Santo Antônio da Barra

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Olá forasteiro Cquote2.png
Habitante de Santo Antônio da Barra sabendo que você não é de lá
Cquote1.png Iai cê vai na piscina hoje? Cquote2.png
Jovens conversando sobre programação de sábado

Santo Antônio da Barra (Goianês: Santantom d'Bar), carinhosamente conhecido como Pito Aceso, é outra cidade que tem mais letras no nome que habitantes, lá no sul de Goiás, dessas na beira da estrada.

História[editar]

Vista de Santo Antônio da Barra (do outro lado da cerca) da BR-060.

Originou-se em 1951 quando alguma família anônima se mudou para o meio do nada em busca de paz e tranquilidade para cuidar de suas vaquinhas e plantar suas bananas. Encontraram no sul de Goiás o lugar perfeito para ficarem capinando a plantação, bebendo cachaça e morrendo de tédio.

O povoado passou a distrito de Rio Verde (só no mapa porque na realidade sempre foi ignorado).

Em 1992 foi transformado em município quando Rio Verde se livrou de todos seus distritos inúteis. Apesar disso, o povo de Santo Antônio da Barra continua parasitando Rio Verde, já que não tem escolas (aquelas 5 nem contam como escola, servem só pela merenda mesmo) e não tem hospitais.

Atualmente é uma apenas porrinha insignificante minúscula no meio do nada que ninguém conhece ou se importa. Que por alguma insanidade do governo é considerada município.

População[editar]

Santo Antônio da Barra possui 4.000 habitantes, e assim sendo é uma típica cidadezinha de interior que vive da fofoca.

Transportes[editar]

Santo Antônio da Barra, para muitos não passa de um posto de gasolina na BR-060, e gasolina batizada de péssima qualidade, mas é a única disponível em quilômetros, fazer o quê?

Com a crise no país e a alta dos combustíveis os habitantes de Santo Antônio da Barra prezam a qualidade de vida e saúde, em sua maioria todos tem sua calanga própria e é possível dar a volta na cidade em 7 minutos, sendo também possível alugar cavalos no centro visto que os comerciantes locais devem ganhar por cada patada nos clientes.

Lazer[editar]

A atividade típica das mulheres santo-antonienses é sentar ao ar livre de dia na praça e observar quem entra e quem sai de cada casa, quem briga com quem e para onde cada um vai. A atividade típica dos homens é sentar num boteco na beira da estrada e beber cachaça, enquanto o lazer dos jovens atualmente se dá no acesso ao youtube pelo PlayStation 4, pois jogar online tem sido cada vez mais difícil devido as constantes quedas de internet pelos cabos de fibra de banana.

Turismo[editar]

A cidade abriga belas garotas o que atrai toda variedade de turistas de caminhoneiros a caminhoneiros, que apoiam o desenvolvimento dos puteiros da cidade.