Santo Antônio do Descoberto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png É uma cilada Bino! Cquote2.png
Pedro sobre atrações de Santo Antônio do Descoberto
Cquote1.png Já fui lá! Cquote2.png
Leonardo sobre ter ido até Santo Antônio do Descoberto
Cquote1.png Eu não! Cquote2.png
Joelma do Calypso sobre não ter ido até Santo Antônio do Descoberto
Cquote1.png Grande merda! Cquote2.png
Você sobre citação acima
Cquote1.png Onde é que isso fica?! Cquote2.png
Qualquer GPS sobre localização de Santo Antônio do Descoberto

Santo Antônio do Rabo Descoberto é uma cidade teoricamente de Goiás mas que esqueceu de se separar economicamente do Distrito Federal e vive às custas das duas.

História[editar]

Antiga foto encontrada em uma escavação arqueológica que pode provar a existência de Santo Antônio do Descoberto.

Tudo começou em um ano desconhecido pela humanidade, quando um caçador perdido lavava o seu cu bucho de viado no córrego local. Enquanto fazia isso, o jovem lembrou que não cortava para os dois lados e teve a inspiração de criar ali uma capela com a intenção de enganar os trouxas que passavam por ali, dizendo mentiras como a suposta existência de ouro que ninguém encontrou até hoje.

Em 1722, como diz a lenda, os escravos acharam uma imagem de Santo Antônio numa poça de sangue, que foi formada após uma seção de chibatadas. Alegres, o povo oprimido, esperou até 1888 para o fim da escravidão, e agora eles poderiam ter salários para pagar os impostos.

Em 1957, surge ali do nada, uma cidade chamada Brasília, e aparecem com ela uma quantidade absurda de nordestinos, que liderados por Lampião, ocupam a cidade inteira, transformando-a numa grande produtora de farofa.

O pequeníssimo vilarejo torna-se parte da capital Luziânia em 1963, quando houve uma tentativa frustrada de organização do caos urbano que reinava na recém-inagurada capital e Distrito Federal.

Em 1986, a prefeitura mandou Santo Antônio do Descoberto para a PQP, e assim o município tornou-se autônomo em sua pobreza econômica e cultural.

Santo Antônio passa por profundas e atochadas transformações no meio do político; após ficarem o dia todo tomando cachaça de R$ 0,50 nos botecos, os vereadores decidiram proibir que a população criasse cães de grande porte após a cidade inteira (cerca de uma quarteirão inteiro) ficar sem energia-elétrica por um mês depois de um cachorro ter urinado no único poste da cidade.

Política[editar]

O regime político da cidade se caracteriza da seguinte forma: As famílias tradicionais sempre governam e seus descendentes têm cargos vitalícios garantidos na prefeitura.

Os governantes ocupam suas agendas com eventos como viagens de campanha, jantares de campanha, festas de campanha, aparições de campanha e fazer campanha mesmo que em época desfavorável.

Pela incapacidade dos governantes, a cidade está um caos, e apesar de estarem com o rabo cheio de dinheiro, a principal coisa que os políticos do município sabem fazer é reclamar que não há dinheiro pra pagar os servidores ou fazer melhorias pela cidade, mas os salários absurdos dos mesmos sempre é pago em dia...

Cultura[editar]

Esta cidade dominada pelo mal, pelo pecado nos seus botequins as margens da Avenida Goiás com as mulatas "arrastando algo no chão", é onde os filhos dos governantes e ladrões de meia tigela fazem poses com seus carrões do ano, com suas músicas infernais que não conseguem ouvir sozinhos, com o som extremamente alto.

As pessoas que tem um pingo de sensatez e riqueza de espírito não tem outra opção a não ser optar por mudar-se para bem longe dali (alguma favela do Distrito Federal).

Turismo[editar]

Cquote1.png É uma cilada Bino! Cquote2.png
Pedro sobre atrações de Santo Antônio do Descoberto

Para o imbecil "turista" que visita (quem foi o maluco?) Santo Antônio do Descoberto, a cidade reserva pouquíssimas ou nenhuma opção decente de lazer, ainda mais com Pirenópolis bem melhor e ali por perto, só sobrando para Santo Antônio do Descoberto a opção de ir aos botecos que servem cachacinhas por R$ 0,50.

Mas ultimamente isso vem mudado, as festas que antes eram na chácara do Sandro (que já eram sem graça, ficaram mais ainda ) perderam o título de "point dos peba, das puta e dos maconheiro" para o "famoso" rancho vitória, que é basicamente um chácara do Sandro só que de cantor sertanejo que ninguém nunca viu na vida e uns DJs. (Pra vc quer ler isso e fica mandando corrente de convite dessas festa do demônio, PARA, ninguém quer ir nessa bosta não).

  • Igrejinha - Uma capela abandonada, empoeirada e caindo aos pedaços, onde reúnem-se todo tipo de gente em sua praça (menos gente de bem).
  • Cidade Eclética Espiritualista Universal - Uma "cidade" construída pelo líder Yokaanan quando visitou Santo Antônio do Descoberto. Seu objetivo é celebrar a união dos povos sem preconceitos culturais. Nessa cidade você pode escutar forró-funk-folk-rock-metal-meloso-brega-clássico-new wave-instrumental, e encontrar vivendo em harmonia desde emos a skinheads. A Cidade Eclética é conhecida como um "grande" centro de espírita. Todas segunda-feiras e quarta-feiras muitas pessoas vão para o "grande" vilarejo cultuar sua religião.
  • Beth - É o famoso e mundialmente falado puteiro dessa linda cidade! Único lugar de divertimento para juventude alegre e lícita da cidade. É um local onde jovens, adultos e idosos se interagem completamente por apenas 10 contos.