Seu carro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Lixo Cquote2.png
Google sobre Seu carro
Cquote1.png Você quis dizer: Carro movido a energia humana Cquote2.png
Google sobre Seu carro
Cquote1.png Óia, aqui eu tive que remendar os fio do farol e apertar os parafuso do carburador. Deu R$ 15,00. Cquote2.png
Mecânico sobre conserto do seu carro
Cquote1.png Mas eu só tenho R$ 6,30 e uma balinha. Cquote2.png
Você sobre sua incrível riqueza
Cquote1.png Então vá dar a bunda e só me volte aqui com o dinheiro Cquote2.png
Mecânico sobre o fato de não possuir grana para o conserto
Cquote1.png Quem foi o viado que botou essa porra no meu carro? Cquote2.png
Você bêbado sobre uma multa
Cquote1.png Hei, seu carro tá fumando muito. Cquote2.png
Qualquer um sobre a fumaceira que teu carro causa
Cquote1.png Eu sei, é porque eu esqueci de botar o óleo da fritura no motor. Cquote2.png
Você sobre querendo fundir o motor do seu carro

Ops... Acho que não acertei a garagem...

O "seu carro" é aquela sucata que você usa para se arrastar ao trabalho e para tentar pegar "as mina", mas o seu carro é tão feio que nenhuma mulher nunca entrou nele, nem a sua mãe, e olha que foi ela que lhe deu o carro, pois miserável do jeito que você é, duvido que você tenha dinheiro para comprar sequer uma bicicleta. O seu carro roda com álcool fracionado, porque você nem tem dinheiro na carteira pra colocar mais de R$ 2,00 no tanque, fora o fato de você sair catando moeda pela casa pra botar no carro pra completar a reserva. O Filtro de óleo você pega usado nas oficinas, lava pra tirar o óleo usado e mete no seu "possante", o pneu tá tão careca que já aparece a câmara de ar saltando para fora aonde tem buraco. E lembrando que o motor só pega no tranco, por isso você deixa seu carro a uns 300 metros da sua casa, que é aonde tem uma ladeira mais perto. O cinto de segurança do carro é um pedaço de cipó que você amarra no que sobrou da alavanca do freio de mão.

História[editar]

Seu carro depois da sua primeira volta.

O seu carro foi comprado pela sua mãe na Big Bill Hell's, porque ela já estava cansada de você ficar reclamando que não tem dinheiro, então ela viu aquele Fiat 147 e decidiu te trollar presentear. Ela parcelou o Fiat 147 (usado, quase sucata) em 75 vezes (se ela morrer nesse tempo, você terá que se matar também, pois com o nome sujo que você já tem, e o seu emprego mal dá para pagar a prostituta que você contrata uma vez por semana como namorada, já que nenhuma mulher te quer). Então você ficou feliz quando ela comprou esse carro, na primeira volta que você deu você atropelou uma placa e tinha uma viatura olhando, então você já levou uma multa e teve que vender a porta do seu carro para poder paga-la, felizmente, você improvisou a porta do seu carro com um pedaço de madeira, que atraiu cupins e detonou com o seu carro, mesmo ele já estando detonado. Quando você foi dar um rolê pela rua, você passou de uma vez em uma lombada, porque o freio virou passado, e o pára-brisa caiu e quebrou em grandes pedaços, já que é tão velho que nem temperado é. Pra não molhar o carro e deixar fedendo mais do que já fede, você roubou o plástico da mesa da Tua mãe e colocou na bagaça. Por conta disso você não enxerga mais nada de dentro do carro, apenas vultos até hoje.

Uso[editar]

"Caraí, pensei que fosse só uma poça d´água..."

O seu carro é muito inútil, pois um preguiçoso como você usa ele até para ir na casa do vizinho, a única coisa para que você não usa o seu carro é levar putas, por que aquela puta que você paga semanalmente se recusa a entrar no seu carro, porque ele constantemente é lavado na rua em dia de chuva. Ele também é útil para pessoas com dificuldades financeiras, que podem roubar seu carro e trocar por uma quentinha, já que e pra outra coisa mesmo. A única vantagem de ter uma desgraça dessa na garagem é porque você não precisa colocar alarme nele, porque ninguém quer ele, só você, que se acha um fodão mas não passa de um bosta.

Reforma[editar]

Óia nóis na naite.

O seu carro precisa de uma reforma, e pra isso você tem que comprar as peças para a reforma, como uma nova carroceria, um outro motor, um novo painel. E como não tem dinheiro nem pra comprar esmalte de unha pra começar a reforma você, que é um imbecil uma pessoa inteligente, vai pedir dinheiro pra tua mãe e ela manda você parar de fingir que tem namorada e começar a juntar o dinheiro pra comprar gasolina pra tacar fogo nessa carroça.

Caraterísticas[editar]

As características do seu carro são parecidas com as características de carros que estão no ferro velho, a diferença é que seu (milagrosamente) anda:

  • Teu carro é branco, mas tá tão desbotado que está no ferro;
  • Ele é tão velho que não tem nenhuma porta;
  • Nem rádio tem de tão antigo que é;
  • É tão lixo que nem tem banco de trás.;
  • Tá tão imundo que você pisa nos ratos pensando que tá freando (Que freio?);
  • Você usa um saco de cebola pra servir de banco;
  • Só tem 2 marchas: a 2ª, pra pegar no tranco e a 5ª marcha, pra economizar combustível;
  • Seu carro só possui um farol, que tá com a lente toda queimada e não ilumina 30cm à frente;
  • A placa do teu carro é tão antiga que é amarela e tem como numeração FP-2424;
  • Tua mãe comprou seu Fiat 147 usado, mas ele já tinha passado na mão de uns 15 antes de você;
  • Você um dia tava dando uma volta e percebeu que seus pés estavam arrastando no chão. O assoalho caiu e você nem percebeu.
  • Seu carro não passa de 50 quilômetros por hora, e mesmo assim você bate.

Galeria[editar]

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Seu carro no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
v d e h
*Automóveis, atropelamento e fuga