Sergiev Posad

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Sergiev Posad é uma cidade da região metropolitana de Moscou, então já deu pra ver que é fria pra caralho e tem aqueles castelinhos em forma de circo.

História[editar]

A história da cidade de Sergiev Posad se confunde com a história de seu monastério, cidade e monastério foram fundados pelo líder espiritual e pai de santo Sérgio de Rádonezh no século XV, o centro rapidamente se desenvolveu graças ao seu imenso monastério, maior que a cidade em si, onde eram ministradas de graças aulas de polka e evangelização ortodoxa, além é claro das divertidas quermesses de meio de ano regadas à vodka, era e é algo único no mundo.

A cidade cresceu calcada nas crenças ortodoxas russas até a chegada da União Soviética, o nome da cidade foi modificado para Zagorsk e a prática de feitiçaria proibida.

Atualmente, a estrada de ferro Moscou-Fim do Mundo passando por Sergiev Posad traz o desenvolvimento à cidade.

Conjunto Arquitetônico e Monástico da Trindade-São Sérgio[editar]

Um dos monastérios do conjunto.

Sergiev Posad abriga o maior conjunto de monumentos de igreja ortodoxa do mundo. Conjunto iniciado pelo visionário Sérgio de Rádonezh que saiu de Moscou por ser proibido se masturbar lá, criou esse monastério no meio do nada onde chegava quem quisesse ir.

Em 1476, Ivan III da Rússia ordenou a construção da Igreja do Espírito Santo ao lado do Mosteiro da Santíssima Trindade, aí depois disso já viu, todo rei da Rússia ficou metido a mandar construir igrejas, catedrais, kremilins e monastérios transformando aquilo num verdadeiro labirinto de coisas ortodoxas.

O conjunto já foi até atacado pelos tártaros (sempre os tártaros) por inúmeras vezes. Mas a tática de arremessar coqueteis Molotov por cima da muralha é infalível. Na famosa Batalha de Kulikovo, dois monges enviados por Sérgio de Rádonezh, com as mãos amarradas derrotaram 5 mil tártaros apenas usando as técnicas aprendidas com os Cavaleiros do Zodíaco.

por todo o século XIX o monastério orgulhava-se em ser o mais rico do mundo, mas no século seguinte veio a Revolução Russa e as ondas de assaltos, o complexo de monastério foi severamente assaltado por mendigos vindos de Moscou, perdeu-se desde os valiosos sinos de ouro às cuecas dos monges, sem falar do governo comunista que nacionalizou o mosteiro e vendeu as valiosíssimas obras de arte do monastério para comprar feijão em lata para o povo.