Santa Luzia (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Roça Grande Cquote2.png
Google sobre Santa Luzia (Minas Gerais)
Cquote1.png Você quis dizer: Migração Pendular City Cquote2.png
Google sobre Santa Luzia (Minas Gerais)

Descrição da cidade. Parece que Santa Luzia ficou parada no tempo.

Santa Luzia é uma cidade na qual os habitantes se orgulham por ter uma extensão territorial maior do que BH. Porém, na maioria das vezes quando perguntados dizem que moram em Belo Horizonte, sendo que a maioria dos cidadãos trabalham lá.

Os que trabalham em Santa Luzia acabam ficando com serviços manuais (peões). A empresa mais popular por aqui faz vasos sanitários. Os operários quando perguntados sobre o que fazem por lá, dizem que mexem com porcelanato. O clima dessa empresa é igual ao de uma penenteciária, já ouvi casos de colegas terem botas roubadas. Imagina o que é roubar uma bota fedorenta que no máximo custa uns 5 reais!

A cidade é conhecida como histórica, mas não tem nada de especial para os turistas visitarem (tem uma igreja Matriz e um convento que fica a uns 40km da igreja). Se precisar sair a noite você tem duas opções: Ir para Belo Horizonte, Jaboticatubas, e a Lasca do Boi (Bar que mais parece o puteiro da favela). Aqui só fica o povo a pé mesmo. Existe uma festa boa na cidade que acontece sempre que um Mico Azul aparece por lá ou um politico aparece num carro de som.

Os animados rodeios, são relizados na Fazenda Boa Esperança ( isso quando não cancelam ), a estrutura usada nem é tão boa, e ainda lota, fazendo com que o povo fique esprimido.

Santa Luzia é a cidade conhecida por conta do MegaSpace, aquela que provavelmente é uma das maiores áreas de shows em Minas Gerais. Foi o local escolhido para o show do Luciano Pavarotti, mas foi só escolhido mesmo porque nem Pavarotti quis dar as caras na cidade. Enquanto os caipiras de Santa Luzia trabalham e passeiam em Belo Horizonte, os riquinhos de BH vão à Santa Luzia ver as popozudas nos rachões da pista de arrancada do MegaSpace ou se entupir de drogas nas raves.

Dizem as más línguas que o MegaSpace foi construído por um ex-prefeito com dinheiro público mas só pode ser mentira, uma vez que antes de ser construído o MegaSpace não tinha público.