Seasons in the Abyss

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Capa03.jpg Este artigo se trata de um álbum

E você baixa da internet porque não tem dinheiro.

Conheça o resto da playlist clicando aqui.

Cquote1.png Um dos últimos que prestaram. Cquote2.png
Headbanger sobre Seasons in the Abyss.
Cquote1.png SPORT THE WAARR!!! WAR SUPPOOORRTT!!! Cquote2.png
Tom Araya sobre War Ensemble
Cquote1.png Grande merda! Cquote2.png
Funkeiro sobre Seasons in the Abyss.
Cquote1.png Patético! Cquote2.png
NxZero sobre Seasons in the Abyss.
Cquote1.png Sniff... buá! Cquote2.png
Kerry King sobre opinião acima.

Seasons in the Abyss é o quinto álbum da banda de reggae hardcore Slayer. Alguns gostam, outros não, porém todos tem que admitir que esse foi o último álbum que pode ser considerado como o fim da era quando o Slayer eram fodões.

Oi! Eu sou o Lula Molusco!

Antecedentes[editar]

Depois que o Slayer decidiu mudar a fórmula de música rápida pra caralho do Reign in Blood para algo um pouco mais controlado no South of Heaven eles queriam fazer algo no meio-termo para agradar todo mundo (falta de personalidade! Metaleiro não pensa nos outros!) e assim surgiu o Seasons in the Abyss, um álbum lançado em 1990 na época que o Thrash Metal estava preste a virar uma merda.

Produção[editar]

Como de costume o baixo não tem como ser ouvido. A bateria está um pouco mais alta que o normal e as guitarras estão no forno ponto.

Recepção[editar]

O povo até gostou desse álbum, já que o resto... bem é melhor nem comentar. A maioria dos metaleiros bateu cabeça com o álbum, principalmente com a música "Born of Fire".

Conteúdo lírico[editar]

Guerra, matadores em série, holocausto nuclear, Inferno (como de costume) e várias coisas loucas que passam pela mente de Kerry King.

Músicas[editar]

  • War Ensemble/Exercício Militar - Vamos soldado! Marche!
  • Blood Red/Vermelho como Sangue - Mais que mentira! As baratas têm sangue amarelo!
  • Spirit in Black/Dona Morte - Mais uma homenagem para a Turma da Mônica.
  • Expendable Youth/Juventude Útil - Fala dos jovens que trabalham, não dos vagabundos como você.
  • Dead Skin Mask/Máscara de boneco de Olinda - Uma música em ritmo de Carnaval
  • Hallowed Point/Ponto Santificado - Um lugar onde Jesus Negão teria mijado.
  • Skeletons of Society/Esqueletos da Sociedade - Fala de pessoas magrelas, como você (ou não).
  • Temptation/Tentação - Fala de quando Jesus Negão foi tentado pelo Diabo rosa a beber cerveja quando tentava ficar sóbrio no deserto.
  • Born of Fire/Batizado na Água - Aleluia irmãos! Glória a Deus!
  • Seasons in the Abyss/Temporadas no Buraco - Fala de um cara que caiu num abismo, mas depois decidiu morar lá.

Integrantes[editar]


Tom Araya - Manicure da banda.
Jeff Hanneman - Cabelereiro e maquiador da banda.
Kerry King - Consultor de moda da banda.
Dave Lombardo - Manequim da banda.