Sabão em pó

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Somebody set up us the bomb!!!

Esta página contém elementos bélicos, químicos, atômicos ou bombásticos,
podendo causar um grande estrago no computador (e na mente) do leitor.
Exploding-head.gif
ESTE ARTIGO É SOBRE QUÍMICA

Após terminar de ler, lave os olhos com água corrente em abundância por 15 minutos.

07.jpg

Cquote1.png Porque sujar faz bem Cquote2.png
Minha vó sobre Sabão em pó

Sabão em pó é um produto granulado que oxida e elimina a sujeira do ambiente e das roupas.

O Sabão em pó derrotando o temido vaso sanitário

Invenção[editar]

Foi inventado por Márcia Goldschmidt na Alemanha. estava originalmente interessado no potencial da reação na produção de metais de grande pureza química, mas rapidamente verificou que a reação tinha uma aplicação óbvia na área da limpeza. Goldshimidt descobriu que se, misturasse óleo com soda cáustica, o produto final era o sabonete. Ele moeu este, misturou com loló e virou o sabão em pó. De facto, a sua primeira aplicação comercial realizou-se na na limpeza dos banheiros públicos de Essen em 1899. A demanda de sabão em pó começou a crescer e Goldschimidt fez uma fabriquinha de sabão em pó que cresceu e até hoje fabrica sabão.

Aplicação[editar]

Apesar dos reagentes serem estáveis a temperatura ambiente, eles queimam com enorme potencial exotérmico quando em contato com a sujeira. A sujeira se torna líquida feito uma diarreia e se dissolve na água suja da máquina de lavar. Devido às altas temperaturas alcançadas o sabão em pó contém sua própria reserva de oxigênio, e portanto, não precisa de ar para funcionar. Uma reação de sabão em pó não pode ser interrompida após iniciar em qualquer ambiente, e a presença da água não deixa a roupa pegar fogo. Uma granada de sabão em pó pode destruir rapidamente a sujeira de grandes ambientes como vestiários e banheiros. Pode ser usado junto com detergente, desinfetante e amaciante.

Ver também[editar]