Santa Rita do Araguaia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Santa Rita do Araguaia é uma cidade de... de... Mato Grosso ou Goiás? Acho que Goiás. Vive na sombra de Alto Araguaia-MT e bem que Goiás podia vender essa porra logo para o Mato Grosso para se livrar disso e transformar aquilo logo numa cidade só (oficialmente, porque na prática já é tudo a mesma coisa ali). A única vantagem de se morar em Santa Rita do Araguaia é o fato desta possuir o que Alto Araguaia não tem: uma rodoviária (Alto Araguaia até tem uma, mas que pode ser considerada um "pega-'bêbo'") com ônibus interestaduais bem no final da cidade, longe pra caralho do tal "centro" da cidade (se é que aquela merda tem centro por se tratar de uma cidade que é uma fazenda onde o que mais se vê é égua e vaca andando na rua). Nessa tal rodoviária já dá para se pegar um ônibus, ir pra um lugar decente e nunca mais pisar por lá.

Alto Araguaia também não tem uma academia, mas isso é uma vantagem à cidade mato-grossense, porque eles não tem o que em Santa Rita sobra, uma horda de boçais sem cérebro e com muito músculo que só sabem conversar tudo sobre o fantástico mundo do Whey Protein e outras bombas.

História[editar]

Fronteira entre Santa Rita do Araguaia e o Inferno.

Os pioneiros de Santa Rita do Araguaia foram bravos bandeirantes do século XIX que estavam no interior do Brasil procurando os míticos cogumelos alucinógenos "esfarfonhantes" e demais substâncias psicotrópicas facilmente encontráveis no interior selvagem da América do Sul. Esses desbravadores chegaram ali em 1850, e após verem o Rio Araguaia, fizerem uma "roda de fumo" e posteriormente ficaram com preguiça de ter de atravessar aquilo tudo e resolveram ficar logo no lado de cá do rio mesmo, onde encontraram uma grande fonte de nabos selvagens e mandioca brava.

Em 1920 surgiram diversas fazendas baratas no lado de cá do Rio Araguaia, e apesar de todos os avisos de loucura que era ter uma fazenda lá no meio do nada, muitos aventureiros toparam morar ali. Assim surgiu aquela (in)felicidade.

Depois disso as terras foram palco de uma épica guerra entre vendedores de Tele Sena e vendedores de Jequiti que queriam dominar o novo mercado, que consistia em garimpeiros, discípulos do Inri Cristo, leitores da revista Capricho, e um ou outro Cabra Macho.

Atualmente é apenas uma típica cidade de beira de estrada, cheia de postos de gasolina, hotéis e lanchonetes de beira-de-estrada e garotos retardados que andam em bois no meio da rua que querem ser peões de boiadeiro achando que isso leva a alguma merda na bosta da vida.

Geografia[editar]

Santa Rita do Araguaia está localizada na margem de cá do Rio Araguaia. O clima tropical continental quente e abafado demonstra o sinal da proximidade com o Inferno. Ali também tem o Rio Babilônia, onde Bob Marley foi torturado até a morte por seus inimigos tomadores de café e matadores de quilombolas.

O relevo é marcado pela Serra da Urtiga, lugar legal pra pegar folhas silvestres pra limpar o ânus de sua progenitora gorda. As cachoeiras são um ponto forte da cidade onde é possível ver inúmeros despachos e há doação de farofa anônima pra quem anda por essas bandas.

Economia[editar]

A economia desse cafundó é baseada na agropecuária assim como 99,99% das cidades de Goiás. Destaca-se, todavia, no mercado de queijo cabacinha, uma iguaria muito tosca que mais parece um pequeno pino de boliche amassado vendido às margens da rodovia. Este fica exposto aos mais diversos tipos de intempéries, poeira e a fumaça das carretas que por ali passam, dando um sabor incomparável ao produto - um misto de gosto de queijo estragado com sabor de poeira e fumaça de escapamento.

Os CDs do cantor leandrileonardo movimentam muito a economia local, onde quase todo mundo compra DVDs de forró e abomina os discípulos do Deus Metal

População[editar]

Você passando por aquele oco de sertão parece que tem uns 50.000 habitantes, mas descontando-se caminhoneiros, prostitutas, gente que só está passando, aqueles que estão de bobeira e cachaceiros cú-sem-dono de Alto Araguaia perdidos por ali, esse número cai para míseros 6.200 habitantes, segundo o IBGE. O povo da cidade é conhecido também por endeusar as pessoas que moram na cidade vizinha Mineiros e acham que tudo que vem de lá é legal.

Estima-se que cerca de 40% da população tenha sucuris de estimação e já tenham visto pelo menos uma onça na vida.

A população santa-ritense ama tudo o que vem de Goiânia, e consequentemente só compra falsificações.

A região também tem sido invadida por Funkeiros v1d4 l0k4 que vivem querendo tomar o território dos garotos que montam em bois. Ambos os lados gostam de jogar Tíbia, Lol, e GTA San Andreas. Um dos lados esconde um segredo: jogar joguinhos de maquiar na surdina. Ambos aparecem na "Merda de Maio" e tentam ostentar seus apetrechos fantásticos e Cantadas Infalíveis.

Transporte[editar]

As ruas da cidade são esburacadas, mas isso não é fruto da má administração do gerente da fazenda, é culpa de uma contínua e incessante guerra de Duendes, Chewbaccas e Saibamans que querem dominar o local. As trincheiras são enormes, mas os soldados são invisíveis, pois não querem ser noticiados pela TV de bosta que existe em Táraguaia, o único informativo das duas cidades.

Lazer[editar]

A única atividade de entretenimento que tem nessa "geba" (e que os alienígenas que moram por lá acham o máximo) é uma tal festa conhecida por "Festa de Maio", festa essa onde os bêbados de Santa Rita do Araguaia e os da vizinhança (não menos desprezíveis) do Alto Araguaia se reúnem para encher o caneco de pinga de alambique, cerveja barata com gosto de água choca e outras bebidas bizarras. Há ainda a Expoagro, um rodeio realizado todos os anos no parque de exposição, que fica a léguas e mais léguas de distância do tal "centrão" da cidade, bem pra frente da tal rodoviária da cidade.

Fora as 'consideradas' festas acima citadas, a única diversão que há neste "município" (mini-município) é um clube muito bizarro conhecido como União Baloarte, o "Bala-bala" - Local onde as mulheres mais feias e as vadias da cidade se reúnem com os bêbados acima citados para encher o caco de cachaça e dançarem ao som de menosprezíveis forrós tocados por criaturas escrotas com "tecladinho de churrascaria", típico das festas de Santa Rita e Alto Araguaia e adorado pelas criaturas toscas dos municípios citados.

Nessa corrutela ainda dá para ir se banhar num maravilhoso lago artificial cheio de terra, sapos e camisinhas. Esta maravilha da engenharia estagiária é conhecida como "Lagoa da Véia", e fica aos fundos do campo de futebol, onde é possível observar perebas jogando futebol e tomando tereré.

Outra diversão considerada, porém atualmente em desuso, é descer o Rio Araguaia de boia até perto da cachoeira, oportunidade legal para dar oi para as fezes que boiam no rio.