO É MELHOR QUE SÃO PAULO OBVIAMENTE.FLW VLW


São Paulo (cidade)
Todo o estado de São Paulo
Bandeirasaopaulo.jpg
Bandeira
Terra da Garoa (Cidade do caralho, meu!)
Hino "Os mano, tá ligado? Pode crê! Certo..."
Local Quase na praia, mas apesar de ser perto, demora-se 3 horas pra chegar ao litoral.
Idioma Paulistês e mais de 200 outros idiomas que chegaram com os imigrantes.
Geografia
Clima Chuvoso quase todos os dias, mas de uma hora pra outra, ele pode mudar.
Locais de Referencia Centro da cidade, onde os caipiras vem comprar de monte nos finais de semana.
Economia Dinheiro, mulheres e pizzas.
Produtos Exportados Cigarro, remédios antidepressivos, carros e ônibus.
Política
Governo
Nuvola apps core.png
Democrático.
Atual Prefeito
Nuvola apps core.png
Fernando Malddad
Vice-Prefeito
Nuvola apps core.png
Marta SuplicyUma comunista que ninguém sabe quem é
Mídia
Cidadãos Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Silvio Santos
Esporte Símbolo Correria no trânsito, correria da policia, correria de torcida organizada...
Santo Local Jesus Negão



60px-Bouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: São Paulo (cidade).

Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Cquote1.pngVocê quis dizer: CoruscantCquote2.png
Google sobre São Paulo
Cquote1.pngVocê quis dizer: Vinte Mil Léguas Submarinas?Cquote2.png
Google sobre São Paulo
Cquote1.pngVocê quis dizer: Lugar onde fica o Castelo Rá-Tim-BumCquote2.png
Google sobre São Paulo
Cquote1.pngVocê quis dizer: Lugar onde se concentra a massa gayCquote2.png
Google sobre São Paulo
Cquote1.pngVocê quis dizer: Se você voltar vivo para casa hoje, parabéns!Cquote2.png
Google sobre São Paulo
Cquote1.pngVocê quis dizer: São PowerCquote2.png
Google sobre São Paulo (cidade)
Cquote1.pngVocê quis dizer: Capital da Bahia?Cquote2.png
Google sobre São Paulo
Cquote1.pngVocê quis dizer: Cruza de nordestino, macaco e italiano?Cquote2.png
Google sobre Paulistanos
Cquote1.pngVocê quis dizer: Seu PauloCquote2.png
Google sobre São Paulo (cidade)
Cquote1.pngVocê quis dizer: Counter StrikeCquote2.png
Google sobre São Paulo (cidade)
Cquote1.pngVocê quis dizer: Seu PauCquote2.png
Google sobre São Paulo (cidade)
Cquote1.png Lerdeza não tem fim, felicidade sim. Cquote2.png
Vinícius de Moraes, preso em um engarrafamento, criando um poema sobre São Paulo
Cquote1.png Muito difícil sobreviver aqui Cquote2.png
Bear Grylls sobre São Paulo (cidade)
Cquote1.png Essa cidade é um verdadeiro matadouro para uma pessoa fina, quem pode usar um casaco de pele aqui?! Cquote2.png
Sheila Terça-Insana sobre São Paulo
Cquote1.png Ô cidade feia!!!! Cquote2.png
Sulista sobre São Paulo
Cquote1.png Vivem ouvindo Restart, tem parada GAY todo dia e chamam os gaúchos de viados? Cquote2.png
Sulista sobre São Paulo
Cquote1.png Puta cidade ducacête meu! Cquote2.png
PCC sobre São Paulo
Cquote1.png Em São Paulo a poluição respira VOCÊ Cquote2.png
Reversal Russa sobre São Paulo
Cquote1.png Roupas de Neoprene: a próxima moda a ser lançada na São Paulo Fashion Week. Cquote2.png
Visionário sobre São Paulo
Cquote1.png Sabe quando o paciente perdeu a vontade de viver? Então, o paulista perdeu a vontade de se mexer. Cquote2.png
Médico conversando com colega sobre os engarrafamentos de São Paulo
Cquote1.png Os cariocas, bairristas? Quem é que não sai do bairro onde mora simplesmente porque não é fisicamente possível? Cquote2.png
Carioca sobre São Paulo
Cquote1.png Cidade feia, e poluída. Cquote2.png
Carioca sobre São Paulo
Cquote1.png Fujam para as colinas! Cquote2.png
Pernalonga sobre chuva em São Paulo
Cquote1.png Ótimo! Eu não queria chegar no trabalho mesmo Cquote2.png
Você sobre o trânsito de São Paulo
Cquote1.png O negócio agora é jet-ski, para que carro em São Paulo? Cquote2.png
Gilberto Kassab sobre não poder mais usar seu helicóptero devido às chuvas
Cquote1.png Adoro morar aqui! Cquote2.png
Você na estação Sé às 6 horas de sexta-feira sobre São Paulo
Cquote1.png Relaxa e Goza... !!! Cquote2.png
Marta Suplicy para o Paulistano preso no trânsito da avenida 23 de Maio no fim da tarde de sexta-feira
Cquote1.png Nosso ORGULHO é o ORGULHO GAY... ui Cquote2.png
Prefeito de São Paulo sobre São Paulo
Cquote1.png Pobre fala que não tem nada, quando cai uma chuvinha em São Paulo fala que perdeu tudo !!! Cquote2.png
Marta Suplicy sobre alagamentos em São Paulo
Cquote1.png Oxente bixinho, nóis paulista sabi qui aqui em sum paulu só tem cabra machu!! Cquote2.png
Nordestino fingindo ter nascido em São Paulo
Cquote1.png Nunca antes na história desse País se viu um parque aquático deste tamanho. Cquote2.png
Lula sobre São Paulo
Cquote1.png Assim disse, Corintios 1; Versículo 2 Cquote2.png
Padre após dar a missa
Cquote1.png PUTA MEU! O TIMÃO PERDEU DENOVO MEU! Cquote2.png
Paulista sobre missa do padre
Cquote1.png VAGABUNDO!!!!!, VAGABUNDO!!!!!, VAGABUNDO!!!!!! Cquote2.png
Gilberto Kassab sobre Estátua de Borba Gato
Cquote1.png Na União Soviética, o trânsito de São Paulo fica preso em VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre São Paulo
Cquote1.png Êêêê, a praia de paulista é o Rio Tietê! Cquote2.png
Torcida carioca sobre o lazer paulista

Cquote1.png Paulista é um especialista em cuidar do pau dos outros Cquote2.png
Wikidicionário sobre Paulista


Vista aérea da cidade de São Paulo.

São Paulo, também conhecida como " a Coruscant tupiniquim" ou São Power, é um enorme esgoto a céu aberto tentando ser igual a Nova Iorque. É a maior, mais feia e fétida metrópole da Via Láctea, principal centro financeiro da América Latina, apenas porque todos os seus habitantes são devedores nos bancos e a necessidade de financiamento move a economia de dívida sobre dívida.

Maior produtora de dejetos mundial e consumidora de pênis de borracha, é considerada por si, um dejetão humano cuja qualidade lembra a da filosofia torpe de gente como Olavo de Carvalho e Reinaldo Azevedo, que não por acaso trabalha para a Revista Veja, pertencente ao Grupo Abril, um dos maiores orgulhos da cidade.

Tabela de conteúdo

[editar] História

Um dia comum e ensolarado em São Paulo
Imagine você aí no meio
Carta mais temida do deck "SP"!
Fim de semana em São Paulo
Fim de tarde em São Paulo.

São Paulo é um pedaço de terra enorme que foi doado como uma capitania para algum fidalgo ("filho-da-puta", em português de Portugal), e foi fundada a Vila de São Vicente. Depois uns sacerdotes satânicos anticomunistas subiram a serra e fundaram um colégio para alienar os índios da região. O Sumo Sacerdote ganhou tanto poder que domina a região até os dias de hoje. A cidade tem o nome de São Paulo devido a grande concentração de especialistas em pau-alheio ("bixas") e devido ao sacerdote que é seu padroeiro, chamado Paulo Maluf.

Originalmente, a capitania de São Paulo era uma das mais pobres do país, porque paulista nunca gostou de trabalhar. Para sobreviver, trataram de arrumar escravos, índios e negros, para trabalhar para eles. Por volta do século XVII, sentando na porra dos escravos, começaram a praticar esportes violentos que marcou a formação intelectual da elite “quatroceintona” paulistana: invasão roubo, saque, contrabando, sonegação, cárcere privado, estupro, seqüestro, assassinatos coletivos, infanticídio, parricídio,... E tudo o mais que possa ser resumido no conceito de “bandeirante”.

Quando não tinham mais índios para escravizar e matar (normalmente através do boquete), os paulistas ficaram sem ter o que fazer – e corriam o perigo de ter de trabalhar. Para piorar a situação, no fim do século XIX a abolição da escravidão tirou a sustentação do sistema da economia do estado – que consistia em ficar coçando o saco e chupando a pica dos escravos, debaixo de porrada (já que os escravos não aprovavam tal comportamento), trabalhavam para manter o status quo. Os paulistas ficaram tão injuriados com essa “traição” do 13 de maio que resolveram virar republicanos, derrubar o governo imperial. Estava inventada, portanto, a República Foderativa do Brasil, mais uma organização baseada na exploração do trabalho de muitos em benefício de poucos. Uma ideia brilhante que só podia mesmo ter vindo dos “bandeirantes”.

Mas apesar de arrumarem boquinhas no novo “governo”, os paulistanos ainda corriam o risco de ter de trabalhar porque, afinal, não tinham quem trabalhasse para eles nas lavouras. Para não ter que dar duro, decidiram importar mão-de-obra estrangeira para dar o duro que precisavam.

Foi assim que italianos, portugueses, espanhóis e japoneses vieram para São Paulo, tentando ganhar a vida, enquanto os paulistanos continuavam agradecendo aos céus por poder continuar coçando o saco. Com tanta mão-de-obra barata dando sopa (tradução: semi-escravidão) e pagando salários (?) de fome, foi fácil criar as primeiras indústrias, que transformariam São Paulo na cidade e no Estado mais ricos do país. Pouco depois eles iriam inventar aquela babaquice de “locomotiva do Brasil”, um papo absolutamente gay e que deixa os gaúchos chateadíssimos.

Inventada a república, os paulistas se juntaram com os mineiros (que já idolatravam os cowboys broken back montain) para coçarem o saco juntos (normalmente um coçando o do outro) enquanto a plebe rude dava o duro (neles). Aí veio a revolução de 30, que ameaçava esta moleza. Os mineiros, como sempre, foram espertos e deram um jeito de não perder a mamata. Mas os paulistas ficaram nervosinhos e resolveram revidar: declararam guerra ao governo, numa pretensão ridícula jamais vista nestas terras tupiniquins. O resultado óbvio daquilo que a historiografia paulistana chama de “Revolução de 32” – e que o resto do país define como “Tumulto dos vagabundos” – foi que São Paulo perdeu de goleada.
Aqui as favelas cercam os bairros ricos! Já no Rio de Janeiro é outra história...

Graças a esta derrota militar e política, os paulistanos decidiram fazer vingancinhas bem boiolas. A primeira determinou que nenhum logradouro público tivesse o nome de Getúlio Vargas. A segunda é que os logradouros públicos e bairros tivessem os nomes mais escrotos do país (como “Itaim-Bibi”, “Moóca” e outras paulistices), para os brasileiros pensarem que eles estavam criando um idioma. O mais pitoresco, porém, é que os paulistas acham que a “Revolução de 32” foi muito bacana e anualmente comemoram a própria derrota.

Em meados do século XX, São Paulo cresceu muito – e por isso mesmo é considerada a maior cidade pequena do país. Como este crescimento ameaçava novamente a vagabundagem paulistana, eles tiveram de mais uma vez contar com a mão-de-obra alheia para continuar coçando o saco – e importaram milhões de nordestinos, aos quais chamam “baianos”, para poder pegar no pesado e construir "minhocões".

Com o fim da Era Vargas, os paulistanos puderam enfim pleitear sua volta ao centro do poder nacional – para assim poderem exercer livremente sua aversão ao trabalho. As forças mais retrógradas do país se reuniram e passaram a agir politicamente em siglas que representavam não apenas o conservadorismo mas, sobretudo, a vagabundagem nacional, com destaque para a vagabundagem paulistana. É assim que conseguiram (e conseguem) emplacar governadores, deputados e presidentes da República cujos currículos profissionais não passam de três linhas.

[editar] Surgimento do povo paulistano

Uma aguinha de um pequeno chuvisco.

Segundo Darcy Ribeiro ("O Povo Brasileiro", 1999), argentino é escroto porque eram uma meia dúzia de gatos pingados em Buenos Aires quando, de repente, chegaram 35.367.765 imigrantes europeus. Resultado: o argentino virou um povo sem personalidade, invejoso, com grande vocação para ser corno ou viado, porque não sabe exatamente qual é a sua identidade.

Em São Paulo aconteceu a mesma coisa.

Paulistanos sempre se vangloriaram de ser uma cidade que recebeu de bunda aberta todos os povos do planeta. No entanto, não sabem em quais condições estes imigrantes vieram e para onde foram mandados.

Enfim, os livros de história são muito românticos neste aspecto, apesar de que paulista gosta mesmo é de putaria, entretanto alguém que faça uma faculdade de história e não tenha apenas conhecimentos de ensino fundamental ou de propraganda partidária em época de eleição sabe como se deu tal miscelânia racial.

A raça paulistana tal como conhecemos hoje se deu após séculos em que italianos, que fugiram do sul da Itália por causa da enorme miséria, vieram para cá dar o duro.

Pouco antes, os bandeirantes, os quais diziam e os paulistanos acreditavam que iam desbravando heróicamente o interior fazendo crescer o "glorioso" Estado de São Paulo e bla bla bla(...), na verdade iam é promovendo o escambo com indígenas inocentes atrás unicamente de ouro e sexo, estuprando ou matando os pobre índios duros.

Ressalta-se que isso tudo é fato provado entre os especialistas de nossa história! aconteceu! Mas eles não querem que seja divulgado abertamente! "eles" são professores renomados paulistanos de USP e outras faculdades, com fortíssimos vínculos políticos.

Depois do século XIX ocorreu que o governo paulista, vendo o desespero de milhões de "loirinhos e loirinhas" europeus, fez no pós-guerra, na mesma Europa e também Japão arrasados, propagandas prometendo terras e mais terras, e estes ao chegar aqui, aturdidos, se misturam com outros milhões de nordestinos,

Nordestinos os quais que vinham em pau-de-arara também por causa da propaganda do governo paulista, visando mão-de-obra farta e barata contrabalanceando a mão-de-obra européia, especializada e cara. e contrabalanceando também na estrutura genética do povo que se formava ali. Europeus vieram como para "limpar", embelezar também o povo paulista, o que, como podemos ver, foi um fiásco, conseguiram é criar o povo "Ornitorrinco". Talvez único povo do planeta que pode ser definido como "feio para caralho" na linguagem popular, ou como "aberração genética" em termos científicos. Os nordestinos apesar de sua aparência hedionda tinham o que os paulistas queriam, uma cabeça bem grande.

Finalmente, agora, no novo milênio, esta raça sem identidade cultural, que só sabe reproduzir cultura dos outros lugares, sem personalidade, enfrenta estes imigrantes revoltados. Seja nas favelas, com os nordestinos formando o PCC, ou italianos em cidades bem afastadas, para não se misturar mais, formando grupos nazistas com os carecas, skinheads, japoneses e judeus, todos se trancam em seus bairros e familiares e em suas máfias. Coreanos tocam as lojas de falsificação, assim como os bolivianos em "indústrias" de falsificação que se adaptaram à escravidão moderna, fazendo sobreviver as ruas em torno da 25 de março.

Porém, todos vivem felizes (à maneira deles) para sempre...

[editar] Até o século XIX

Pouco se sabe sobre esse período da história, o qual foi obscurecido pela grande enchente do século XIX. Nesta enchente todos os registros da época se perderam e foram levados pela água do Museu das Pitangas para o piscinão mais próximo. Salvaram-se apenas os registros e animais salvos na arca do seu Noé, dos quais muitos foram pisoteados pelos animais.

[editar] Século XX

O Obelisco do Ibirapuera após 5 minutos de chuva forte

Época em que São Paulo se tornou inabitável por causa da chuva extremamente ácida e radioativa. As gotas de chuva atravessavam as mais grossas lajes de concreto e blindagens de carros de juízes. O problema foi agravado quando a inversão térmica deixou São Paulo sem oxigênio suficiente na superfície e congelou o Rio Tietê.

Motivado por estes problemas, começaram a ser construídos os prédios altos na Avenida Paulista para procurar ar fresco em altitudes maiores. O preço da lata de ar fresco disparou gerando uma alta demanda pelo produto. Peidar também passou a ser um crime passível de punição por execução pelo PCC.

[editar] O Fim

Paulistanos sorridentes, felizes e serelepes utilizando o transporte público para mais um dia de trabalho

Em 12 de Janeiro de 2007, uma enorme cratera surgiu no bairro de Pinheiros, decorrente das seculares obras do metrô da linha amarela, previstas para serem acabadas em 31 de fevereiro de 3857 d.r.c (depois do retorno de cristo).

Os matemáticos do instituto datafoda-se afirmam que após a retirada de um enorme e pitoresco guindaste (leigamente denominado grua) amarelo que estava no local não haveria mais perigo. Ledo engano. Praticamente uma viga de sustentação da cidade, a retirada da grua fez daquele pequeno buraco em Pinheiros uma cratera de proporções faustonômicas, engolindo toda a gigalópole. A situação foi tão calamitosa que foi preciso uma campanha de caridade da Globo (aos moldes da Criança Esperança) para juntar fundos e reconstruir a cidade e, após 150 anos, hoje ela não passa mais perigo. Por isso o monarca da cidade Paulo Maluf IV estuda uma integração nunca antes vista no mundo inteiro: a integracao da linha 4 com o metrô de Tóquio, Vaticano e (pasmem) Rio de Janeiro (como se aquilo num fosse uma versão da CPTM) - passando pelo centro da Terra e chegando ao Acre( aí já é demais, essa porra nem existe!).

[editar] Política (Resumida)

Atualmente, na prefeitura de São Paulo há um disputado trampolim para a piscina do Governo do Estado. Como a cidade é grande demais, o poder do prefeito foi sub-dividido para os chamados "Sub-Prefeitos", que foram sub-sub-dividos em "Sub-sub-prefeitos", que agoram tomam grande parte das decisões baseados em suas vontades e ganâncias pessoais(não confundir com siths). É comum o fato de a cidade ficar desamparada de um Prefeito eleito por voto, e clamar por um vice no cargo. É o caso do prefeito atual, que ninguém sabe o nome, nunca viu a cara, mas sabe que muita coisa está, novamente, indo pelo buraco, e como sempre o povo adorando... ui.

[editar] Educação

O que se aprende nas escolas de São Paulo.

Língua paulistana: aprendem desde cedo nas escolas o dialeto local do estado, diferenciando-se nas escolas da capital e do interior.

Geografia: aprendem um mapa do Brasil diferente do adotado no restante do Brasil. Aprendem que o estado possui dois povos: as classes média e alta, a elite e o povão pobre, feio, burro, sujo, que não toma banho e mora nos viadutos, os baianos.

Mapa do Brasil dos mano.

História: começa apenas na política do café com leite, exaltando o quanto São Paulo sustenta o Acre e a Bahia.

Matemática: Um paulistano classe média e uma paulistana classe média = um(a) italiano(a). Um pobre (baiano) + uma pobre (baiana) = uma caralhada de baianos (apesar de nascerem em São Paulo).

[editar] Bairros

Aqui vemos um morador do Centro em seu elegante traje de inverno.
  • Centro: Também conhecida como Mendigopólis ou cidade dos corinthianos, é a região com o maior número de mendigos por metro quadrado do universo (especula-se que há uma fonte de onde brotam mendigos diariamente), assim como elevado número de prostitutas decadentes. A região divide-se em centro velho, abrigo de mendigos velhos e centro novo, abrigo de mendigos... novos. É uma zona comercial de excelência, sendo que as vendas dos luxuosíssioms produtos que por lá circulam dividem-se entre nordestinos (representando todo o Ocidente) e chineses (representando a Ásia). Recentes informações indicam que os nigerianos (representantes da África) estão armando uma guerra civil nesta província para tomar o controle comercial do país. Nesta região também ficam as famosas "Minas de Cobalto do Brás", para onde os bolivianos capturados na Guerra Bolivo-Brazuca são mantidos em escravidão por donos de minas de extração subterrâneas. Quase totalmente dominado pelo narcotráfico. O Centro porém é tão variado que subdivide-se em vários bairros, eis alguns deles:
  • Brás: É um local pobre, árido, sujo, entupido de nordestinos. A diferença do resto dos bairros pobres de São Paulo é que você pode encontrar algum Salim ou algum Kim. A única coisa que é vendida nesse bairro são tecidos, derivados de tecido e matéria prima para tecido.
  • : É o coração de São Paulo, um coração infartado, pode-se dizer: suja, fétida, inchada. É famosa por abrigar a fonte de mendigos da cidade. Lá são 20 mendigos por habitante. Suspeita-se que eles nasçam da Fonte de Água da Estação de Sé do Metro, ou apenas a emporcalhem. Caso visite essa região não esqueça de visitar a Catedral da Sé, aonde podera ver todos os tipos de eventos, protestos e representantes de todas as religiões exceto uma tradicional missa católica. Outro point badalado são as prostitutas de porta de Sebo, ou seja você compra um livro usado e depois sai com a prostituta, excitação mental e física garantidas!
  • Bom Retiro: A única coisa que existe neste bairro são roupas, variantes de roupas e acessórios para roupas. Antigamente era dominado pelos judeus, mas chegaram os coreanos e os bolivianos e fizeram um pogrom nos ocupantes anteriores. Agora só vez ou outra você pode ver um camarada com terno preto, barba grande, e peiotes (apesar do calor de 30º graus). Agora o que pode se encontrar com facilidade são academias de Taekwondo e restaurantes que vendem sopa de cachorro.


[editar] Outros Bairros

O cerco de São Paulo.
Tipica grupo musical de São Paulo, banda muito apreciada pelos Paulistas.
  • Aricanduva: Bairro conhecido como a Veneza Brasileira, ou Pantanal Urbano; tem canais em vez de ruas. O problema é que os moradores são tão incompetentes a ponto de fazer a estrutura da casa abaixo do nível da rua, por isso qualquer chuvinha que acontece por lá já mata metade da população. O bairro só não é o menos populoso da cidade porque cada mãe tem dez filhos.
  • Artur Alvim: É um bairro onde as pessoas se acham da classe média, mas na verdade não passam de pobres miseráveis querendo se comparar aos moradores da Penha. Sua estação de metrô é recordista em assaltos; é estipulado que acontecem cerca de 50 assaltos por semana. Lá fica a COHAB 1 ,uma favela vertical cheia de bandidos e tráfico.
  • Butantã: É a versão do Aricanduva na Zona Oeste, só que em vez de enchente tem mato, que ocupa quase toda a Cidade Universitária da USP. Talvez o título de Pantanal Urbano seja ainda mais apropriado porque até cobra existe por lá.
  • Barra Funda: Um lugar torto, abaixo do nível do mar, por causa de um terremoto. Por isso ninguém mora lá. É famoso pela famosa Torre Maligna da Record, que sempre fica girando, girando lentamente, ou seja... Edir Macedo está sempre de olho em você! É também onde fica o prédio do Lalau, mas ninguém liga muito para isso. Perto da Barra Funda fica o estádio do Parmera.
  • Belenzinho: É a filial da cidade em que Jesus nasceu. Guarda grandes semelhanças com a Belém da Galiléia, inclusive no conflito armado de traficantes e infratores da Febem.
  • Bixiga e Bela Vista: Conhecido por ser o único bairro onde tem mais torcedor do Parmêêra que do Curíntias. Ficou famosa porque por aquelas bandas havia um matadouro e os restos dos animais eram despejado pelas ruas do bairro. É onde tem a maior concentração de teatros da cidade, onde o número de assentos somados dão 4 vezes a população do bairro. O nome "Bela Vista" é pura ironia atualmente: o que se pode ver de melhor por lá é o prédio do Banespa e o horrendo viaduto Leste-Oeste, onde se costumam registrar em torno de 225dB de barulho na hora do rush. Totalmente dominado pela Mama Camorra.
  • Brooklin: É meio que uma sucursal dos Estados Unidos dentro de São Paulo, cheio de ruas com nomes de estados americanos e prédios espelhados como os de Manhattan, só que com ruas estreitas e fiação aérea. É lá onde fica o centro de jornalismo da Rede Globo e a famosa Ponte Estaiada.
  • Cidade A. E. Carvalho: É um bairro habitado por bandidos de 5°categoria, que moram nas favelas ou nas COHABs desse bairro medonho e dominado pelo PCC.
  • Cidade Tiradentes: Lugar feio, sujo e infestado de favelas. Aliás, é o que mais tem Favelas verticais conjuntos habitacionais na cidade. O esgoto corre a céu aberto, e corre mesmo, pois tem medo de balas perdidas. Cidade Tiradentes fica a 3 horas do fim do mundo. Ao passar por Cidade Tiradentes, você cairá num buraco sem fim (se sobrevoar este buraco, chegará a Taubaté).
  • Capão Redondo: Já foi um dos bairros cuja taxa de homicídios variava entre 5 m/m² (morte por metro quadrado) no verão e 4m/m² no resto do ano. Atualmente é área de treinamento de novos policiais, que vêm ao bairro praticar seu esporte preferido: tapa-na-cara de mano. Possui a linha 5 lilás do metrô, que liga o nada a lugar nenhum. Tem como principal via de acesso a Av. Comendador Sant'Anna, que é suja, imunda, não tem calçadas para pedestres e nem espaço físico para tantos carros.
  • Cangaíba: Também conhecido como Canga-City ou Kenga-City é o bairro-favela mais favelado de que se tem notícia. A civilização tentou chegar a Canga-City arrumando as calçadas de sua principal avenida (Av. Cangaíba, claro), entretanto seu povo bárbaro, com medo, sujou e devastou tais calçadas, podendo assim evitar a aparência organizada. Também é berço de um dos ônibus mais filha da puta da cidade, conhecido como Vila Cisper, que não sabe o que é um sinal, ignorando seus passageiros favelados (isso quando ele resolve passar, o que é um evento raro que acontece a cada 3 mil mortes)
  • Carrão: Fica na Zona Leste e só tem sobrados residenciais. Nem os próprios moradores reconhecem que o bairro existe: quase todo mundo que mora lá diz que mora no Tatuapé, para não ser zoado. NÃO possui uma estação de metrô. A que tem esse nome, vejam só, fica lá pros lados do Tatuapé.
  • Campo Belo: É onde fica o Aeroporto de Vergonhas Congonhas. No mais, é um amontoado de prédios e casas que fica entre Moema, Santo Amaro e o Brooklin.
  • Casa Verde: Versão do Carrão para a Zona Norte, só que um pouco pior, pois nem metrô por lá existe. A Casa Verde é para São Paulo o que o Acre é para o Brasil e a Guiana para a América: ninguém nem lembra que existe. Na verdade, os paulistanos só lembram desse bairro durante o Carnaval, pois a escola de samba do bairro (que, vejam só, tem o azul como a cor principal) às vezes ganha um ou outro título. Chupa, Gayviões da Fiel!!
  • Ermelino Matarazzo: É onde fica a USP Leste. Totalmente isolado da cidade, só é possível chegar lá de trem. Só tem baiano.
  • Freguesia do Ó: Bairro de pobres metidos a ricos. Também é o lugar onde há maior concentração de "familias" (gangues de garotinhos e garotinhas rebeldes que não tem o que fazer). Os mais famosos lugares desse ilustre bairro são a Praça da Matriz, onde as torcidas organizadas do Parmêêêra, Curintia e São Paulo sempre se divertem brigando e às vezes até se matando, e também a Escola de Samba Rosas de Ouros, maior concentração de pobres, manos e pagodeios da ZN da cidade. Recentemente inauguraram um lixo clube chamado Aqua, onde há densa concentração de "famílias", crianças, patricinhas pobres e estranhos da região.
  • Grajau e Pedreira: Ambos Ficam a 10 minutos do fim do mundo. De cada 100 habitantes, 80 moram na favela, e 15 morrem antes de responder e 5 assaltam o entrevistado. Os 2 bairros ficam às margens da represa Billings, a praia paulistana cheia de cadáveres e fezes boiando. Devido às favelas, praias sujas e tiroteios constantes, dizem que esses 2 bairros são os que representam bem a elite de São Paulo.
  • Baianases Guaianases: Compostos 100% pelo pobre clássico: torce para o Corinthians, se espreme no ônibus e no metrô para ir trabalhar do outro lado da cidade como pedreiro, porteiro, empregada doméstica ou operador de telemarketing, e a única diversão no fim de semana é se amontoar no barraco da laje para comer churrasquinho de gato, tomar cerveja e dançar pagode e funk com os "mano".
Avenida Faria Lima, um dos pontos mais caros de São Paulo
  • Higienópolis e Pacaembu: Bairros da zelite brasileira decadente. Os moradores são filhos dos barões do café do passado, que já não têm mais porra nenhuma. Só não perderam a pose, tanto que não querem que construam metrô naquela região para não atrair a "gente diferenciada" para o seu gueto recanto.
  • Itaim Baiano Paulista: É um bairro parecido com São Miguel Paulista, só que consegue ser pior ainda. Cerca de 90% das ruas não são asfaltadas; apenas a Avenida Marechal Tito, que é a principal, tem asfalto. 99,919% dos córregos correm a céu aberto, mas isso apenas na teoria, porque na prática as favelas tomaram até os córregos e estão em cima deles. Itaim Paulista fica mais perto do centro de Guarulhos do que do centro de São Paulo. Chuck Norris foi o 1° a chegar a esse bairro e diz a lenda que Chuck procurava um banheiro, então como não achou uma privada fez suas fezes ali mesmo no Itaim.
  • Indiaquera Itaquera: Este bairro é o campeão do bullying em São Paulo. Quando se fala em qualquer coisa que não presta na cidade, é o primeiro bairro que vem à cabeça. Esse povo "sufrido" tem um novo orgulho, o Shopping Metrô Itaquera, que nada mais é um ponto de encontro para os pobres e favelados do bairro. Agora também é o bairro escolhido para sujar a imagem sediar os jogos da copa em São Paulo, no grande monumento construído com dinheiro público para fins privados: a Arena dos Gambás.
  • Interlagos: Bairro da burguesadazinha da Zona Sul "da ponte pra cá", é rodeado de favelas, pobres, miseráveis e nordestinos do Grajaú e da Pedreira por todos os cantos (por isso também é chamado de "Ilha da Fantasia"). Os ricos ficam em suas mansões observando, de binóculo, os pobres morrendo afogados nas fezes da Guarapiranga, praia do paulistano e para onde o morador de Interlagos leva os "brotos" depois de dar uma rezadinha na igreja de São Pancrácio. Se orgulha de sediar a etapa mais suja e emporcalhada da F1, e os favelados que moram ao redor do autódromo ou alugam as suas lajes para os riquinhos com bonés originais da Ferrari ou então fazem churrasco (na laje) com o boné da Ferrari comprado no Largo 13 (ver Santo Amaro). O bairro conta com Shopping Centers "importantíssimos", como o SP Market (que ainda oferece queda do teto na sua cabeça de graça) e o Shopping Coquinho, frequentado por todos os baianos das redondezas (e também oferece queda do teto, de graça).
  • Ipiranga: Bairro odiado por todos os brasileiros, pois foi aí que Dom Pedro cagou e o Brasil nasceu. Hoje em dia é habitado por uma classe média decadente.
  • Itaim Bibi: Bairro onde só tem riquinhos como pattys e boyzinhos que se acham a última bolacha do pacote.
Imagem realista da cidade de São Paulo feita do Paint.
  • Jabaquara: Tem sua população composta de 1% de moradores, 25% de habitantes do ABC que fazem baldeação dos ônibus da Metra para a linha Azul do Metrô e 74% de surfistas, farofeiros e afins que descem para o Reino de Santos. Tem como atração turística os aviões que passam dando rasante tentando descer no porta-aviões aeroporto de Congonhas. Totalmente dominado pelo tráfico.
  • Jaguará: Bairro de "exilados políticos" da União Soviética. Aqui você tem o prazer de escutar as pessoas falando um idioma sem vogais, totalmente diferente do resto da cidade!!! Além de você nunca saber onde fica a padaria ou o boteco por aquelas letras toscas. Único lugar do mundo onde as pessoas tem orgulho em serem russas ou polacas. Dominada pelo Máfia Russa e pela Reversal Russa.
  • Jaguaré: É um bairro com riquinhos filho de papai que estudam na USP e pobres miseráveis de mais uma favela que fica na marginal, favela com vista para o Shooping Villa-Roubos. É um bairro com grande desigualdade: de um lado os ricos são-paulinos que soltam a franga, e de outro os pobres corintianos assaltantes de carrinhos de hot dog.
  • Jaraguá Também conhecido como Jaramaica, a terra dos regueiros paulistanos, é também o lugar onde localiza-se o monte sagrado Pico do Jaraguá, o ponto mais alto de São Paulo e o cartão postal do bairro. De lá pode-se ver o santuário do Silvio Santos, o prédio do SBT.
  • Jardins: Quatro bairros também habitados pela zelite brasileira. Tem a maior concentração de viados por metro quadrado, o que desfilam todos os anos em sua principal avenida formando a maior parada gay do mundo, em dias normais eles se concentram no famoso Shopping Frei Gay Caneca. Simplesmente um luxoooo!!!!Já as moradoras do bairro fazem um bico durante á noite na rua Augusta para poderem se sustentar.
  • Jardim Ângela e Jardim São Luís: Só tem favela, traficante e bala perdida para tudo quanto é lado. Diz-se que 110% das moradias desses lugares são favelas. Na verdade morre mais gente lá do que no Iraque. A vantagem para os moradores é que eles podem dizer sem mentir que moram nos Jardins, e na Zona Sul. Apesar de dizerem o contáario, Jeremias nasceu e cresceu lá. Segundo a história, lá era um lugar mais chique do que todo o resto de Londres, mas Chuck Norris chegou lá e não gostou do bairro... o resto, como vocês sabem, é história.
  • Lapa: Mais um bairro paulistano que se divide em quatro, segundo os corretores de Arranha-Céus da Carlos Weber: Lapa de Cima, Lapa de Baixo (essas duas divididas pela Linha do Trem), Parque da Lapa (área próxima ao cemitério, local do ponto final do 8615 porque da Lapa-Terminal porque Dom Pedro II) e City Lapa (versão piorada de Moema) . Bairro totalmente sem graça de se morar, porque nem reforma se pode fazer nas casas. Famoso pelas calma rua 12 de Outubro e pela maior feira livre do Mundo, conhecida como Ceasa (ou Ceagesp para os mais nerds). Possui um dos melhores hospitais públicos da América Latina, o SOCORROcabana.
A famosa estátua do bairro da liberdade.
  • Liberdade: Bairro japonês, mais japonês que Tokio. Dominado pela Yakuza e por otakus (o_O). À noite, existe uma grande variedade de prostitutas comidas pelo Velhinho que comeu e não pagou. Suas ruas são limpas e tranquilas.
  • Marsilac: Segundo o Padre Quevedo, isto non ecziste. Provas disso é que dizem que de lá dá para ver o mar, tem uma reserva de Mata Atlântica e só se chega de helicóptero. Em plena cidade de São Paulo. Reza a lenda que o bairro tem vista para o mar, visto que está a 8 km do litoral.
  • Mooca: Aí estão os italianos carcamanos maledettos fazedores de pizza e as nonnas. Os habitantes deste bairro são conhecidos como Mooconheiros e são os únicos no país que torcem para o Juventus - de longe, o pior time do Brasil. Na verdade a Mooca é uma espécie de filial napolitana em São Paulo, e até os moradores acham que estão em outra cidade, tanto que inventaram até um hino para o próprio bairro. Dominada pela Máfia.
  • Moema: Para quem tem dinheiro, é o éden da cidade. Em nenhum outro lugar do mundo se concentram tantas putas de luxo quanto nesse lugar. Por isso é o lugar preferido escolhido por executivos trambiqueiros em geral para morar. O problema é que existem outros trambiqueiros além deles que circulam pelo bairro - o que justifica o alto índice de arrastões que acontece todo dia lá.
  • Morumbi: Sede do maior estádio da cidade, o La Bambinera Estádio do Morumbi. Bairro mais freqüentado pelos moradores dos Jardins - bambis, são-paulinos gays, etc. As mansões dos multibilionários ficam na parte alta, enquanto as favelas ficam na parte baixa. Assim como o Rio de Janeiro, que tem a Baía de Guanabara, o Morumbi também tem um esgoto a céu aberto: o Rio Pinheiros (que ainda é mais limpo que a Guanabara). No Morumbi também é onde fica mansão de Sílvio Santos, a Domus Abraveneum.
O surfe urbano é um dos esportes preferidos na cidade, além de resolver o problema do transporte público
  • Parelheiros: Apesar de tudo, tem a "honra" de ainda ser chamado de São Paulo. Fica a 2 horas da outra ponta do mundo, lá onde mora o carteiro Jaiminho. É um lugar bom para quem não gosta de civilização, pois o homem branco ainda não chegou até lá. Além disso, é desse terminal que sai um ônibus chamado "Papai Noel". Se Parelheiros já fica no puta que pariu fim do mundo, imagine Papai Noel.
  • Penha: É o bairro dos manos. Quem vai até essas quebrada precisa ir prevenido para não olhar para nenhuma mina, nem ir vestindo a camisa do Parmera, senão vai arrumar treta com os truta.
  • Perdizes/Pompéia: De um lado, só tem os estudantes maconheiros da PUC e músicos decadentes. Do outro, sedia o grande chiqueiro da cidade: o Parque Antártica. Facilmente um carro fica na vertical, pois quase todas suas ruas são absurdamente íngremes. Como é de se esperar de um bairro italiano, tem 42 pizzarias por metro quadrado.O bairro também se destaca pelas suas moradoras gostosas como a Ana Hickmann, Sabrina Sato, Mariana Ximenes e Débora Falabella. O número de assassinatos é um dos mais baixos da cidade (o que lhe proporciona o melhor IDH da cidade), o que não é o caso do número de roubos de carros e arrastões em seus apartamentos luxuosos... Possui também um grande números de colégios particulares cheios de alunos filhinhos-de-papai.
  • Perus: Bairro misterioso localizado além da civilização. Ver artigo principal.
  • Pinheiros: Se Moema é o bairro das putas de luxo, Pinheiros é o bairro dos filhos dessas nobres senhoras: quase todos os políticos e ex-prefeitos da cidade moram nesse lugar. Os filhos deles são os vagabundos que passam o dia em algum boteco da Vila Madalena divagando sobre o quão injusta é a sociedade moderna (menos com eles, é claro), e as esposas são outras putas de luxo, que sempre fazem as compras de mês na Daspu. Em Pinheiros fica o prédio mais feio (eufemismo) da cidade, o edifício Villa Europa.
  • Pirituba: Considerados por muitos como a Acre da cidade, terra de pagodeiros metidos a ricos. Os moradores afirmam que são descendentes de holandeses, só para não dizerem que são simplórios nordestinos. Aliás, o consumo de maconha e a viadagem do bairro são semelhantes a Amsterdã. É a terra de importantes personalidades como a Tua Mãe , Inimigos da HP e Snoopp Dogg. Dominada pelo tráfico.
  • Ponte Rasa: Todo mundo que mora lá sempre fala que mora na Penha,as únicas pessoas que conhecem esse bairro são as pessoas que usam como rota a Avenida São Miguel.
sinalização paulistana: a melhor do país
  • São Miguel Baiano: Mais conhecido como "São Miguel Paulista" pelos nerds, também conhecido como o enclave da Bahia na capital: 99,99 % dos habitantes são nordestinos, o restane é filho de nordestino, casado com nordestino, ou é amigo de nordestino. É a terra natal do grande cantor da dor de cotovelo Antôno Marcos e da cantora Tecno-Brega-Sertaneja Roberta Miranda. Tem um forte movimento separatista que quer separar o bairro da cidade, pois teve a sua secular autonomia anulada pela Ditadura Militar.A diversão nos finais de semana é encher a cara no Bar do Coquinho e nos 20.000 bares que infestam o bairro (uma média de 1 bar para cada 10 habitantes).Também pode-se alugar filmes piratas que detonam o seu DVD ou cuidar-se da vida alheia em rodas de senhoras (leia-se fofocas).O esporte do bairro é fazer a famosa TV a gato nos finais de semana, porem com o roubo dos cabos dos postes e a subistituição dos mesmos por fibra ótica, o laborioso povo de St .Michael City criou uma nova categoria de comércio: A TV A GATO DIGITAL. É so procurar o seu amigo que fez 3 anos de FATEC e pronto - você tem um cartão de acesso clonado ou um receptor "batizado" para acesar a Claro TV,a GVT, a Net Combo, a NOSSATV, a OI TV, a SKY, a Vivo TV; etc...Dominado pelos bandidinhos pés de chinelo que fingem que são do P.C.C. e do tráfico...Mas são tudo uns zé mané!
  • São Mateus : Um dos bairros mais corinthianos da zona leste,já dá pra imaginar como é,um bairro favelado,um bairro dividido em 3 distritos na teoria,mais na verdade são 3 complexos favelisticos,fica perto de cidade tiradentes e o fim do mundo,os outros 2 distritos são iguatemi e são rafael,onde tem muita fazenda, e muita invasão de favela, o jardim da conquista por exemplo,conquistado pelo MST, e é o bairro onde os mano e mina da zona leste dança um funk,ou canta um racionais,ou dança um axé no maior estilo reboloso.
  • Santana: Tem o Sambódromo, o Anhembi e o Campo de Marte (um campo desértico aeroporto de pequeno porte). Em Santana ficava também a antiga penitenciária do Carandiru, um cartão-postal e orgulho dos moradores do bairro. O "centro de Santana" é conhecido como inferno, pois é feio e sujo (vendedores ambulantes não faltam). O que mais se vê é lixo na rua e placas de rua tortas, amassadas, quebradas. A parte residencial de Santana é composta por grandes prédios de luxo e casarões [pena que tudo seja pose, pois metade está fudido falido]. A rua Pedro Doll abriga a zelite decadente do bairro, que anda de Veracruz e Sportage parceladas em 60 vezes. Esse bairro abrange toda a Zona Norte, pois quase todo mundo da ZN (principalmente quem mora em Casa Verde, Mandaqui ou Lauzane) diz que mora Santana.
A Estátua do Borba Gato: O Batman paulistano
  • Santo Amaro: O terror dos petistas. Ocupado principalmente por empresas multinacionais e seus CEOs. O curioso é que o bairro também tem dois teatros, mas nenhum shopping decente por perto. É onde se encontra o candidato paulistano às Novas Sete Maravilhas do Mundo: a Estátua do Borba Gato. Possui o centro comercial mais movimentado da gigalópole, o admirado, limpo e bem frequentado Largo 13 de Maio. O bairro de Santo Amaro também concentra o maior número de baianos por metro quadrado, que se encontram todos os domingos no Patativa para comer buchada de bode e lembrar da terrinha, sempre ao som do forró, sertanejo e funk.
  • Sapopemba : É um bairro onde 90% da população cheira maconha e fuma cocaina,isso mesmo,eles ficam doidões e chegam a esse ponto,seus lugares mais chiques são o morro do jardim elba,onde fica os maravilhosos barracos que são verdadeiras esculturas de madeira, e por que não a COHAB teotonio vilela,onde gentilmente,moradores não conseguem vivem 5 anos seguidos e morrem de bala perdida, e assim abrem espaço para mais uma família conseguir seu "apê" na COHAB,dizem que a vó da tati quebra barraco morava na sapopemba e foi eleita a miss sapopemba de 1624.
  • Tatuapé: Bairro dividido em dois pela linha do Metrô. De um lado (onde tem a sede do Corinthians), vivem os pobres do bairro. No outro vivem os novos-ricos, novos-trambiqueiros, novas-bibas e novas-peitudas de São Paulo. Dizem que é lá onde mora o Seu Creysson, já que todo tatuapeense é como ele: tem dinheiro, mas não usa roupa decente, não tem dentes e não sabe nem assinar o nome. A melhor maneira de irritar um tatuapeense é lembrá-lo de que o Tatuapé fica na Zona Leste, uma vez que eles não se misturam com a gentalha.
  • Tucuruvi: Lá tem a primeira estação do metrô... Ou seria a última?
  • Vila Formosa: O bairro se divide em três partes: o cemitério, onde só tem morto, o Jardim ANALia Frango onde moram os pobres metidos a rico e o restante do bairro que é totalmente pseudo-ANALia Frango. Quem mora parte oeste da Vila Formosa sempre diz que mora no ANALia Franco, que é mais riquinho. E quem mora no timor extremo leste "Jd." Vila Formosa diz que mora na "Vila" Formosa. Assim como quem mora no rio da Vila Antonieta diz que mora no Jd. Vila Formosa.
  • Vila Madalena: Simplesmente a maior concentração de vagabundos, cachaceiros e filósofos de almanaque do planeta (perde somente para o Rio de Janeiro e Paris).
  • Vila Maria: É um bairro ultrapoluído, onde existe fluxo e refluxo de caminhão o dia inteiro. Fica na saída para o Rio de Janeiro e para Belo Horizonte. O bairro inteiro é sustentado pelas empresas de transporte de cargas e montadoras de caminhão. É famoso por ter sido base eleitoral de Jânio Quadros, após sua morte seus acólitos roubaram seu corpo do cemitério e o esconderam em algum galpão abandonado e para alugar (ou seja 80% do bairro) com esperanças de ressucitá-lo algum dia.
  • Vila Mariana: Bairro de velho, grudado com o Parque do Ibirapuera. Mais da metade das residências são quartos de hospitais. As famílias que moram lá se acham ricas, tradicionais e, em maioria, evitam contato com pessoas comuns, contraditos quando comparecem em festinhas juninas em terrenos baldios.
  • Vila Matilde:: Bairro onde as pessoas que moram dizem morar no Tatuapé, as mais sinceras dizem morar "do lado do Tatuapé" e as de mais credibilidade dizem morar na Penha! Um bairro pitoresco onde convivem lado a lado boyzinhos de classe mérdia baixa metidos a besta e os mais genuínos manos, uma relação onde uma linha tênue separa amor e ódio! As pelejas desta relação são resolvidas com a oferta voluntária por parte dos otár... mais abatasdos aos margi... menos abastados!Esta oferta pode conter tenis, bonés, celulares e outros artigos de vestuário. As opções de lazer são: Jogar um futi na Sociedade (vulgo "Sociedade Amigos da Vila Matilde"), jogar um futi no campão, jogar um futi na rua e chupar um sorvete na Chup's que, desde a época de cristo, está na Vila com este nome sugestivo. O centro de negócios mais famoso é o popular Dalila (conhecido como a Wall Street zonalestiana), onde as celebridades mais badaladas se reúnem para comer um churros. As atrações turísticas mais conhecidas são a estação de metro e a escola de samba Nenê de Vila Matilde (que fica na PENHA!).
  • Vila Nova Conceição: Bairro de novos-ricos com cachorros e crianças. É também o cenário preferido da Rede Globo quando a personagem metida da novela mora em São Paulo.
  • Vila Prudente: Primeiro bairro da Zona Leste entre Ipiranga e Mooca é um bairro onde os moradores acham que são ricos porque compraram um sobradinho e fizeram um esticadinho com laje pra tomar Sol, Muitos vagabundos e maconheiros, muito cara chato e babaca dando uma de bacaninha, onde não saem da padaria Center J, e todo mundo diz que estudou na merda do João XXIII.
  • Vila Ré: Bairro com maior concentração de fofoqueiros e fofoqueiras por cm³ e não importa para onde vá tem alguém de olho e falando de você. Muitos moradores se negam a falar onde moram devido as piadinhas de duplo-sentido sobre o bairro.
Farol paulistano, espécie típica da região, encontrada por toda cidade.
  • Grande São Paulo: Região periférica da capital que abriga as pessoas que não tem bufunfa o suficiente nem para morar na Zona Leste de São Paulo. Geralmente, seus moradores gostam de dizer que moram a 25 ou 30 minutos do centro de São Paulo, que numa velocidade de 100 km/h significa 42 a 50 km, o que significa que na verdade moram em Ferraz de Vasconcelos, Suzano, Osasco, Carapicuiba, etc... Eles também se gabam de dizer que, dependendo do trânsito é a mesma coisa que se morassem na zona sul e tivessem que trabalhar na zona norte, querendo mentir - para eles mesmos - que também moram em Sào Paulo, apesar de viverem a margem da cidade. A região de maior destaque da Grande São Paulo é a região do alfabeto (como se alguém soubesse ler naquela jossa) ABCDOGHIJKLMNPQRSTUVXYZ, formada pela trilogia dos Santos (Santo André, São Bernardo do Campo São Caetano do Sul eDiadema) e também pelas cidades de,Mauá, Osasco e Guarulhos. Todas as outras são apenas derivações dessas primeiras tanto em cultura regional quanto em violência, miséria, corrupção de menores e policiais corruptos.

A melhorzinha é São Caetano do Sul, que diz a lenda que é a melhor cidade para se viver no país, com o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), mas devem ter feito a pesquisa com os funcionários da GM. Totalmente dominada pelo tráfico.

nem mesmos os barcos escaparam dos viadutos de Paulo Maluf.

[editar] Orgulho Paulista

Como todos sabem o orgulho dos paulistas é ser gay, uma vez ao ano todos os paulistas do sexo "masculino" se reúnem em uma grande passeata para dar o cu a qual chamam de passeata Mundial pelo Orgulho Paulista. As paulistanas, porém não se entristecem pois muitos cabeça-grande Nordestinos sempre estão disponíveis a satisfazer suas necessidades enquanto a grande orgia ocorre nas ruas paulistas.

[editar] Clima

Carinhosamente apelidada de Atlântida tupiniquim ou Veneza brasileira, em detrimento do antiquíssimo nome "Terra da Garoa", o clima da cidade é marcado pela incostância (chove, neva e faz calor tudo no mesmo dia) e a presença de duas estações do ano bem definidas: a das cheias e a das enxurradas. Apesar de muito comumente chover pra caralho na cidade, é no verão (estação das enxurradas) que acontecem os piores temporais, quando a cidade ferve, situação essa que só é amenizada pela alta concentração de edifícios e concreto. Obviamente que depois a cidade desaba em água, o que ao menos dá uma controlada no crescimento demográfico. O inverno (estação das cheias) é marcado pela constante entrada de frentes frias aos finais de semana, impedindo você de sair de casa. Normalmente, a frente vem acompanhada de um frio sub-polar glacial antártico depois, porém também é nessa estação inóspita que a umidade do ar cai demais em dias de sol e a poluição cria uma espessa camada negra que encobre toda a cidade, fazendo o dia virar noite. Felizmente os problemas de transbordamento do Rio Tietê foram resolvidos ainda na gestão de Paulo Maluf, que, ao trazer o Oceano Atlântico para mais perto da capital, facilitou o escoamento das águas diminuindo as enchentes.


[editar] Flora e Fauna

Segue abaixo a lista de animais e plantas encontrados em São Paulo, curiosamente adaptadas para fazer fotossíntese mesmo sem energia solar (escondida atrás da fumaça). A lista é extremamente pequena, pois são poucos os animais que sobreviveriam a tamanha poluição!

[editar] Curiosidades

Broom icon.svg
Tua mãe desencoraja seções de curiosidades, mas nós não ligamos a mínima! Sob as políticas da Desciclopédia
Mas bem que este artigo pode ser melhorado integrando-se piadas decentes e removendo idiotices sem graça.
Cada curiosidade pode render uns bons parágrafos, então faça direito!
Esporte praticado no mês de janeiro em São Paulo.
  • Em São Paulo, moram os são-paulinos bambis, que normalmente são paulistanos e por coincidência também são paulistas.
  • Em São Paulo você pode encontrar os ancestrais dos chimpanzés: os corinthianos.
  • Em São Paulo há relatos que em alguns momentos na década de 90 os cientistas encontraram vestígios de oxigênio na atmosféra de São Paulo.
  • Em São Paulo os porcos sofreram mutilações genitais e genéticas graves e se tornaram palmeirenses.
  • Em São Paulo tem a maior parada gay do Universo conhecido e provavelmente do desconhecido também, alem de ter mais de uma edição quando o São Paulo é campeão.
  • O perímetro urbano de São Paulo começa em Moscow (a, também chamada, "Liberdade") e acaba em Santiago (ou "Mooca").
  • São Paulo tem apenas uma esquina - Av. Ipiranga com Av. São João - mas lá só tem baiano.
  • São Paulo foi planejada pelo mesmo arquiteto que planejou a Favela da Rocinha e pelo mesmo urbanista que criou o Complexo do Alemão
  • Em São Paulo, os "mano" pegam as "mina".
  • Em São Paulo, toda exclamação pode ser feita com a fórmula: Puta + palavra + ducacête + mêu!. Ex. "Puta chuva ducacête mêu!", "Puta filme ducacête meu!".
  • Em São Paulo todos os homens falam como se tivessem com o nariz entupido e as mulheres como se sofressem de retardo mental.
  • Em São Paulo a palavra "trabalho" foi substituída pela palavra "trampo", o que fez com que os paulistas gostassem ainda mais de trabalhar.
  • Os paulistanos ligam para seus parentes mineiros às 3 da madrugada e dizem "E aí? Belê?".
  • São Paulo tem dois aeroportos e um hangar para naves intergaláticas, mas você tem que ir a Campinas, a Belo Horizonte ou ao Rio de Janeiro se quiser viajar.
  • Para sair de São Paulo você tem que passar por pelo menos 42,73 pedágios e 6,02x10²³ km de engarrafamento"
  • Em São Paulo, você só pode usar seu carro na 6a feira, entre 4:00-5:00 da manhã ou no Domingo de Páscoa entre 2:00 e 3:10.
  • O Metrô de São Paulo contraria a física: mais de 10.000.000.000.000 corpos ocupam o mesmo local no espaço ao mesmo tempo!
  • O Metrô se São Paulo contraria a medicina: mais de 1350 pessoas sobrevivem num local sem ventilação nenhuma completamente fechado onde só sobreviveriam 2 pessoas!
  • O Metrô de São Paulo contraria a lógica: é o Metrô mais lotado do Universo mas está entre os 5 melhores Metrôs do mundo!
  • O Metrô de São Paulo contraria o bom senso: está sempre em greve mas todos adoram o serviço dos metroviários!
  • São Paulo não é território brasileiro desde 1933, quando foi anexada a Porto Alegre por um governante de origem austríaca - Getúlio Vargas.
  • São Paulo é a única cidade do Brasil onde não existem flamenguistas.
  • Mesmo assim, existem mais flamenguistas em São Paulo do que torcedores da Portuguesa.
  • São Paulo roubou a receita de pizza dos italianos na famosa Guerra de Tróia, que aconteceu em Roma (uma cidade em Nápoles que tem uma torre chamada "torre de pizza").
  • Em São paulo você pode literalmente ver o ar que respira.
  • Se você passar mal em São Paulo e realmente precisar respirar, não se esqueça, a melhor coisa a fazer é abrir a janela e enfiar a cabeça para dentro de um prédio comercial (a pesar desta sugestão melhorar em 10.000.000% a quaidade do ar, é provavel que você precise de um balão de Oxigênio, de preferência engarrafado em Manaus ou no Acre).
  • O trânsito de São paulo possui 2 velocidades, devagar e parado.
  • Ao contrário de Gotham City, que precisa da ajuda do Coringa para causar um caos no trânsito, São Paulo precisa apenas de um pouquinho de chuva.
Um cidadão saudavel em São Paulo.

[editar] Tipinhos típicos

Carros mais compactos para circularem em São Paulo!
Vista do horizonte em São Paulo

[editar] Pontos Turísticos

O exelente transporte público de São Paulo.
Nova favela Paulistana
  • Galeria do Rock: Antes dominada por Roqueiros agora é o Shopping preferido dos Emos.
  • Museu das Pitangas:...
  • Aeroporto de Congonhas (pelo menos para milhões de paulista é)
  • La Bambineira: estádio do São Paulo Futebol Clube
  • Rio Tietê
  • Rio Esgoto de Pinheiros
  • Kartódromo de Interlagos
  • Principado do Tatuapé
  • As ruas esburacadas
  • A linha lilás do metrô
  • A greve do metrô
  • Greve de ônibus no mesmo dia da greve do metrô
  • Praça da Sé
  • Praça da República
  • Rua Augusta e seus travecos
  • Rua Frei Caneca, ou Frei Boneca ou Gay Caneca
  • Daspu e Daslu
  • Estação Brás às 7 da manhã de segunda-feira
  • Buraco do metrô
  • Grand Canyon do metrô
  • Estação Sé as 6 da tarde de sexta-feira
  • 24 em março(25 de março)
  • Antigo depósito da Tam
  • Pacaembu(que os Gayviões da Fiel se acham donos desse estádio)
  • Farinha Lima
  • Largo da Batata Ruffles
  • Jardim Ângela
  • E agora o Terminal Rodoviário Tietê(que também virou local turistico graças a maldição dos aviões)

[editar] Costumes do Paulistano

Mais paulistanos sorridentes, esperando o metrô mais rápido do Brasil. Esse artigo vai acabar e esse pessoal ainda não conseguirá sair do lugar

Você reconhece um paulistano quando ele...

  • Diz não gostar de nordestino mas não vive sem os cabeça grande.
  • ODEIA carioca. Não suporta nem em dizer que um carioca está visitando São Paulo e já diz: Olha o recalcado cheirando o tietê.
  • Paulistano pode falar que São Paulo é caótico Mas fica puto quando se é um Carioca que diz.
  • Ao dirigir, fica satisfeito quando consegue dirigir 10 metros sem parar;
  • Tem medo da polícia, mas não do cassetete do policia;
  • Ao ouvir dizer que algum lugar é longe, já pensa em ir de metrô;
  • Ao ouvir dizer que algum lugar é perto, faz as malas para 3 dias dentro do carro
  • Acha estranho uma cidade sem prédios;
  • Passa a semana inteira esperando o fim de semana para se espremer na balada;
  • Acha normal andar com um guia de ruas no porta-luvas do carro, sabendo que ele de nada serve, uma vez que os cartógrafos de São Paulo ainda não terminaram o trabalho;
  • Sabe que não é nada bom morar na Zona Leste, nem no fundão da Zona Sul;
  • Vê alguém fazer uma barbeiragem no trânsito e diz "Ô baianada"
  • Diz que os motoristas paulistas São os melhores do mundo para a mãe no celular enquanto atravessa o sinal vermelho, distraído pelo sanduíche que caiu no banco, sobe o meio fio e atropela uma idosa.
  • Não importa o tamanho do feriado, sendo feriado, corre para praia, embora fique, na verdade, a maior parte dele preso no trânsito.
  • Faz evento pra faturar dinheiro de otakus retardados todo fim de semana.
  • Faz evento GLBT todo mês reunindo milhões de bichas e mesmo assim não dá vazão pra quantidade de gays em São Paulo.
  • Acha linda a natureza do Central Park Parque do Ibirapuera, que na verdade não existe, uma vez que ninguém freqüenta.
  • Não conhece nem 0,000000...1% da sua cidade.
  • Fica indignado quando alguém de fora conhece algo em São Paulo que você não conhece;
  • Acha o máximo que todos os shows internacionais sejam em São Paulo e fica puto porque o Rock in Rio é em Lisboa(não em São Paulo...)
  • Sua loja de disco favorita é a Saraiva Music Hall;
  • As suas primeiras amizades foram feitas no prédio em que mora;
  • Conhece pelo menos cinco obras assinadas por Paulo Maluf;
  • Se chove, reclama das enchentes. Se não chove, reclama da seca da falta de água e do excesso de poluição;
  • Tem orgulho da Avenida Paulista, mas odeia passar por lá;
  • Acha estranho cidades sem shoppings para poder comer no McDonald's, Bob's ou na Pizza Hut;
  • No inverno, vai para Campos do Jordão;
  • Você classifica "natureza" como substantivo abstrato;
  • Sai a uma da manhã do sábado de casa e ainda não escolheu em qual balada vai;
  • Em outras cidades, sai de madrugada procurando bebidas, comida ou cigarros, e se irrita porque nada funciona 24h;
  • Não entende as pessoas de outras cidades que se arrumam para ir ao McDonald's.
  • E, como não podia deixar de ser, sabe que São Paulo é poluída, tem trânsito, pessoas correndo por todo o lado, um verdadeiro inferno, mas não deixa de morar em São Paulo por nada nesse mundo.
  • Não se perde dentro da sua própria cidade, mas se for para uma cidade menor e sente-se perdido, senta-se no chão e começa a chorar procurando pela mãe;

[editar] Vídeos

Um paulistano sendo preso


[editar] Ver também

Mirror2.jpg
Conheça também a versão oposta de São Paulo (cidade) no Mundo do Contra:


Espelhonomdc.jpg



v d e h
SÃO PAULO
SP
SP
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas