Santa Bárbara do Pará

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santa Bárbara do Pará
"Cidade da beira da estrada"
Bandeira de Santa Bárbara do Pará.png
Bandeira
Aniversário 13 de dezembro
Fundação 13 de dezembro de 1991
Gentílico santabarbarense-paraense
Lema Em Santa Bárbara, eu tenho fé (ou não)!
Prefeito(a) Não disponível
Localização
Localização de Santa Bárbara do Pará
Estado link={{{3}}} Pará
Mesorregião Cidades-dormitório de Belém
Microrregião Belém exceto Castanhal
Municípios limítrofes Santo Antonio do Tauá, Santa Isabel do Pará, Benevides, Ananindeua, Belém
Distância até a capital 40m quilômetros
Características geográficas
Área Não disponível
População Não disponível
Idioma Não disponível
Densidade hab./km²
Altitude metros
Clima Não disponível
Fuso horário UTC
Indicadores
IDH
PIB R$
PIB per capita R$

Cquote1.png Você quis dizer: Cidade muambeira? Cquote2.png
Google sobre Santa Bárbara do Pará
Cquote1.png Experimente também: Paraguai Cquote2.png
Sugestão do Google para Santa Bárbara do Pará
Cquote1.png Dois por um real, dois por um real, dois por um real... Cquote2.png
Santabarbarense vendendo na beira da estrada
Cquote1.png Dois por um real, dois por um real, dois por um real... Cquote2.png
Puta santabarbarense também vendedo algo
Cquote1.png Que pecado! Cquote2.png
Diabo sobre Santa Bárbara do Pará

Santa Bárbara do Pará é o nome de um municipiozinho qualquer e esquecido por Jesus Negão, localizado no vasto Pará, no Norte do Brasil, sendo este estado localizado entre a Amazônia (apesar dele conter um pouco da Floresta), a Região Nordeste e a Região Centro-Oeste (caso não saiba porra nenhuma do que estou falando, consulte o Google um Atlas). Estando um pouco distante de Belém (a capital do Estado), Santa Bárbara do Pará fica basicamente à margem da PA-391, que acaba sendo o seu ganha-pão sem que a mesma perceba.

Tal asfaltamento é uma rodovia que ganha o seu apogeu nas épocas do veraneio paraense (que é quase durante todo o bendito ano, já que o Estado é quase tão quente quanto o Amapá) por estar ligando a Capital a uma grande praia favelada, conhecida como Mosqueteiro Mosqueiro, um refúgio de traficantes verão e destino certo de qualquer um que queira levar uma facada aproveitar bem um feriado, fim de semana ou mesmo as férias (ou não, as vezes é falta de opção mesmo).

A cidade nunca registrou nenhuma morte por raios, trovões, descargas elétricas ou mesmo uma tempestade na região, mostrando assim que a Santa Bárbara protege o lugar mesmo (ou não).

História[editar]

Santa Bárbara, a Santa homenageada pela cidade mas que ninguém sequer conhece sobre.

Apesar do nome do município fazer referência a uma Santa, ela nem sequer é paraense, haja visto que no Brasil todo só tivemos direito a um Santo desde que fomos descobertos (eta povo pecador!). Santa Bárbara foi uma mulher mara!, que viveu há muitos e muitos anos, quando ainda se acreditava que Zeus existia e que Afrodite era realmente a deusa do amor. Bárbara, porém, ao conhecer uma Igreja Católica, depois de viver trancafiada em uma torre à mando do próprio pai, não deixou nenhum homem possuir o seu corpo, ficando virgem até o fim da sua vida, sabe-se lá porque.

Por acreditar em Deus e não em Zeus, seu pai mandou torturá-la até que ela os aceitasse, mas como ela não fez isso, ele mandou decapitá-la (isso que é pai). Após ter os seios cortados (sim, fizeram isso com a moça), sua cabeça rolou logo depois. Para punir o pai que fizera isso com a própria filha, Zeus (ou seria Deus?), mandou um raio que matou o cara na mesma hora e, desde esse dia, Santa Bárbara foi considerada a Santa protetora contra Raios e Trovões (até que tem lógica - ou não).

Mas o que esse nome tem haver com o município homônimo de beira de estrada? Porra nenhuma! Bom, durante a época da Revolta Popular da Cabanagem (que nada mais foi do que uma revolta de um bando de pobres que tentaram criar um Estados Unidos do Sul no Norte do País), um grupo de casebres cabanos estavam nessa localidade (ainda sem nome e cheia de mato), somente esperando um e-mail ordens para penetrar sem dó (ui!) em Belém. Durante a sua partida, o grupo encontrou enterrado nesse lugar uma imagem de Santa Bárbara, assim como encontraram a imagem de Nossa Senhora de Nazaré em Belém e fundaram a Basílica que leva o mesmo nome.

Por esse motivo, como tudo nesse tempo era visto como um aviso divino (hoje sequer o pessoal lembra de Deus), acabou-se dando o nome da localidade de Santa Bárbara, mas como localidades com esse nome existem em mais de oito mil lugares do mundo, achou-se preterível que fosse incluído mais um sobrenome ao nome da Santa, que acabou levando o "do Pará" por causa do seu achado. Agora eu me pergunto o que eles faziam cavando para achar a imagem da Santa enterrada alí?

Típica venda de beira de estrada encontrada em Santa Bárbara do Pará.

Conhecendo isso, não há mais nada de interessante para se saber da localidade que, apesar de não ser nenhum pouco pequena (se comparado com Marituba, por exemplo), acabou se concentrando na beira da PA-391 e deixou de lado o resto de todo o seu território que ainda está mais virgem do que a Santa, haja visto que, se eles resolvessem adentrar mais no meio do mato e deixar de lado a estrada, estariam tão (mais) excluídos do mundo do que estão hoje.

Tudo o que chega na cidade vem através dessa rodovia, sem falar que toda a população que alí vive se aproveita do progresso e foi mais habitada com a criação da rodovia, que atuou como um verdadeiro macaco-gordo para que o município reprogredisse. Tudo o que a cidade produz (o que não é grande coisa), está localizada à beira da estrada, sem falar que as principais construções de utilidade pública (como hospitais, prefeitura, correios, ou mesmo uma lan house) estão sempre a beira da estrada, para assim se sentirem mais próximas da "civilização" como se o Estado do Pará fosse um local civilizado.

Geografia[editar]

O município é cheio de igarapés e outros olhos d'água ao redor (claro, não na beira da estrada), o que atrai bastante os moradores para esses lugares nos finais de semana (mesmo assim, turista que é bom, nada).

Clima[editar]

O local tem um clima bem agradável e fresco, se comparado com muitas outras localidades do estado. Tudo isso se deve ao fato do pessoal evitar invadir as florestas atrás da cidade. Mas isso não é por amor à Fauna e Flora, é que eles não tem o que fazer na floresta atrás da cidade, já que o lugar onde o dinheiro realmente circula fica na estrada e não na floresta.

Economia[editar]

Esse produto é mais um aluguel do que uma venda.

Com um pouco mais de onze mil habitantes, Santa Bárbara do Pará está entre as localidades que mais a população se auto-sustenta, sem que haja um grande apoio da prefeitura para tal evolução e crescimento próprio. O segredo? Bom, depois de você ler esse artigo, dá pra imaginar que não tem nada haver com a bênção da Santa, mas sim por causa da rodovia PA-391 (ou não, nunca se sabe).

Todo mundo, desde o pequeno filho de algum "santabarbarense" até o mais idoso, se aproveitam da minha nobreza dos benefícios da rodovia. Como eles fazem isso? De todas as formas possíveis e imagináveis, principalmente com a compra e venda de qualquer bugiganga na beira da estrada (ainda mais quando os fregueses são turistas, aí que eles fazem a festa mesmo). Tal qual o Paraguai eles vendem de tudo, como: DVDs, CDs, comidas, água, mulheres (claro, essas são putas, ou não), gasolina, dorgas, exames de próstata, incenso, tua mãe e muitas outras porcarias que qualquer um, que não esteja afim de economizar na viagem, acabe comprando.

População[editar]

Qualquer habitante de Santa Bárbara do Pará conhece o município como a palma da sua mão, mas nenhum sabe quem é que foi Santa Bárbara e pouco se importam em saber.