Sapucaí-Mirim

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Nunca ouvi falar. Cquote2.png
Qualquer pessoa sobre a cidade.
Cquote1.png Não acredito meu, o NR fica aqui, meu? Sacanagem meu, que lugar mais feio, meu. Cquote2.png
Acampante paulista sobre a cidade.
Cquote1.png É praticamente um Acre. Cquote2.png
Professor sobre Sapucaí-Mirim.
Cquote1.png Pensam que eu gosto de ficar no escuro. Cquote2.png
Cidade sobre a iluminação pública
Cquote1.png Quando é que tem festa de São Bento? Cquote2.png
Juventude sobre o única diversão disponível
Cquote1.png Parece que morreu gente! Cquote2.png
Morador sobre anúncio no alto-falante da Igreja
Cquote1.png Trabalho na SPCom. Cquote2.png
Morador da cidade sobre seu emprego
Cquote1.png Você quis dizer NR. Cquote2.png
Google sobre Sapucai-Mirim

Cquote1.png Mas a cidade só eh assim, pq tem muita gente desocupada por ae, escrevendo bobeira na internet, ao invés de tentar ajudar a cidade. Pq não montou um blog falando bem da cidade? Pq não fez umas fotos dos pontos turístico? Criticar é fácil, quero ver levantar a bunda e fazer alguma coisa. Provavelmente a pessoa que montou isso, é mais um que fica em uma das 1931939010913309 lan houses que existe por ae, fica o dia inteiro na internet, pra isso deve estar ganhando bem neh? Cquote2.png

Sapucaí-Mirim ou Santaninha, é uma cidade que não existe no mapa. Abandonada desde sempre, a cidade não oferece nada a ninguém. Seus moradores se contentam com um tipo de exploração escrava que beira à época do Feudalismo e vivem num lugar que não evolui desde a época dos dinossauros.

Geral[editar]

Sapucaí-Mirim é uma cidade fundada por algumas pessoas que não tinham o que fazer, estavam andando por aí e decidiram fundar um lugar para se tornarem funcionários públicos, facilitando a prática da corrupção e do tô-nem-aí-pra-quem-morar-aqui. Hoje com uma população de trocentos funcionários públicos, a cidade é um modelo de administração pública para todo Brasil.

Economia[editar]

Sapucaí-Mirim é o grande polo de produção de pecinhas para celular, concentrando milhares de fábricas que utilizam a barata mão-de-obra local, mão-de-obra que é mais barata que na China e que contém trabalhadores que trabalham 24 horas por dia e ainda fazem hora extra, todo dia.

A produção de madeira também é grande, assim como os acidentes que ocorrem com os profissionais muito bem instruídos que trabalham nas serrarias.

Construção civil é um ramo que cresce cada vez mais na cidade, pois é a demanda de novas fábricas exploradoras é grande, ou não.

O pouco serviço q ainda resta são nas fabricas, q não vai ser por muito tempo. As fabricas irão para outra cidade, deixando os moradores livres o dia todo, para ficarem sentados atras da igreja jogando conversa fora.

Estrutura[editar]

Antiga principal atração turística da cidade, ponte que hoje já não existe mais.

A cidade é um exemplo para todas as outras cidades vizinhas, com suas construções de primeira geração, dignas de último mundo. As principais são as pontes que cortam o rio, uma delas caiu há vários anos e a outra só passa uma pessoa por vez. As ruas feitas de paralelepípedos da época de Dom Pedro I são extremamente cheias de buracos e calombos, para manter a tradição dos ancestrais dos moradores e não melhorar as condições de vida no local. O prefeito reeleito está asfaltando o centro da cidade. Porém, o engenheiro de diploma comprado não projetou o escoamento da água da chuva, ocasionando alagamentos em todo o centro na época de chuvas.

Turismo[editar]

Sapucaí-Mirim não é um cidade turística, porém dentro de Sapucaí-Mirim existe outra cidade chamada Acampamento Nosso Recanto ou NR, lá milhões de pessoas desembarcam todos os dias, gerando muito dinheiro aos donos do local. Enquanto isso, Sapucaí-Mirim não lucra nada com esses turistas, apenas alguns moradores que trabalham na cidade de NR e recebem menos que um salário mínimo na Somália. Sapucai Mirim tem um lixão q é quase um cartão postal, bem no morro (um local bem visivel) onde milhares de urubus se reunem todos os dias. E quando venta, acontece um maravilhoso espetaculo de sacolas plasticas voando por toda a cidade.

A cidade tem muitas montanhas e florestas encantadas, mas ninguém vai lá ver.

Lazer[editar]

Imagem da praça da cidade em um sábado à noite
Não há lazer em Sapucaí-Mirim. Algumas pessoas tentam se divertir atrás da Igreja (ou até mesmo na Igreja), também conhecida como praça, porém não há o que fazer lá. Nos finais de semana à noite, a galerinha mais jovem fica no escuro na chamada praça, que não tem iluminação. A maioria vai até cidades vizinhas em busca de diversão ou esperam até julho para a Festa de Santana, onde colocam um lâmpada de 25W em um cabo de vassoura no meio da praça.

Pessoas Famosas[editar]