Salto em altura

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Salto em altura é mais uma modalidade besta do atletismo, que consiste, obviamente, em um bando de gente sem nada de bom para fazer da vida ou acrescentar à humanidade, de pular por cima de um cabo de vassoura suspenso, como se isso fosse grandes coisa.

História[editar]

Pouso perfeito de um salto estilo quadradinho de oito.

A competição foi inventada na Escócia por volta do século XIX, porque nem os gregos da Grécia Antiga eram tão retardados assim para ficarem pulando iguais umas crianças hiperativas. Os escoceses, no caso, após horas se afogando em birita, descobriram que chacoalhar o cérebro aumenta o efeito da embriaguez, então começaram a pular. Como criatividade retardada de bêbado não tem limites, toda aquela gente pulando acabou se tornando uma competição de saltar por cima de cabos de vassoura anteriormente utilizados para brincar de lutinha de espadas e outras coisas típicas de bêbado como enfiar esse cabo de vassoura no cu.

Foi incluído nos Jogos Olímpicos da Era Moderna de 1896 através de uma brincadeira irônica pois era uma modalidade bem retardada pois os pulos eram dados sem técnica alguma. Para piorar, até 1912, existia ainda a modalidade do salto em altura sem a corrida a partir do chão, não há imagens dessa bizarrice, mas com certeza deveria parecer um campeonatinho de simulação de ataque cardíaco, com as pessoas paradas do chão, pulando e então caindo.

O salto em altura é a modalidade do atletismo considerada a que mais sofreu modernizações de técnicas ao longo do tempo, por muito tempo o estilo Eastern Cut-off foi a técnica utilizada pelos principais saltadores que é basicamente aquele pulo de frente trocando de pernas.

Depois surgiu o estilo Western Roll onde agora os saltadores no meio do ar se contorciam feito lombrigas reumáticas num salto lateral semi-diagonal e então veio o estilo Straddle, este inventado por volta da década de 50, quando os movimentos gayzistas ao redor do mundo começaram a surgir, este salto é a imitação da abertura de pernas das bailarinas.

Os aparatos também evoluíram bastante desde a criação da modalidade no final do século XIX, quando os competidores pulavam descalços. No Mundial de 1957 os atletas soviéticos calçavam tênis de 5 centímetros de plataforma e molas diretamente importados da Acme, porque na União Soviética a barra do limite do salto é que pulava VOCÊ.

Atualmente todos os saltos são inspirados na técnica inventado por Dick Fosbury em 1968, que é aquele pulo suicida de costas, o que transformou de vez o salto em altura o esporte mais sem sentido e sem utilidade prática de todos os esportes existentes, pois não há praticidade ou utilidade alguma naquele salto que faz qualquer um quebrar o pescoço se não tiver um colchão protegendo a queda.

Regras[editar]

O salto em altura é um esporte bem simples e qualquer retardado mental pode aprender e praticar, vence quem pular mais alto e é só isso. Os atletas devem apenas observar estarem todos seminus, de modo a eliminar as chances do uso de qualquer aparato propulsor, molas nos calçados, e claro, a proibição de doping como o de consumo excessivo de batata-doce, cujas flatulências geradas pelo organismo podem exercer efeito propulsor no atleta.

Os saltadores pulam um cabo de vassoura, que no idioma universal esperanto quer dizer "sarrafo", que é fixado a uma altura determinada pelo competidor. O salto é então executado de um modo bizarro, de costas e um colchão no outro lado permite que o atleta pouse na posição do quadradinho de oito.

Cada um tem três chances, apenas para que a competição não termine em 5 minutos e um estádio inteiro fique ali observando saltos. Não há empates, sendo o primeiro critério de desempate a quantidade de chances utilizadas, o segundo critério de desempate quem estiver com o shortinho mais enfiado no cu, e caso o empate persistir os competidores devem continuar pulando feito retardados rodadas de desempate até algum deles perceber o ridículo que está passando, desistir e voltar para casa, algo muito raro mas que aconteceu no Mundial de Atletismo de 2015.

Recordistas[editar]

Homens[editar]

Altura Atleta País
2.45 m
Javier Sotomayor
Bandeira de Cuba Cuba
2.43 m
Mutaz Essa Barshim
Bandeira do Qatar Qatar
2.42 m
Patrik Sjöberg
Bandeira da Suécia Suécia
2.42 m
Carlo Thränhardt
Bandeira da Alemanha Alemanha
2.42 m
Ivan Ukhov
Bandeira da Rússia Rússia
2.42 m
Bohdan Bondarenko
Bandeira da Ucrânia Ucrânia

Mulheres[editar]

Altura Atleta País
2.09 m
Stefka Kostadinova
Bandeira da Bulgária Bulgária
2.08 m
Kajsa Bergqvist
Bandeira da Suécia Suécia
2.08 m
Blanka Vlasic
Bandeira da Croácia Croácia<
2.07 m
Lyudmila Andonova
Bandeira da Bulgária Bulgária
2.07 m
Heike Henkel
Bandeira da Alemanha Alemanha
2.07 m
Anna Chicherova
Bandeira da Rússia Rússia
v d e h