Scarmiglione

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Golem.gif Este artigo é da mãe Terra!

Cuidado com terremotos e vulcões em erupção. Em caso de dúvidas, assista Volcano ou jogue Quake.

Scarface, o Coveiro


Scarcosplay.png
Nome Completo Scarmiglione
Classe Demônio
Terra Natal Inferno
Parceiros Golbez
Rubicante
Cagnazzo
Barbariccia
Parentes Morreram, mas passam bem
Inimigos Humanidade
Equipamento Preferido Mão de gancho
Habilidades Ressuscitar os mortos
Terremoto

Scarmiglione, o Déspota Deteriorado (スカルミリョーネ no Japão) é um bicho feio, deformado, esquisito e com mãos de gancho que, por conta das características mencionadas, esconde-se debaixo de um cobertor. Apesar de parecer apenas mais um monstro inútil sem relevância alguma para a estória de Final Fantasy IV, Scarmiglione faz parte do bonde dos quatro demônios elementais, ou seja, ele é um chefão secundário inútil sem relevância alguma. Possui o poder de controlar os mortos, fazendo com que os mesmos lutem em seu nome até que não sobre nenhum pedaço de carne putrefata. Também pode controlar a terra, possuindo a habilidade de levantar muralhas de barro e bosta, o que não impede que o mesmo apanhe pra caralho dos protagonistas várias vezes no decorrer do jogo. Em questão de força, ganha apenas da Barbariccia.

Vida[editar]

Scarmiglione nunca entendeu porque sempre leva toco de Barbariccia nas baladas do inferno.

Era pra Scarmiglione ter nascido na Mongólia, em uma família de baixa renda, porém como seus pais queriam continuar curtindo a vida e transando todas as noites sem se preocupar com o choro de bebê pela noite, aquele que futuramente viria a ser Scarmiglione foi abortado em uma clínica clandestina, e o feto foi abandonado em um lixão municipal para ser comido pelos urubus.

No momento em que ia levar embora a alma daquele feto, a morte ficou com pena dele, e após matar seus pais com sua foice, deu um corpo de verdade para o moleque, mas como nada na vida é perfeito, o corpo era feio pra porra, puro osso e pele. Mas como era o que tinha pra agora, Scarmiglione agradeceu o presente, e passou a andar por aí com um cobertor na cabeça, como um mendigo tradicional oldschool, faltou apenas o bafo de cachaça para completar o combo.

Após alguns milênios vagando por aí, em busca de uma mina que o aceite como é, Scarmiglione desistiu de procurar por bocetas, e começou a ocupar o seu tempo livre estudando antigos tomos mágicos necromânticos presente no covil de sua madrasta, a morte. Por ser imortal mesmo, depois de meros 500 anos estudando todos os dias, ele finalmente conseguiu aprender como levantar os mortos de suas tumbas, o que era bem simples, ele precisava apenas de concentração, força de vontade e o sangue de virgens católicas adolescentes.

A esta altura, Scarmiglione possuía poderes vastos, além da habilidade de ressuscitar os mortos, ele ainda conseguia controlar a terra, podendo construir muros de bosta para proteger-se dos humanos que o apedrejavam pela sua feiura. Ele podia fazer praticamente qualquer coisa, a única coisa que estava fora de seu alcance era o poder para construir uma cara nova pra si mesmo, ele até tentou fazer uma máscara de barro para ver se escondia um pouco a cara de cu, mas nem isso adiantou, e sua auto-estima continuava baixa, quase atingindo o Pré-Sal.

Já que não podia ser mais bonito do que os humanos mesmo, apenas mais do que a tua mãe, aquele bagulho velho, Scarmiglione tomou a decisão mais sensata, ele iria matar todos os humanos que encontrasse pela frente, afinal, se não existisse ninguém mais bonito do que ele, ele não poderia ser considerado feio. Assim, com os seus exércitos de zumbis, ele conseguiu tocar o terror por décadas, o que chamou a atenção de Zemus, um cara que vive no bem-bom lá na Lua apenas procurando por criaturas terrestres que possam servir de marionetes para cumprir com suas ambições malignas. Scarmiglione foi um dos escolhidos, não podendo suportar o poder do controle de mentes de Zemus, ele virou mais um boneco nas mãos do vilão, e passou a integrar o quarteto musical dos quatro demônios elementais, junto de Cagnazzo, Rubicante e Barbariccia.

Apesar de agora ser apenas uma marionete de carne (na verdade de osso) nas mãos de Zemus, Scarmiglione até que aproveitou os momentos que passou ao lado da panelinha dos vilões, pois além de ninguém dar uma única foda para a sua aparência, ele podia matar e esfolar quantos humanos quisesse, e ainda podia dar em cima da Barbariccia, sua paixão não correspondida. Mantendo a união com seus companheiros demônios, que apesar de o acharem um bosta fracote e inútil aceitavam trabalhar com ele pois seu mestre assim queria, Scarmiglione foi em muitas missões de extermínio de humanos inferiores, até que recebeu uma missão especial, na qual ele deveria matar o protagonista Cecil e seu bonde, que estavam em peregrinação em uma montanha lá na pqp.

Luta[editar]

Scarmiglione com o cobertor na cabeça pra não deixar a feitura muito exposta, pena que nem isso ajuda muito.

Ao receber um voto de confiança de seu mestre, Scarmiglione foi o mais rápido possível para en cu rralar os protagonistas, ressuscitando alguns pobres coitados que morreram de AIDS no caminho, e sabia que sua vitória era garantida, pois a espada negra de Cecil não fazia efeito em criaturas das trevas que já estavam mortas. Ao encontrar os seus inimigos, e fazer uma apresentação clichê exaltando a própria força e homenageando o seu patrão, Scarmiglione mandou os seus zumbis para matar os protagonistas, mas os mesmos falharam miseravelmente, pois apesar de Cecil não conseguir fazer nada, seus amiguinhos magos eram mais perigosos do que pareciam, tacando bolas de fogo e choques pelas mãos.

Vendo que era um erro continuar dependendo de mortos-vivos inferiores, que estavam caindo como pedaços de bosta ao serem eletrocutados com choques do trovão conjurados por Tellah e Porom, Scarmiglione fez uma retirada estrategica, na verdade ele se cagou com o risco de virar churrasco com tanto choque que os cara tava dando. Após alguns minutos escondido atrás de uma pedra, Scarmiglione raciocinou, e resolveu voltar pra luta, pois se não matasse pelo menos Cecil, ele seria morto por Golbez, que era mais uma marionete de Zemus, ou pior ainda, ele iria virar motivo de piada para Barbariccia, e perderia pra sempre a chance de comê-la.

Agora revigorado, Scarmiglione não mais invoca zumbis, ele resolve ir pro pau por conta própria, estando pronto pra esfolar os protagonistas com a sua mão de gancho com a qual já cutucou o cu da tua mãe, aquela puta demoníaca. Para dar impacto a sua entrada na luta, assim como um lutador de Street Fighter, ele pegou o cobertor que usa na cabeça e jogou longe, mostrando a sua verdadeira aparência de canhão feio pra burro com cara de caveira subnutrida. Apesar do nojo de encostar naquele bicho horrível, todos os protagonistas estavam prontos para lutar ao máximo, especialmente Cecil, que após abandonar a sua antiga armadura negra, agora era um paladino, e com sua espada purpurinada, já era capaz de causar dano, e muito digassi di passagi, em criaturas das trevas. Apesar da força de vontade, Scarmiglione não foi páreo para a luz de glitter da espada de Cecil, e foi morto rapidamente, sem conseguir levar ninguém com ele.

Ressureição[editar]

Depois de passar alguns meses morto, tentando entender os motivos de ser um fracassado na vida, Scarmiglione e seus parceiros mongolóides são ressucitados por Zemus, que não tinha mais nenhum lacaio para usar como escudo humano, ou demoníaco, no caso. Scarmiglione até tentou vingar-se dos protagonistas, por terem lhe mandado para o limbo, mas por ser fraco demais para eliminar seus oponentes, acaba tomando no cu novamente, e dessa vez é mandado de volta para o inferno para todo o sempre, amém.