Santos Dumont (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!
Se não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.
E se você se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!
Mazzaropi02.jpg Enxada-1.png Esti artigu é caipira, sô!! Enxada-2.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!


Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Santos Dumont (Minas Gerais).

Cquote1.png Santos Dumont não tem nada Cquote2.png
Qualquer morador sobre Santos Dumont
Cquote1.png Error! Cquote2.png
Google sobre Santos Dumont - MG
Cquote1.png bobba Cquote2.png
Habbo sobre Santos Dumont

Vista área da cidade de Santos Dumont
Santos Dumont é uma cidade de Minas Gerais, conhecida (só que não) por ser o lugar onde nasceu Santos Dumont, o inventor do avião, esse cara que nome à cidade. Conta-se que foi após ver uma das barangas de sua cidade de biquini, andando pela rua, que ele acabou se matando. A população da cidade está próxima dos 50 mil habitantes. Santos Dumont é um lugar onde a vizinha sabe tudo sobre sua vida.

História[editar]

Depois que descobriram ouro (o único lugar que descobriram ouro em toda a zona da mata foi justamente em santos dumont, daí depois o Ouro acabou e todos começaram a morar ou em Ubá ou em Juiz de Fora) um bando de gente tentou pegar o seu pedaço, o ouro com tanta frequência tirado dali ia durar uns cinco anos no máximo e depois Santos Dumont viraria uma favela gigantesca como é hoje.

Durante esse período, o rei Dom João decidiu dar uma voltinha na Estrada Real em Minas Gerais para criar pontos turísticos e a cidade de santos dumont na época um Arrail sem nome. Foi numa dessas paradas que ele parou para comprar um pastel, hoje a cidade construiu uma estátua do pasteleiro que vendeu o pastel para Dom João. O Pasteleiro era pai de uma garota que se chamava Palmyra dessa forma Dom João Batizou a cidade com o nome dela.

Seja como for, vários anos depois, com a construção da estrada de ferro uma mulher acaba parindo o filho do Engenheiro responsável pela construção da ferrovia na fazenda as margens da linha do trem e logo mandaria esse filho sair desse buraco que era (e ainda é) e ir estudar na França, no futuro, o nome desse guri seria o nome da cidade, que é Santos Dumont.

Atualmente, o turismo da cidade se divide entre fazer uma visitinha ao museu de Santos Dumont, falar do Ouro que não existe mais, falar da passagem apagada e do pasteleiro da estrada real, feita pela família real ou falar de como foram os primeiros anos de Santos Dumont. É conhecida como a "Terra do Lá Tinha", já que muito do que havia na cidade (inclusive as fábricas e os cinemas) hoje não existe mais.

A opinião de Santos Dumont sobre a cidade não era nada boa, tanto que foi após ele ver uma de suas vizinhas de bigode de bíquini que ele se matou. Vai ver que ele tinha se reanimado, foi na janela ver o sol, ter um momento com Deus mas ele vê como o mundo estava feio... Com aquela baranga de bíquini.

Economia[editar]

Imagem comum na cidade pós uma chuva
A cidade depende muito de lembrançinhas de santos dumont, camisetas de santo dumont, chaveiros de santos dumont, hoteis de santos dumont, do museu de santos dumont e dos turistas. A cidade possui uma única fábrica (quase falida), com um filtro enorme em cima. De resto, a economia se encontra na agricultura.

Qualquer outro tipo de economia não existe, sequer há um aeroporto lá, talvez Santos Dumont sabia que não ia dar certo um aeroporto por lá. Tanto que o aeroporto dele fica no Rio de Janeiro, não em Minas Gerais.


Rotina[editar]

Na cidade de Santos Dumont, em geral não acontece bosta coisa nenhuma. Outro problema comum é as enchentes (salve-se quem puder). Em geral, a cidade depende das cidades vizinhas pra sobreviver, já que nela falta muitos serviços (saúde, "educasão", prefeito.....) Se quiser dar uma passadinha por lá, uma dica é pegar aquele cavalo que fica sempre na praça curral da cidade, para poder passar nessas ruas emburacadas. Você também pode dar uma ida na ponte preta e pegar uns lambarizinhos.

Enfim, é praticamente isso.