Senegal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
●République du Soh negahum
●Renegal
●Ser Negão

Bandeira do Senegal.png Brasao do Senegal.png
Bandeira Brasão
Lema: Senegal é legal
Hino: Pincez Tous vos Koras, Frappez les Balafons
Localização do Senegâmbia.png
Capital Rali Dakar
Maior cidade Dakar
Língua Francês
Tipo de Governo Reino Olodum
Chefinho que manda e desmanda El Hadji Diouf
Heróis Nacionais Titio Senegal
Independência Não ocorreu
Moeda Dólar oludunense
Religião Macumba
População 1.021.832 de pessoas humanas. Quanto aos jacarés, não se sabe precisar.
Área Ao oeste da África, junto ao Oceano Atlântico, longe do Oceano Pacífico, longe pra caralho da Islândia. Mas, afinal de contas, prá quê você quer saber disso? Hem? (10% de água)
Analfabetismo Alto %
PIB per Capita 1 centavo USD/hab.
IDH 0.001
Fuso Horário AZT + 5 (Acre's Zone Time)
Clima Quente africano
Site do Governo Não tem Internet


Cquote1.png Você quis dizer: Cê é legal? Cquote2.png
Google sobre Senegal
Cquote1.png Konvict Muzik Cquote2.png
Akon sobre Senegal
Cquote1.png Nação Querida! Cquote2.png
Titio Senegal sobre Senegal
Cquote1.png Deve ser legal ser negão no Senegal Cquote2.png
Oscar Wilde

Sónegão Senegal é um país que seu nome tem origem na expressão "soh ne-gahum", que em dialeto angolano significa "apenas africanos".

História[editar]

Período pré-colonial[editar]

Senegal não era nada legal antes do século XI, pois só tinha areia lá. Só depois disso que chegaram os islâmicos, liderados por Amadou Bamba uma espécie de personagem renegado de South Park que se transformou numa alma penada que decidiu espalhar a palavra de Maomé.

Os império que existiam por lá eram os Mendigos (uma tribo berbere) e os Ulof (um grupo de aliens que haviam se perdido por ali).

Colonização[editar]

Senegal foi dominada pela França, país europeu que decidiu dominar todo deserto africano, o Senegal foi um dos territórios que a França pegou.

Por ser um dos países africanos que está mais próximo ao Brasil, o Senegal foi um dos maiores fornecedores de negros para a Bahia no período da escravidão.

A cultura baiana foi altamente influenciada pelo Senegal, tanto que existem registros históricos de que a primeira macumba tenha sido realizada em um terreiro senegalês. Porém, essa teoria foi derrubada, uma vez que os esfomeados, mais conhecidos como senegaleses, comeram o frango da macumba.

Independência[editar]

Em 1959 enquanto Senegal estava no completo esquecimento, acabou se tornando parte do Sudão Francês no que ficou conhecido como Federação do Mali. Mas a utilidade socio-econômica-política dessa federação foi completamente irrelevante e Senegal continuou abandonada.

A independência mesmo vem em 1960, 15 anos depois de quando a França abandonou completamente aquelas terras.

Ditaduras[editar]

Kijuju, a capital econômica do Senegal.

Com Senegal independente, começou o ciclo natural de ditaduras democráticas. Cada presidente teve seu mandato de 10 anos, e cada um contribuiu com o país enchendo apenas do próprio bolso.

Fatos recentes[editar]

Atualmente o Senegal só é lembrado nos noticiários quando acontece o tradicional Rally Paris-Dakar, onde anualmente morrem alguns pilotos, mas justamente por causa disso o rally foi cancelado e não ocorre mais.

Atualmente a diversão em Senegal é discutir sobre o separatismo de Casamance. Brutus é a favor, Popeye é contra, agora é só a galera animar e começar uma guerra civil.

Economia[editar]

O Senegal se sustenta graças ao comércio de amendoins com a Costa do Marfim. pegou e comeu aipim

Subdivisões[editar]


Cultura[editar]

Trovador 2.png
O abundante acervo poético da Desciclopédia possui uma obra sobre Senegal: Canto para o Senegal porém passaram a letra no pau

Senegal é conhecida pelo desejo abusivo e descontrolado que os senegaleses possuem em penetrar seus membros em qualquer animal quadrúpede, sendo que esses correspondem a 39% da fauna senegalesa. Não é necessário nem dizer que as senegalesas também gostam de ser penetradas por animais selvagens, tais como leões, girafas, elefantes, panteras, onças, jacarés e macacos, sendo esse último, a preferência nacional.

Flag-map Senegal.png Senegal
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografia
EconomiaCulturaTurismo


Salve mãe África, mano!
África
v d e h

Países: África do Sul | Angola | Argélia | Benim | Botswana | Burkina Faso | Burundi | Cabo Verde | Camarões | Chade | Comores | Congo | Costa do Marfim | Djibouti | Egito | Eritreia | Eswatini | Etiópia | Gabão | Gâmbia | Gana | Guiné | Guiné-Bissau | Guiné Equatorial | Lesoto | Libéria | Líbia | Madagascar | Malawi | Mali | Marrocos | Maurício | Mauritânia | Moçambique | Namíbia | Níger | Nigéria | Quênia | República Centro-Africana | República Democrática do Congo | Ruanda | São Tomé e Príncipe | Senegal | Serra Leoa | Seychelles | Somália | Sudão | Sudão do Sul | Tanzânia | Togo | Tunísia | Uganda | Zâmbia | Zimbabwe

Territórios: Canárias | Ceuta | Galmudug | Mayotte | Melilla | Reunião | Saara Ocidental | Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha | Somalilândia