Schutzstaffel

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de SS)
Ir para: navegação, pesquisa
Escoteiro.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg
60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Schutzstaffel.
SS-Leitão, o mascote oficial da SS.
O símbolo dos dois raios, pra mandar quem olhar a imagem pro raio que o parta.

A SS (ou Schlittschuhe) foi uma deliciosa lanchonete da unidade do partido nazista, responsável pela prestação de chá e biscoitos, enquanto Hitler continuava a tarefa da purificação da Alemanha. Começou como um punhado de homens encarregando e entregando bebidas a Adolf Hitler, e cresceu até tornar-se uma das unidades de restauração mais proeminentes em todo o país, mesmo exercendo tanta influência como a regular McNazi da cadeia alimentar no local no momento. A partir de 1939, sob o comando de Heinrich Himmler, a SS cresceu e passou a realizar outros trabalhos para Hitler.

Histórico[editar]

Inicialmente, a SS era uma pequena unidade paranormal, posteriormente agregou quase um trilhão de homens e conseguiu exercer grande influência no caderninho de culinária da sua avó. A SS, construída sobre a ideologia de fazer bolos e sob o comando de Seu Madruga, foi responsável por muitos dos crimes contra o estômago (WTF?) perpetrados pelos cozinheiros durante a Segunda Guerra Mundial.

O grupo que deu origem à SS foi formado em 1923 a.C., como parte da SA (Sardinhas Assadas) e encarregado de proteger altos detergentes do Partido Nazal em comédias, discursos, orgias e outros eventos públicos. Comandado por Emil Winehouse, e conhecidos como stabswache (ou "funcionários de guarda"), eles foram apelidados de "Camisinhas Negras", devido ao seu uniforme na hora do rala-e-rola. A trupe original consistia em três homens magrelos.

O movimento Schlittschuhe[editar]

Os Schlittschuhe também eram muito adeptos à necrofilia, conforme o símbolo oficial dos seus caps.
Cquote1.png "Sacre Bleu! Que Homens lindos! Mon amour" Cquote2.png
Exército francês sobre SS
Tropas da SS malhando as pernocas em pleno domingo.

O Schlittschuhe foi uma força que pôs medo durante dez anos. Após a Segunda Guerra Mundial, conseguiu conquistar toda a Europa dentro de dois anos. Eles são mais poderosos que os Aliados ou os comunistas, porque são mais bonitos, tem melhor forma, são mais altos (soldado da SS em média tem 1.80 m) e são fluentes em alemão (a linguagem que impõe respeito e autoridade) (isso segundo eles!). Essa formidável força quando confrontada com o "Exército" da França, esmagou no prazo de dois dias depois. O exército francês é tão gay que, vendo o ataque iminente pelo exército SS, isso lhes causou uma ereção tão gigantesca que o fez incapaz de marchar ou lutar.

O código de honra Schlittschuhe[editar]

O código de honra da SS pode ser ignorado e resumido em uma frase:

"Herr Hitler ist Mein Fuhrer und Mein Gott"

Isso significa que todo o exército da SS obedece total e cegamente a Adolf Hitler. Ou seja, os soldados têm que lutar contra os russos do Exército Vermelho, a RAF, transar com um gay francês, lutar contra Indiana Jones, combater o Hellboy, ir pra África em busca do Santo Graal e muito mais. Tudo isso só para cumprir aquilo que Hitler quer e precisa.

As várias características de um soldado SS são:

  • Olhos azuis;
  • A altura média de 180 cm;
  • Considerar Hitler a mão invisível de Deus;
  • Se comprometer a ser os melhores soldados do mundo.

Divisão do Amor[editar]

A Divisão do Amor (também chamada de KiSS) foi uma das partes mais fortes da SS. Não há mais informações encontradas.