Separatismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hitler e Alien.jpg Este artigo é relacionado à história.

Lembre-se que o cangaço não predominou em todo o Nordeste.

CUIDADO!!! CONTEÚDO EXPLOSIVO!

Esta página contém elementos bélicos, químicos, atômicos ou bombásticos,
podendo causar um grande estrago no computador (e na mente) do leitor.
Bombaatomica.gif
Gauchodanc.jpg
Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg


Cquote1.png Isso é um sintoma de pessoas que não querem permanecer unidas. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Separatismo

O separatismo é o sentimento de liberdade que algumas quase-nações expressam, a ponto de necessitarem a separação.

História[editar]

Separação na Terra, para a formação de novos planetas

O separatismo é mais antigo que a primeira plástica da Hebe Camargo. O primeiro relato do separatismo aconteceu no ano 0, quando Eva decidiu se separar de Adão. Na pré-história, os continentes estavam tão cheios que decidiram se separar da nação pangéica. Foi o primeiro separatismo em massa ocorrido no universo. Nas eras antigas, qualquer cidade se considerava um país, motivo esse que fez a Terra, nesse período, ter mais de 24427428 países diferentes.

Na Copa do Mundo, 256 seleções disputavam o caneco. Muitos países não era uma coisa muito boa. Muitas guerras foram travadas. Várias ruas queriam se separar para formar um país independente. O separatismo estava tão na moda que até algumas casas queriam se separar do país para formar uma nação. Como o descontrole havia tomado conta de tudo, decidiu-se criar uma guerra bem grande para juntar todos os pedaços. A paz parecia reinar na Terra quando algo chamado Idade Média surgiu.

Com a Idade Média, surgiu também novos países. Dentro destes países, muitas fazendas estavam querendo a separação. Graças aos turcos, todas as pequenas nações criadas na Idade Média sumiram do mapa. A Terra estava dividida em turcos e não-turcos. Tempo vai, tempo vem, países foram se separando da mãe-turca. Em 1945, o total de países era de 120. Atualmente, o total de países é 6 vezes maior que o ângulo reto da raiz quadrada.

Casos famosos[editar]

A formação mais separatista do Brasil
  • Mansão da Silva - Foi em um jogo de truco que a família da Silva resolveu se separar do império brasileiro. Para conseguir a separação, uma guerra foi travada entre o exército luso-lusitano e a Mansão da Silva. Ao final da guerra, toda a população da Mansão da Silva foi extinta.
  • Sifudistão - Antiga nação da União Soviética, onde quem se ferrava era o país e não seus habitantes. Os habitantes do Sifudistão estavam decididos a criar o próprio estado. Não houve guerra, pois o Sifudistão era um país pacífico. Em 1987 o país conseguiu sua liberdade, trocando 2 bois pela tão sonhada separação. O país entrou na miséria 7 anos após, sendo vendido mais tarde para a Rússia.
  • João Luís Barbosa - Em uma discussão na casa da família Barbosa, João Luís discutiu com sua mãe e resolveu criar o próprio país. Ele assinou um acordo com sua família e se separou. Primeiro, a intenção de João era criar uma cidade própria, mas os planos de João Luís foram além. Ele criou o próprio país. O país tinha 42 cm², o suficiente para caber ele e somente ele. Foi criada então a Barbosalândia, cujo presidente, delegado, juiz, ministro, padeiro, jardineiro e encanador era o próprio Barbosa. João Barbosa cercou seu pequeno país com muro para ninguém invadir. Apenas ele poderia morar neste país. Porém, depois de 7 dias, toda a população do país morreu de fome, pois a muralha que cercava a fronteira não tinha porta.
  • Estados Unidos do Trailer - Pedro Seboso estava tão enjoado do Brasil que resolveu criar o próprio país. Pegou seu trailer, assinou alguns acordos de separação e finalizou o seu país. Foi o primeiro país ambulante da história mundial. Mas um dia, o presidente Pedro Seboso estava bêbado e não conseguiu dirigir muito bem o país. Os Estados Unidos do Trailer tiveram seu triste e rápido fim.

Ver também[editar]