Senhora de Oliveira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
O principal ponto turístico local não tem uma pintura, o motivo é que a prefeitura gastou todo o dinheiro para a pintura da capela local para pagar a dívida com o padeiro do município.

Senhora de Oliveira é uma cidade fantasma ou uma cidade inventada localizada na zona da mata que fica na matolândia, vulgo, Minas Gerais. Senhora de Oliveira é mais uma daquelas cidades que só se pode achar se você acabar furando um pneu ou se perdendo. Afinal a cidade é tão desconhecida e afastada do mundo civilizado que Internet discada chegou ano passado lá.

Ora que não tenha computador na cidade.

História[editar]

A cidade iniciou por um povoado de pessoas que eram foragidas da lei. Esses foragidos da lei viveram em uma política da anarquia da natureza, algo que é bem comum em cidades de bandidos fora-da-lei. Esses bandidos se reproduziram de forma assexuada, ou seja, tiravam no palitinho quem ia ser a mulher e por um milagre da natureza isso deu origem aos habitantes atuais.

Os habitantes naturais, de gênero caipira sapiens são pessoas do tipo que você poderia encontrar levando vários spams e vírus no Orkut, mesmo que eles soubessem o que é isso já que sequer sabem mexer em um computador, sequer sabem também que Orkut é coisa para Caipiras e Pobres, e é justamente lá que eles devem ficar.

No meio dessa Suruba de analfabetos surge um semi-analfabeto que é considerado o einstein local, ele faz um abaixo-assinado (pegou a digital de todo mundo já que todos eram analfabetos e não sabiam escrever o nome) com a digital de todo mundo e mandou emancipar a cidade, o governo mineiro que não tava nem aí para Minas Gerais emancipou a cidade.

O cara deu o nome de sua mãe para a cidade e iniciou o reino de analfabetos que hoje é conhecido como Senhora de Oliveira.

Comunicação[editar]

O município não possui rádio própria e só pega quatro canais na TV aberta: Canal do Boi, a Gazeta, a Globo e a Record.

Cquote1.png NOSSA! QUE NOVIDADE! Cquote2.png
qualquer um sobre Senhora de Oliveira não ter uma rádio

É, não era novidade para ninguém que a cidade não possua uma rádio regional. Se bem que isso devia ser um agradecimento, são as rádios regionais que costumam dar ao mundo locutores caipiras que falam mais do que mandam músicas, e quando mandam músicas geralmente mandam uma BEM caipira para você ter dores de cabeça no domingo.

A rádio de Senhora de Oliveira seria apresentada pelo Padeiro local, grande Zé, que aproveitando a deixa dos programas ia lançar os Jingles idiotas de sua padaria e lembrar:

Cquote1.png Seu João! Tu tá me devendo 320 pila mais teu toba na Padaria, aparece lá dispois pra acertá! Cquote2.png
Padeiro-locutor de rádio

Administração[editar]

Do tipo que passa de mão-em-mão. O prefeito do município atualmente é um Celta pois ele dava carona para todo mundo e se ele fosse prefeito todos os caipiras poderiam usar.