Satélites de Júpiter

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Júpiter possui 63 satélites sendo portanto aquele que dá mais trabalho para se colar aqueles adesivos brilhantes no teto do quarto, embora 60 desses satélites sejam insignificantes.

Apesar de serem 63 satélites, apenas 4 merecem alguma menção por serem redondos (Io, Europa, Ganimedes e Titã), os demais 59 satélites são do tamanho de uma bolinha de Ping Pong e só foram descobertos entre 1999 e 2003 graças a crescente tecnologia de binóculos. Desses 63 satélites apenas 8 são regulares, ou seja, apenas 8 giram certinho em torno de Júpiter enquanto o resto fica flutuando a esmo e algum dia cairão sugados pela gravidade de Júpiter.

Criação[editar]

O sistema de satélites de Júpiter foi formado a medida que na época da criação do sistema solar, Júpiter que era apenas um planeta franzino, foi sugando um monte de poeira cósmica e aumentando sua massa, até o ponto que começou a roubar vários asteroides do Cinturão de Asteroides.

Satélites como Ganimedes antigamente eram um planeta, mas que foram chutados para Júpiter sendo rebaixado para satélite natural.

História das descobertas[editar]

Um esquema de Júpiter e seus satélites principais.

Galileu Galilei em 1609 estava fazendo o que mais gostava de fazer, que era desmentir a Igreja Católica, quando descobriu quatro luas em Júpiter e desmentiu a teoria geocêntrica de Dante Alighieri. 4 anos depois um tal de Simon Marius, para querer aparecer, divulgou que ele é quem foi o descobridor daqueles quatro satélites e que Galileu era um plagiador, a sociedade da época mandou esse Simon sentar. Mas foi ele quem propôs os nomes Io, Europa, Ganimedes e Calisto que foram rejeitados por Galileu por achar a ideia idiota.

Séculos depois, um tal de Edward Emerson Barnard em sua completa desocupação descobriu Amalteia em 1892. Um fato completamente irrelevante para a sua vida e de qualquer um.

Ao longo do século XX, quando a cultura de ficar trancado em casa se masturbando virou moda entre os cientistas nerds sem vida social, muitas vezes ficar olhando pro Céu com um telescópio era a única coisa a se fazer como entretenimento. Dessa forma uns 30 satélites de Júpiter foram sendo descobertos aos poucos.

Todavia, foi somente em 2003 que graças aos potentes telescópios unido a completa falta de prática de sexo de alguns astrônomos e físicos, foi descoberto 13 novas pedras.

Nomenclatura[editar]

Até 1975 todos satélites de Júpiter não possuíam nomes, os astrônomos utilizavam a nomenclatura de Galileu que chamou sua descoberta de Júpiter I, Júpiter II, Júpiter III e Júpiter IV... Mas já estavam no Júpiter XXIII, e isso estava começando a confundir, então, oficialmente a União Astronômica Internacional deu nomes para confundir ainda mais. Para os quatro principais adotou Io, Europa, Ganimedes e Calisto para sacanear Galileu que odiava esse nome. E para os demais definiu que só poderiam receber nomes de amantes e bofes do deus romano Júpiter ou seu correlato Zeus.

Todavia, em 2003 foi descoberto uns mil novos satélites, e nem Zeus teve tantas amantes. Na falta de criatividade foram todos nomeados com códigos de barras.

Grupos[editar]

  • Grupo Almateia - Formado por Métis, Adrasteia, Amalteia e Tebe, são os quatro satélites que estão mais próximos de cair em Júpiter.
  • Satélites de Galileu - Grupo de quatro amigos que no início do sistema solar eram como a Terra, cheios de vida e água, Júpiter como é o maior praticante de bullying do sistema solar capturou esses planetas, com a sua gravidade sugou tudo, só deixando um rastro para Galileu descobrir.
  • Temisto - Pequena Lua anti-social forever alone, não faz parte de nenhum grupo.
  • Grupo Himalia - Um dia um imenso asteroide se desprendeu do Cinturão de Asteroides e entrou em rota de colisão com Júpiter. Com sorte os jupiterianos foram rápidos e soltaram 50 bombas atômicas no asteroide desintegrando-o. De seus restos surgiu os satélites do Grupo Himalia.
  • Carpo - Por se do contra e girar em sentido horário, foi expulso do Grupo Himalia e hoje não pertence a nenhum grupo.
  • S/2003 J 12 - Satélite fictício que justamente por isso não pode estar contido em nenhum grupo.
  • Grupo Carne - Grupo de satélites vermelhinhos que queria ser como Marte algum dia.
  • Grupo Aranke - Um imenso grupo de pedras cinzas que refletem pouca luz e oferecem uma barreira natural contra invasores.
  • Grupo Pasife - Asteroides, asteroides e mais asteroides.
  • S/2003 J 2 - O mais isolado dos satélites, está tentando a milênios voltar para a sua família no Cinturão de Asteroides, mas Júpiter não deixa, quem sabe algum dia ele consiga.

Satélites[editar]

Em ordem de proximidade com Júpiter.

Legenda
Grupo Almateia
Satélites de Galileu
Temisto
Grupo Himalia
Carpo
Grupo Carne
Grupo Aranke
Grupo Pasife
Pos. Corpo celeste Imagem
1 Métis Metis Jupiter.jpg
2 Adrasteia Adastreia.jpg
3 Amalteia Amaltea.jpg
4 Tebe Tebe.jpg
5 Io Lua Io.jpg
6 Europa Mapa europa.jpg
7 Ganimedes Ganimedes rosa.jpg
8 Calisto JoelmaCalipso.jpg
9 Temisto Temisto.jpg
10 Leda Leda jupiter.jpg
11 Himalia Himalaia.jpg
12 Lisiteia Lisiteia.jpg
13 Elara Elara.jpg
14 S/2000 J 11 S-2000 J 11.jpg
15 Carpo Oeuf1.jpg
16 S/2003 J 12 Satélites de Júpiter.jpg
17 Euporia Euporia.jpg
18 S/2003 J 3 What is this.gif
19 S/2003 J 18 S2003 J 18.jpg
20 Telxinoi Charles Bronson West.jpg
21 Euante Euanthe.jpg
22 Helique Helike moon.jpg
23 Ortósia Ortosia.jpg
24 Iocasta Iocasta.jpg
25 S/2003 J 16 Exemplo.jpg
26 Praxidique Praxidike.jpg
27 Harpalique Harpalyke.jpg
28 Mneme Lol-face.jpg
29 Hermipe Hermipe.jpg
30 Tione Tione.jpg
31 Ananke Satélites de Júpiter.jpg
32 Herse Satélites de Júpiter.jpg
33 Aitne Satélites de Júpiter.jpg
34 Cale Satélites de Júpiter.jpg
35 Taigete Satélites de Júpiter.jpg
36 S/2003 J 19 Satélites de Júpiter.jpg
37 Caldene Satélites de Júpiter.jpg
38 S/2003 J 15 Satélites de Júpiter.jpg
39 S/2003 J 10 Satélites de Júpiter.jpg
40 S/2003 J 23 Satélites de Júpiter.jpg
41 Erinome Satélites de Júpiter.jpg
42 Aoede Satélites de Júpiter.jpg
43 Calicore Satélites de Júpiter.jpg
44 Calique Satélites de Júpiter.jpg
45 Carme Satélites de Júpiter.jpg
46 Caliroe Satélites de Júpiter.jpg
47 Euridome Satélites de Júpiter.jpg
48 Pasite Satélites de Júpiter.jpg
49 Coré Satélites de Júpiter.jpg
50 Cilene Satélites de Júpiter.jpg
51 Euquelade Satélites de Júpiter.jpg
52 S/2003 J 4 Satélites de Júpiter.jpg
53 Pasife Satélites de Júpiter.jpg
54 Hegemone Satélites de Júpiter.jpg
55 Arque Satélites de Júpiter.jpg
56 Isonoe Satélites de Júpiter.jpg
57 S/2003 J 9 Satélites de Júpiter.jpg
58 S/2003 J 5 Satélites de Júpiter.jpg
59 Sinope Satélites de Júpiter.jpg
60 Esponde Satélites de Júpiter.jpg
61 Autonoe Satélites de Júpiter.jpg
62 Megaclite Satélites de Júpiter.jpg
63 S/2003 J 2 Satélites de Júpiter.jpg
v d e h
Sistema solar
Estrela: Sol
Planetas: Mercúrio | Vênus | Terra | Marte | Júpiter | Saturno | Urano | Netuno
Planetas anões: Ceres | Plutão | Haumea | Makemake | Éris
Asteroides: Vesta | Palas | Hígia
Satélites naturais: Terrestre | Marcianos | Jovianos | Saturninos | Uranianos | Netunianos | Plutonianos | Haumeanos | Eridiano
Anéis planetários: Jovianos | Saturninos | Uranianos | Netunianos
Cinturões: Near-Earth object | Cinturão de asteroides | Cinturão de Kuiper | Disco disperso | Nuvem de Oort
Transnetunianos: 90482 Orco | 38628 Huya | 28978 Íxion | 20000 Varuna | 50000 Quaoar | 2002 AW197 | 2002 TC302 | Sedna
Objetos do sistema solar por ordem de tamanho
Objetos espaciais que podem porrar com a Terra