Salto do Lontra

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Você quis dizer: ANDROIDES DOMINANDO A TERRA! ...CORRAM!. Google sobre salto do lontra

Onde?!?!?!? Google Mapas sobre salto do Lontra.

"A vida é algo muito louco, outro dia mesmo enquanto eu tomava uma cerveja na pizzaria..."Lontrense filosofando sobre a vida.

Putz, mais um padre indo embora casado lontronse sobre religião.

Mas... do que você estava falando mesmo? Nao-lontrense ouvindo sobre a cidade.

Amo... você desejaria mais alguma coisa? escravo-empregado lontrense no fim do dia em uma conversa com seu chefe.

Sabe o oliveira? irmão da ruth, casado com a luma? pois então, ta tendo caso com aquela galinha que sai com todo mundo, A beatriz. lontrense sobre a vida da sociedade.

Bahh, vou votar no vierinha de novo, home bao, sempre pergunta das meus filho quando jogamo baralho no formario. Lontrense e sua visao totalmente ética sobre a política.

Sobre

"Salto do Lontra" é a cidade em que nascem lontrenses (seres meio humanos, meio lontras e um pouquinho de capivaras), e com cerca de 13 mil lontrenses (13mil menos 10mil?), salto fica localizado no interiorrrr do Paraná, entre Dois vizinhos e Nova Prata. O nome do município surgiu por haver lontras no local(ahh serio não me diga), e bonito Salto de água.

Uma lontra nativa da cidade.

Geografia

A área municipal é cerca de 313 km²,(tipo...pouca coisa maior que um ovo de galinha carijó), e a maior parte dos lontrenses mora em fazendas do município(exatamente, nao basta morar no interior, tem que morar no interior do interior, pra vestir a camisa"inha"). Não vá esperando encontrar uma fauna e flora muito extensa, na cidade impera a "lei" do derrube três arvores para deixar o caminho mais bonito. Quer plantar? plante bananeira(a brincadeira, não a arvore), pois assim você nao suja as maos de terra. Quanto a fauna, há diversos tipos de caos viras latas, perdidos pelos guetos, pelas ruas, sem donos, fazendo suas próprias leis, se organizando para no futuro conquistar a cidade e dominar os humanos que nela habitam.

Do status de cidade pequena, Salto Do Lontra só possui o ares, porque o charme encontra-se em falta ...há uns 60 anos(ironicamente o período de tempo que ela foi criada) Cheia de relevos(se a disneylandia((tá ok, beto carreiro)) tivesse descoberto o local pra construir uma montanha russa seria de melhor proveito) vá esperando muito moro, muita subida e descida e paisagens dignas de um quadro borrado de um artista ruim.

A pecuaria é o carro chefe da cidade, portanto prepare-se para encontrar touros com chifres muito muito grandes por toda a parte. É um fenomeno interessante. Peruas e galinhas também podem ser encontradas em grande número pela cidade. As raças que convivem pacificamente entre si.

História

Salto do lontra passou a "existir" em 1951(fala sério, seu pai é mais velho que isso!) Um dos primeiros colonizadores da cidade, foi Nicolau Inácio, que ganhou em homenagem o nome na principal evenida da cidade(a única asfaltada por sinal).

Quem passa pelo Salto, geralmente gosta e não fica, ou volta periodicamente a cidade, mas geralmente ninguem passa, a não parentes, ou conhecidos de algum morador da cidade. Os maiores acontecimentos da cidade são bailes. Nao há em absoluto (e nao perca seus cinco minutos percorrendo a cidade) uma única boate por lá. Entáo quando não há festas dentro dos perimtros do município, os jovens sempre optam em ficar em casa comportados(tá bom, o fato é que eles vão beber em cidades vizinhas mesmo, e resolvem o problema)(o que com certeza deve explicar a grande incidencia de namoros extra-territorias).

Turismo

Com status de cidade pequena, Salto do lontra (ou das lebres pois lontra não existe mais foram todas assassinadas e comidar por pequenos mafagafos) também carrega as vantagens disso(todos conhecem todos, há fofocas do seu vizinho, do vizinho do seu vizinho, do cara que mora no centro, e da perua que resolve dá pra todo mundo, dá santa que nao dá pra ninguem, ok as "vantagens" vao além disso) nao há quase roubos, furtos ou mesmo violencia, pelo menos nao com a mesma intensidade de uma grande Dois Vizinhos.

Nao há cinema ou teatro por lá, mas é fato, que se pode sentar na AV(mentira e apenas um toco de rua) Nicolau Inácio(centro) para ver o "movimento"(1 ou 2 caros por dia e olha la ainda), e a maioria o fazem, o que de fato, gera movimento(do tipo asilo para idosos).

Também é fato(e nao é uma critica, por mais que pareça) que por lá impera mais a aparência física que a intelectual. Talvez essa seja uma característica de cidades jovens, já que para parametros da historia, Salto, ainda não passa de um adolescente em fase de excitação(errr, punheteira mesmo).

Procure visitar também a casa dos Warmling, famosos fazendeiros e quituteiros da cidade (tem fama local por servirem rosquinhas ótimas), descendentes dos primeiros alemães e controlam a bagaça dessa pobre cidade.

lets speak about ----sex---- tourist attraction:

A Matriz: a igreja mor cidade *bocejo*, onde acontecem casamentos, eventos, teatros com tema biblico, ou pseudo educativo, e onde pessoas com honra imaculada costumam ir ao menos uma vez por semana *bocejo*. A entrada é franca, em média algumas dezenas de missas sao realizadas por semana com o teor exatamente igual, portanto nao fique preocupado em nao se entediar. Na entrada do local, é distribuido um panfleto(com o conteúdo da missa) para que você finja que esta prestando atençao no que o padre fala, e principalmente para que ele nao perceba(como se o mesmo nao estive pensando a mesma coisa) que você na verdade, esta imaginado quem comeu, quem comerá, ou quem poderia estar comendo naquele exato momento, enquanto escuta milhares de bobagens repetitivas. Se for um cara de atitude, mostre o pinto na saída da missa, é uma tradiçao pouco incomum que ocorre mensalmente no ambiente.

A Avenida: Tao comprida quanto o penis de um anão, e tao movimentada quanto a vagina de uma virgem. Tem lá seu charme. Apesar de esburacada, sem coisas interessantes para se fazer, sem sombra(nao há arvores, prédios e muito menos pessoas altas para bloquear o sol) e principalmente: sem gente bonita. Mas os feios costumam se entender por lá, e anualmente uma leva de novos lontrensinhos vêm ao mundo. O "grande movimento"(meia duzia de feios, mal vestidos e frustrados psicologicamente) ocorre geralmente aos finais de semana., que é quando as cansam de bater com a cabeça na parede, e assistir ao jornal nacional. Se você for a cidade, precisa conferir o espetáculo. A entrada é franca( somente comida e bebida ficam por quanto do interessado) mas você poderá ver dezenas de espécimes raras e bizarras soltas em seu habitat natural. Por favor, nao alimente os animais.

O Saltão:ahhhh, a natureza. Uma cachoeira, cercada de água limpa, com dezenas de pessoas felizes e lindas banhando ao seu corpo e alma. O que você verá de fato: Sim, há uma cachoeira, cercada por água suja e fedida, com dezenas de pessoas sujas e fedidas(se você esta na chuva...) boiando em cameras de pneus(errr) aproveitando o ambiente. E quando você acha que ja viu sujeira o suficiente e procura um lugar para sentar, percebe que o matangal em si é uma sujeira ambulante, não importa quando, e onde. Não há como se esconder, o sol, as pessoas e os mosquitos estão por toda a parte. Dica: se você gosta de se frustrar, de mosquitos, de água suja e de cameras de pneus que nao se encontram dentro dos respectivos pneus, é um excelente lugar. Entrada Franca.

População

A nata da cidade sao os donos dos comércios, e como em uma casa de boneca, há dois supermercados grandes em toda a cidades, duas video locadoras, uma banca de jornal(que resiste arduamente, apesar da pouca leitura, e outras "enes" coisinhas, que lembram se ter com menos intensidade do que um bairro de Curitiba, por exemplo) Independente as criticas, das pessoas que se sentiram injustiçadas por lá, Salto do Lontra, permanece(com crescimento lento, é verdade) imperando como a pérola do sudoeste(e que ninguem venha com a piadinha de que então se trata dos restos de tudo)...e por um coisa ou outra(ou talvez pelo nome incomun do município mesmo)todos que passam por lá, com certeza, nao esquecem (ou fazem questão de esquecer)importante lembrar

Ver Também